Posted by : CanasOminous Feb 15, 2013


Support Conversation (Mozilla x Marco)
Gênero e Disclaimers: Comédia, Shounen-ai;
Tema: Chocolate Quente, Cobertor, Filme e... 
...a Wiki realmente gosta do Marco?;
Notas do Autor: Esta é a minha primeira tentativa com um gênero tão pouco visto nas fanfictions de aventura Pokémon. É a primeira vez que trabalho com ele,
pois tenho a meta de aprender a escrever todos os tipos de histórias e ocasiões.
Aproveitem a oportunidade, garotas. Eu sempre faço cenas 
Shoujo-ai para os marmanjos, agora é a vez de vocês kk

Os Fire Tales trabalhavam na construção de uma nova área dentro da guilda, este era o dormitório, onde seus guerreiros escolhiam quartos para que passassem as noites de descanso e pudessem ter um maior conforto.
Marco estivera fora numa missão e ficou encantado ao ver a mobília de longe. Estava ansioso para inaugurá-la, correu até o balcão que era mantido por Sophie numa adaptação do Bar e das Casas de Cura. A mulher recebeu o jovem viajante com um sorriso encantador.
— Boa noite, Marco. Como foi de missão? — indagou a Gardevoir.
— Tudo ocorreu bem, não era nada muito difícil, mas ao menos consegui sair vitorioso e ajudar aquele pequeno Bidoof a sair da caverna — explicou o moço. — Mas diga, Sophie, como foi a inauguração dos Dormitórios? Puxa, eu estava ansioso para ver como ia ficar!
           — Foi um arraso! — emendou a mulher. — Tanto que todos os quartos já foram ocupados.
                Marco silenciou-se, um pouco constrangido. O sorriso desapareceu de seu rosto e ele pareceu mais desapontado do que gostaria.
                — Sério?
Sophie balançou a cabeça num aceno positivo.
                — Puxa, é uma pena... Eu estava muito ansioso para testar uma das camas novas, mas não tem problema, fica para outro mês. — desdenhou o jovem Marco.
                — Não fique triste, meu jovem. Eu sei uma pessoa que adoraria receber sua visita e, na verdade, desde que ela alugou o quarto ainda não veio usar, eu só a vejo de noite. E então? Quer dar uma passada no quarto e esperar por ela? 
                Marco respirou fundo ao perceber que Sophie se referia a uma das moças da guilda. Quem seria? Quem adoraria receber sua visita? Não precisou pensar duas vezes.
— Eu topo! Me dê as chaves!
— Esse é o meu garoto — brincou Sophie, lançando a chave na mão do jovem, mas ainda teimando em não dizer quem era a misteriosa locadora. Ela esperava que Marco se surpreendesse sozinho quando a hora chegasse.
O moreno seguiu até a porta de número 11 e a abriu. Estava escuro, e logo que Marco ligou a luz deparou-se com um cômodo completamente desarrumado e destruído. De fato não estava destruído, mas era bem simples, esperava algo muito mais grandioso. Não podia culpar os Fire Tales, afinal, eles tinham muito trabalho a fazer e quartos a construir, esperavam melhorá-los com o tempo, mas por hora era melhor do que dormir ao relento.
Marco lançou um rápido olhar pelo cômodo agora que sua vista se acomodara com a pouca iluminação. Havia uma cozinha interna, o que era bem interessante. Havia também uma única poltrona de frente a uma televisão numa curta distância, alguns armários e estantes iam de uma ponta a outra, mas a decoração era muito bem projetada. O banheiro era acoplado ao quarto, e próximo à porta havia um lençol esticado no chão. Não havia nenhuma cama, e o colchão no chão parecia ter sido bem improvisado. De fato, nenhum dos Fire Tales levava jeito com arquitetura.
— Isso é muito... maneiro! — disse Marco animado.
O rapaz foi até o colchão esticado no chão e sentou-se nele com as pernas cruzadas. Parecia que ele continuava sentado no piso de madeira, mas era a primeira chance que tinha de dormir em um lugar mais confortável. Estava admirado por poder dormir numa daquelas pela primeira vez em sua vida, havia alguns cobertores desarrumados, e o controle da televisão estava logo ao lado.
— Engraçado, dormir em uma cama não é muito diferente, eu pensei que fosse uma sensação nova... Mas eu gostei! — Para Marco nunca havia mal tempo. O rapaz deitou-se pensativo sobre os lençóis esparramados, quando de repente, apalpou algo perdido no meio dos cobertores.
          — Hm, o que é isso?
Ao levantar percebeu que tratava-se das roupas de baixo de alguma mulher. Era rosa, e muito menor do que imaginou que fossem. Marco arregalou os olhos e largou o artefato no chão como se tivesse cometido um pecado grave. Acomodou-se no canto escuro da sala e abraçou seus joelhos ao sussurrar:
— Meu Arceus, este é o quarto da... da senhorita Wiki!!
Seu coração começou a palpitar. Wiki era a moça mais sexy e tentadora da guilda, e agora, parecia ter convidado o jovem Marco para uma visita particular. Aquilo explicava a bagunça no quarto, Wiki não era reconhecida por sua organização, mas por ter convidado o rapaz ele não poderia deixar de causar uma boa impressão. Levantou-se e imediatamente começou a arrumar todo o cômodo, saiu recolhendo as roupas e as toalhas que Wiki espalhara por todos os lados, sem contar as louças deixadas e o lixo das comidas que ela pedira por telefone, pois provavelmente não cozinhava tão bem como desejava.
Marco admirava decoração, lançou um perfume suave de frutos silvestres no ar conforme limpava as prateleiras e preparava um prato apetitoso para quando Wiki chegasse. Havia aprendido muito sobre encontros nos últimos dias, e dessa vez não iria falhar. Ao terminar, foi até a poltrona, ligou a televisão e aguardou, várias e várias horas...
Logo anoitecia, e provavelmente os demais membros a guilda já iam dormir. Começava a esfriar, portanto Marco buscou um cobertor em um dos armários, indo preparar um pouco de chocolate quente na sequência. A comida que ele prepara para Wiki já esfriara, e agora estava sozinho completamente decepcionado após mais um encontro fracassado.
— Eu nunca dou sorte mesmo... — sussurrou o jovem para si mesmo.
Pouco depois Marco ouviu o barulho de uma chave indo de encontro ao cadeado na porta. Ficou apreensivo, mal acreditou que a espera valera a pena. Levantou para receber Wiki na porta, mas acabou tropeçando e caiu por cima de seu próprio cobertor.
A porta estava demorando demais para ser aberta, por algum motivo Wiki parecia ter dificuldades em abri-la, sorte para o jovem. Ao levantar-se do susto Marco correu e quando finalmente tocou na maçaneta a porta abriu-se com tudo, acertando seu nariz e derrubando-o no chão. Do outro lado estava Mozilla com uma feição mais alegre do que de costume e um sorriso de uma ponta a outra.
— Adivinha quem está bêbadoooooooooo? — gritou o homem ignorando completamente as leis do silêncio, se é que havia alguma.
Mozilla fechou a porta com um chute e foi praticamente rastejando em direção da cama. Deitou-se e ali ficou, nem se dera conta de que tudo fora perfeitamente arrumada por um pobre rapaz que agora massageava o nariz que fora amassado pela porta.
— M-Mozilla? Por que não a Wiki? Q-Quero dizer, por que justamente você?
Mozilla não respondeu, parecia estar adormecido em um sono profundo e pesado.
Marco foi caminhando de joelhos em direção do homem e parou ao seu lado sentando-se de maneira educada e comportada. Chegou a cutucar o ombro de seu companheiro até que Mozilla acordasse. O programador virou-se e demonstrou um sorriso ao ver Marco diante de seus olhos.
— Ei, você chegou, amiguinho. Que bacana, que bacana...
— Mozilla, você está bem?
— Eu não poderia estar melhor! Vamos, me ajude a levantar, quero tomar um banho. Estou fedendo à bebida, vê se pode? Meus longos cabelos sedosos não podem dormir assim, ou acordariam um caco! Hah, hah, hah... — dizia o homem, caindo na risada cada vez que olhava para Marco.
O jovem ajudou-o a levantar-se e o guiou até o banheiro. Como desejou que fosse Wiki quem estivesse ali, pedindo ajuda para ligar a banheira, mas era um homem musculoso e narcisista quem pedia conselhos, e para piorar ainda mais sua situação, bêbado.
Que sorte eu tive. Essas coisas só acontecem comigo. — pensava Marco.
Mozilla estava com a cara esparramada na parede enquanto não tinha forças para retirar as calças. Marco fez um aceno e preferiu deixá-lo daquela maneira, um bom banho o ajudaria a recuperar a consciência, e era melhor safar-se antes que o programador inventasse de convidá-lo para tomar uma ducha juntos.
O pobre Mothim foi até a poltrona e sentou-se, enrolando-se em seu cobertor. Tinha uma televisão e um copo de chocolate quente, não precisava de mais nada. Sua noite terminara frustrada e ele julgava que não teria outra oportunidade como aquela tão cedo. Desejou que fosse possível que daquele banheiro uma linda mulher saísse vestindo apenas uma toalha branca sustentada por seus seios, mas quase cuspiu o chocolate quando viu Mozilla sair do mesmo lugar vestindo apenas um short branca e uma camiseta regata colada que evidenciava seus músculos definidos.
— Arrrrgh!! Por que você está vestido assim?! Onde estão suas calças?!!
— Está quente. E tem mais, eu sou quente. Então aproveite enquanto você pode olhar — respondeu Mozilla, enxugando seu cabelo com a toalha no pescoço.
Pense bem, Marco. Pelo menos ele não estava vestindo apenas de toalha. — julgou o rapaz, escondendo-se mais afundo em seu cobertor.
Mozilla foi até a cozinha e estava para pegar uma bebida forte que lhe desse sono, mas viu a jarra de chocolate quente preparada por Marco. Mesmo sentindo-se velho para aquilo, sentiu que não faria mal se tomasse um pouco. Já estava recuperado, o banho lhe fizera bem, mas para Marco ainda era estranho compartilhar quarto com um homem como ele, e acima de tudo, vestido apenas com roupas de baixo.
— E então? Como chegou aqui? — perguntou Mozilla, tomando um gole de seu chocolate quente.
— Bem, eu estava procurando um quarto para passar a noite, e a Sophie me recomendou esse. Ela disse que a Wiki estava esperando a minha visita, então eu pensei que...
— Eu estava esperando sua visita.
O coração de Marco gelou e ele chegou a recuar em sua poltrona. Mozilla riu e balançou a cabeça livrando um pouco da água que restara do banho. Seu sorriso era simpático e inspirador.
— Estou só brincando, garoto. Fique a vontade, eu não mordo.
Marco ficou esperando que ele dissesse: Só se você pedir. Mas por sorte não aconteceu.
Logo Mozilla lançou um olhar de relance para o ambiente e comentou:
— Vi que tudo está bem arrumado, meio diferente de como eu deixei. Tive que sair às pressas... Foi você quem arrumou?
— Bem, eu... Tentei organizar tudo para quando você chegar. Desculpa, eu não devia ter mexido nas suas coisas...
Mozilla virou-se ao notar que algo estava sobre o balcão da cozinha,  ele mal pôde enxergar quando entrou pela escuridão do quarto iluminado apenas pela televisão. Um sorriso involuntário formou-se em seu rosto ao notar melhor o que era.
— Caramba, pipoca! Que show! Pipoca, frio e chocolate quente é o que há. Foi você quem fez?
O jovem acenou com a cabeça.
— Dá um espaço aí, vamos assistir um filme juntos.
Mozilla sentou-se na pequena poltrona, espremendo o pobre Mothim em seu canto. Marco encontrou-se obrigado a sair e cair para o lado onde a cama terrena se localizava. Ao menos ainda tinha seu cobertor e uma boa visão da televisão. O filme que passava não era muito interessante, mas Mozilla ria da mesma maneira. De fato o homem ria de qualquer coisa.
— Caraca, você viu aquilo? Você viu a mina caindo do caminhão?! Que coisa bizarra. — disse Mozilla caindo na risada.
— Sim, sim. Muito interessante — respondeu Marco, sentindo-se cansado e sonolento ao tomar o último gole de seu chocolate quente. — Bem, desculpe atrapalhar o seu programa, mas eu vou tentar dormir um pouco... Estou exausto.
— Oh, perdão, meu pequeno. Eu vou abaixar o volume.
Marco virou-se para o seu lado na cama e fechou os olhos, sentindo que dormir seria a melhor coisa que faria naquele longo e exaustivo dia, mas logo pôde ouvir a voz do homem novamente.
— Ei, Marco.
— Fala. — respondeu ele rapidamente.
— Você arrumou o quarto inteiro para mim, eu nem pude agradecer. E também pelas pipocas. Valeu aí, cara.
— Ah, fica tranquilo — respondeu o garoto acanhado, sentando-se novamente. — Eu só achei que precisava dar uma geral em tudo quando você chegasse.
— Que fofo — disse Mozilla com uma voz sedutora, o que o fez lembrar muito a forma como Wiki o tratava. Aquilo fez com que Marco revelasse um sorriso involuntário. — E a propósito, onde você colocou as minhas roupas de baixo? Não ficou pensando bobeira com elas, não é mesmo?
— C-Claro que não, eu jamais faria algo assim!! — respondeu o moreno extremamente envergonhado.
Mozilla riu alto e de forma confortante. Era possível ver que as bochechas no rosto do jovem estavam coradas, enquanto os olhos dourados do homem brilhavam numa intensidade incrível naquele ambiente escuro. Mozilla deitou-se na poltrona e olhou Marco debaixo para cima. Virou-se novamente e dessa vez esticou os braços para segurar firmemente no rosto do jovem e encarar seu rosto com mais aptidão. O homem chegou próximo o suficiente para apontar em direção do controle e com um sorriso cínico abafar o som de sua voz.
— Você é esquisito, mas eu gosto do mesmo jeito. Desligue o filme agora. 

{ 6 comments... read them below or Comment }

  1. Ah, gente! Coitado do Marco! kkk!
    Não nego que gostei do SC de sexta! kkk! Yaoi fãs devem estar delirando agora, mas achei muito legal também! Legal ver o Canas também explorando outros gêneros, o que também é bem legal! kkk!
    Doido pra ver SCs com gêneros cada vez mais diferentes! kkk!
    Adios,
    Moacyr

    ReplyDelete
  2. Pô, Canas-Kun! Que maldade com o Marquinho... Ele esperava uma Wiki maravilinda, e veio um Mozilla bêbado... Coitado :(

    Não sou fã de Shounen-Ai/Yaoi, mas eu gostei muito desse lindo SC! Agora fiquei curiosa pra saber o que acontece ao fim desde SC. Anyway, estou torcendo para ter um SC com Wiki & Vista.

    Mas admito: Nunca gostei do Marco X Wiki. Foi mal aí, Marquito :/ Excluí meu outro comentário porque coloquei "Shoujo-Ai" e não "Shounen-Ai", e não sei como faz para editar. ;-;

    SAYONARA!

    ReplyDelete
  3. Diga ae, galera! Olha, pra falar a verdade eu não esperava muitos comentários por aqui, imaginava que o pessoal fosse passar reto e ficar de preconceito, não querendo comentar, mas fiquei bem feliz ao ver que com algo diversificado vocês mostraram entusiasmo em participar! (: Também não sou chegado em Yaoi né, mas convivendo com pessoas que curtem por tanto tempo a gente meio que acaba a tentar compreender mais. Sou uma pessoa muito liberal, e sempre estou tentando aprender algo novo.

    Pra falar a verdade, tive que postar esse Support Conversation antes porque ele é um preview para o da Wiki e do Vista. Creio que será o vencedor da enquete, então lá para segunda ou terça eu começarei a postar. Aí vocês olharão para trás e irão interligar algumas coisinhas que ocorreram aqui, tudo faz parte um roteiro único kkkkkkkk Grande Moa, nesse próximo Support é a primeira vez que entrarei na classificação para 16 anos. Estou bastante apreensivo, fico imaginando como será a reação da galera, afinal, votos é o que não faltaram na enquete! kkkkkkkkkk

    Juh, eu também nem sou chegado no Marco x Wiki... Digo, mais ou menos, ainda prefiro ela com outros personagens, mas o Marco até consegue ser fofinho às vezes, então deixa a Wiki judiar dele um pouco, fica engraçado kkkkkkkkk Já dei um jeito no outro comment, infelizmente não tem como editar mesmo, então o jeito é apagar e repostar outro porque daí eu só apago aquela mensagem que fica gravada (: Valeu pelo apoio aí galera, espero continuar inovando e trazendo histórias bizarras assim, quem sabe nesse meio uma galera não encontra um gênero favorito? uhaehueauhae Abração!

    ReplyDelete
  4. Dane-se a Wiki, Marco, o Mozilla tava te esperando *--------------*'
    Sim, eu sou uma grande fã de Yaoi. Não leio muito esses levinhos, prefiro os mais fortes (tipo Lemon, e Dark Lemon). Ai Canas, eu te adoro, um pouco de Shounen-ai não faz mal a ninguém! XD'
    Mozilla x Marco, o que será que fizeram depois? *-----*' Deixa a Fujoshi aqui ter seus pensamentos pervertidos, eu sei que o Canas vai dizer que eles foram dormir cada um no seu cantinho. Mas deixa eu imaginar um Lemon bem gostoso aqui, porque Yaoi é uma das energias que me mantem viva! kkkk
    Adorei Canas, o Mozilla é um charme, apesar de eu preferir o Chaud e o Al Capone~
    Shounen-ai, Yaoooooooi <3'
    Ja nee!

    ReplyDelete
  5. Yo, Kohai! Opa, eu estava esperando seu comentário. Lembro que você falou à respeito disso na página da Eleanor, então eu fiquei pensando em trabalhar em um especial do gênero. Eu teria que fazer um bom trabalho para te impressionar né, até porque sei que as leitoras de Yaoi são muito críticas, e vocês sabem como opinar quando algo foi bom ou mais ou menos kkkkkkk

    Okay, vamos deixar para a mente dos leitores o que rolou depois, até porque ainda não tenho Nível o suficiente para aprender essa próxima skill kkkk Vamos de pouquinho em pouquinho por que esse gênero ainda é uma Ability nova para mim kk Quem sabe eu vá melhorando, e melhorando... Não sei nada à respeito de Yaoi e Yuri, mas posso dizer que meus níveis de Ecchi já estão começando a chamar atenção. Vou ver se consigo me manter no ritmo, até porque é um de meus gêneros favoritos né, e um pouquinho de Ecchi não faz mal para os dois lados! kkkkkkkkk Vou trazer uma imagem que fiz do Marco e do Mozilla em breve, aposto que você vai amar, Kohai! Um beijão, até a próxima! (:

    ReplyDelete
  6. uaheuaheuhae Se o Canas pode escrever Yaoi, eu posso ler. Achei que seria algo mais pesado, cara, mas mesmo tendo as leitoras, você favoreceu os manos da parada kkkkk Ok, ok, foi maneiro ter trazido algo diferente, agradando um outro público. Já tinha agradado aos machos com a Wiki e a Eleanor, agora as fêmeas com o Mozilla e o Marco. kk De repente, o pequeno Mothim, pode encontrar mais que um amigo no Porygon-Z. Talvez seja melhor ficar Forever Alone kkkkkkkkk Legal mesmo cara, os Supports estão permitindo-o criar qualquer tipo de gênero, sem necessariamente uma regra ou enredo. Simples conversas diferenciadas. Legal, legal, está dominando todos os gêneros textuais õ/

    ReplyDelete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -