Posted by : CanasOminous Feb 12, 2013


Nome: Luis Felipe (Lipe)
Idade: 16 anos
Estado: São Paulo
Técnica: PhotoScape

"Eae Canas, blz? Cara, finalmente resolvi enviar um FanArt. É uma simples montagem, mas que desperta um grande sentimento. Deu essa enorme vontade de mandar uma depois que li a ultima que você tinha postado, aquela do Arcanine com seu treinador em travessuras. kkkk Voltando ao assunto... 
Depois de ter lido aquela mensagem eu fiquei refletindo muito sobre o inicio de Pokémon, praticamente Pokémon nasceu comigo e cresceu. Cara, eu nunca tinha parado para pensar, mas hoje penso que a primeira temporada é a melhor. Foi ela que me trouxe pra cá hoje. E fico imaginando, por que gosto tanto dessa série. Seria por causa daqueles 151 monstrinhos, que eram adoráveis, carismáticos, atrapalhados, tímidos, nervosos e por aí vai... Por causa dos personagens, que muitos tinham as mesmas personalidades que aqueles Pokémons, eram até mesmos muito inocentes, engraçados... Ou até mesmo os vilões que querendo ou não, eu os aceitavam como verdadeiros mocinhos? É uma pergunta gigante, não? 

Tem outros muitos fatores, mas a pergunta é: o que faz gostarmos tanto de Pokémon, que hoje mesmo acima da idade, que muitos dizem proibida para assistir desenho *-* , continuamos gostando? Realmente não sei explicar. Só sei que aprendi muito com esse anime, o maior ensinamento, a determinação, nunca desistir de nossos sonhos, por mais que sejam criaturas, eles têm sentimentos então por que maltratar os animais se eles são nosso Pokémons? Cara, só tenho duas palavras: Obrigado Pokémon!"

• • •

Creio que essa reputação "infantil" não está no anime em si, mas na pessoa que o assisti. Não vejo problemas em gostar de Pokémon mesmo com essa idade, não assisto porque não tenho tempo, mas quando vejo passando na TV acabo soltando uma risadinha e pensando naquela velha história: A Equipe Rocket decolando de novo! Cara, eu mesmo posso dizer que aprendi muitas coisas com Pokémon, e essa questão da determinação é uma delas. (Aprendi também a decorar o nome de 151 bichos ao invés das fórmulas da escola, mas isso não vem ao caso kk) A questão é que não acredito que tenha idade para se assistir desenhos, ou mesmo para se gostar de alguma coisa. Tudo depende da forma como você vê e lida com isso, sabendo absorver algo de tudo isso. É importante também saber conversar com as pessoas que apreciam o mesmo assunto, entender cada uma das idades e fases da vida. Devemos ser sábios o suficiente para ouvir os mais velhos, espontâneos e enérgicos para conversar com amigos e pessoas de nossa idade, e principalmente, devemos encontrar a essência e a importância de compreender as crianças.

Todos nós passamos por essa fase infantil, claro. Então por qual motivo vemos tanta gente por aí reclamando que adoraria voltar para os tempos que era moleque, quando não tinha problemas, paixões e contas para pagar? Se essa era uma fase tão boa, por que teimam em ignorar as coisas que a tornaram especial? Sabe, eu adorava pegar brinquedos e sair por aí criando mundos imaginários com pedrinhas e outros empecilhos. Hoje olho para os mesmos brinquedos e não tenho mais essa habilidade. É meio estranho, não sei explicar o motivo, mas não consigo sentar ali e brincar sozinho como eu adorava fazer. Talvez os espíritos da infância tenham fechado as portas para mim. Creio que chego a uma simples conclusão: Eu adoro compreender mais esse lado das pessoas, o lado da felicidade que muitas vezes é ignorado a prezar uma reputação ou uma imagem a zelar. Temos de amadurecer para acompanhar o mundo, afinal, ele não espera ninguém. Mas ainda sinto a necessidade de ver esse lado infantil nas pessoas, esse lado bom e inocente. Com ele, as pessoas seriam mais felizes. E eu sei a imensa quantidade de coisas ruins que já existem, mas mesmo assim gosto de imaginar como tudo poderia ser diferente se as pessoas aprendessem a respeitar mais o próximo. Não que muita coisa vá mudar, não? Mas com pequenas ações e atitudes sei que podemos criar uma sociedade melhor.

Cada vez que vocês me mandam um desenho eu me encontro afundando em um abismo de filosofia e pensamentos, vamos deixar disso e pensar em coisas boas! kk Cara, essas oito insígnias eram meu sonho de consumo na época, tanto que as fiz de papel quando tinha uns seis anos. Hoje, milênios mais tarde, encontrei-as disponíveis à venda em um evento. Demorou 12 anos, mas finalmente consegui as 8 insígnias de Kanto! Faltam todas as outras regiões agora, mas isso vai ter que ficar para outra hora kkk Valeu pela imagem aí, Lipe. Kanto fica orgulhosa da incrível geração de crianças que conquistou. São pessoas que ainda olham para trás e sorriem ao lembrar do que aprenderam com tudo isso. Afinal, devemos extrair tudo que é de bom e melhor das coisas à nossa volta. Até a próxima!

{ 1 comments... read them below or add one }

  1. Eae Canas, blz? Cara, concordo com suas palavras. Sabe, todos realmente dizem que gostariam de voltar a fase da inocência, mas hoje parece que mesmo querendo, esses não aceitam o fato da "infantilidade", se é que você me entende. Por mais que um garoto goste de Pokémon ou qualquer outro anime, desenho, até mesmo gosto por jogos e outras coisas, ele não vai saí falando pois tem medo da impressão que iria dar para as outros jovens, deixando de lado a essência de você... ser você. Realmente, hoje, muitos são moldados pela as figuras de outros: "se ele usa aquela tal roupa, devo usar também"; " ele faz aquilo e tão popular fazendo isso, então devo fazer também"... Alguns exemplos, né? Mas tudo isso é a falta de auto-estima. Eu não saio dizendo pra todo mundo que eu escrevo histórias Pokémon, tanto que nunca tive coragem de divulgar ela no Facebook, por exemplo. Mas hoje eu estou com uma cabeça diferente, a qual falo pra todos que assisto desenhos, quero colecionar bonecos, quadrinhos, videogames e os mais diversos jogos. Já disse para muitos que eu já escrevi(comecei, né kk) algumas fic. E tudo isso, porque finalmente vi que era tudo isso que havia me tornado o que sou hoje. Sou cristão, muitos dizem que um crente não pode jogar videogame, não pode assistir desenhos, não pode jogar bola... um crente só pode ir para igreja, entende o que estou dizendo. Mas todas essas coisas que eu aprecio, me fez chegar até aqui e são esses mesmos gosto que vou usar como ferramenta para o evangelismo. Quero ser um Game Designer, vou fazer jogos, vou, mas jogos evangélicos também podem ser feitos( e já tenho enredos base, dahora, eim), vou escrever, vou, mas posso escrever história mais para o lado cristão também. E uma coisa que tenho em mente também e criar um anime evangélico. Então, hoje eu não tenho vergonha de dizer que assisto Pokémon, tanto que não vejo a ora de começar uma história e divulga-la. bom, por aqui tá bom. kkk Acho que falei coisa de mais.

    É Canas, a gente se fala mais tarde, vou indo, flw!

    Cara, você é sortudo de possuir essas preciosas insgnias. Um dia terei todas, todos os Pokémons em miniaturas e também aquelas pokébolas reais, todos consoles da nintendo, com todas fitas de Pokémon. kkk Cara, chega. Até mais!

    ReplyDelete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -