Posted by : CanasOminous Oct 26, 2012

Jurei que eu não conseguiria terminar esse capítulo há tempo de ser postado esse fim de semana, mas aqui estamos em um dia muito especial do mês de outubro acompanhando uma das lutas mais impressionantes desse Arco. É aqui onde daremos início ao segundo turno de batalhas, e dessa vez é para dar um fim aos Rockets de uma vez por todas! 

Neste episódio temos a chegada dos tão aguardados reforços, e eles chegaram para mostrar do que toda a equipe dos Fire Tales é capaz. Como eu disse no comecinho desse Arco tive que pensar em algum método maluco de colocar mais de seis Pokémons para cada equipe. Mas por que isso? É pelo simples fato de que pretendo mostrar que não criei um personagem para ele virar um pesinho morto ou para ser sinal de status na equipe, e principalmente, para provar que não tenho preferências e sei trabalhar com todos os personagens que crio. Todos eles terão alguma participação nessa luta. Eu não fugi de nenhuma regra do jogo ou da franquia, vejo isso mais como uma saída para aproveitar o enredo de forma ampla. É um capítulo bem longo, separado em duas partes se vocês perceberem, a primeira é a chegada dos reforços e a segunda é a luta da equipe da Dawn contra dois adversários.

E por sinal, estes vilões já apareceram antes, será que alguém vai se lembrar?

É a primeira vez que vemos alguns guerreiros batalhando, na realidade é a primeira vez que a equipe da Dawn mostra que têm potência para enfrentar vilões poderosos, o Leafeon e a Glaceon provaram seus laços familiares agindo com união; o Machoke continua se metendo em enrascadas, mas provou ser forte caso pegue firme nos treinos; e por fim, como o brilho desse capítulo teremos o Lairon e o Piplup. Há tempos venho tentando mostrar a força desses dois, e esse capítulo foi voltado exclusivamente para os Pokémons que menos apareceram até hoje. Para vocês terem noção o Piplup lutou seriamente pela última vez no Capítulo 4. E de certa forma é engraçado ler aquela batalha e perceber que mesmo depois de tanto tempo ele não mudou em absolutamente NADA. Isso foi legal notar. Eles podem ter aparecido pouco, mas tiveram a luta mais longa de todas e algumas das cenas que chegam a dar arrepios.

E quem realmente são esses vilões? Conseguiram entender? São dois Pokémons da terceira geração que olhando de relance achamos que são completamente inúteis, mas eu não quero que vocês os vejam como criaturas, e sim, guerreiros. Por serem os dois primeiros clones dA Grande Criação são os que tiveram maiores defeitos, como a falta de personalidade, e por isso eles devem ser comandados por uma força maior; mas nem por isso essa luta deixou de ser impressionante, aqui não é a reputação do Pokémon que conta, e sim, o que eu os tornei.

Quem leu o especial Sadness Orchestra verá este episódio com outros olhos, mas posso dar uma breve explicação para quem anda ocupado. A Dawn perdeu seus pais em um acidente de barco há 5 anos. Ela morou nas ruas de Sinnoh por um tempo, mas logo encontrou um abrigo e passou a morar em Sandgem com o Professor Rowan. Neste meio tempo o velho disse havia conseguido recuperar três pokébolas dos pais da moça, o Lairon, o Leafeon e a Glaceon; mas as outras haviam desaparecido. Com isso, cinco anos depois do ocorrido a Dawn reencontrou um amigo chamado Dean, um ladrão de Jubilife. E no Capítulo 46.5 notamos claramente o seguinte trecho:

"— Na realidade alguém os encontrou antes, mas acho melhor poupar os detalhes, o que você precisa saber é que agora eles estão bem e a salvos. Encontrei essas duas pokébolas, e nelas descobri um Nosepass e uma Mawile. Acredito que eram deles."

Quando o Dean fala "alguém os encontrou antes" ele se referiu aos Rockets, que encontraram os dois Pokémons e fizeram experiências de clonagem com eles. Porém, de maneira inesperada, Dean roubou os próprios ladrões e recuperou as pokébolas, oferecendo-as para Dawn. A garota recusou dizendo ainda não ser digna de tê-los consigo, e prometeu que em seu próximo reencontro com Dean ela os levaria. Mas é aí que está, os Pokémons da Dawn não sabiam disso, e ao se deparar com os clones ficaram muito surpresos pelo simples fato de saberem que seus velhos amigos estavam vivos. E é aí que essa batalha toma um rumo imaginável. É aqui onde tudo acontece, e nesse capítulo em especial vocês poderão acompanhar mais uma de minhas grandes obras como um presente para leitores! Em Novembro encerramos este Arco, e o fim do ano nos reserva um fantástico encerramento para a Saga Diamante. Eu até brinquei com o Sui outro dia, Novembro tornou-se o Mês de Sobrevivência para os blogs e fim do ano sempre é a mesma coisa para muitos vestibulando. Mas vamos lá galera, no final sempre há uma recompensa, dê uma chance à esperança.


News Sprites from Haos Cyndaquil!

{ 2 comments... read them below or Comment }

  1. No capítulo(que aliás é maravilhoso, só quero ver quando virmos o clone 5) você diz que o Chaud e a Eva vão para o setor 3, e não para o 2. Corrija isso lá.

    ReplyDelete
  2. Certo, certo. Já dei uma ajeitada. Eu sempre confundo esses dois setores em especial, os outros eu consigo lembrar numa boa, mas o 2 e o 3 acabam se entrelaçando sei lá por qual motivo. Obrigado pelo aviso, Anderson (:

    ReplyDelete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -