Posted by : CanasOminous Mar 2, 2012

Os jovens pareciam ter tido uma tarde agradável na pequena cidade de Solaceon, os treinadores que permaneciam no local estavam sempre de passagem, fazendo com que o entardecer fosse aclamado pelo silêncio e pela bela visão que o lugar dava para o resto da região. O céu começava a ser coberto por uma coloração alaranjada, poucas nuvens podiam ser vistas, de modo que apenas a grandiosa Lost Tower fizesse sombra às humildes casas de madeira do pacato vilarejo.
Lukas e seus amigos aproveitavam para ver os Pokémons se divertirem no Day Care Center, eles podiam ver as mais diversas criaturas, e algumas vezes até de continentes distantes. Lukas era quem aparentemente mais se interessava no assunto, pois se não tivesse seguido o caminho de um Coordenador com toda certeza viria a tornar-se um criador. O ovo que o jovem recebera de Marshall parecia mover-se mais a cada dia, e aquilo o intrigava, afinal, o que poderia vir a nascer de um ovo recebido de alguém tão especial?
— Mocinha, mocinha... Poderia vir aqui por um momento? — disse um velhinho que cuidava dos Pokémons do Day Care.
Dawn e seus amigos caminharam em direção do velho homem que parecia ter algo em seus braços, ele trazia consigo um ovo Pokémon, o que fez com a garota soltasse um grito de felicidade.
— Que lindo!! É o ovo de meus Pokémons? — perguntou Dawn.
— Sim, sim. O seu Leafeon e sua Glaceon parecem se dar muito bem, e estão sempre próximos um do outro. Eu encontrei este ovinho pela manhã, então julguei que eu deveria entregá-lo para você. — disse o velho.
Dawn olhou para seu Leafeon e deu um sorriso ligeiro, o Pokémon abaixou as orelhas e apontou para Glaceon como se indicasse: Foi ideia dela. A garota sorriu, e abraçou o ovo com muito carinho ao lado dos Pokémons de sua falecida mãe.
— No fim das contas acho que esse ovo não deve ser meu, afinal, eu conheço um garoto que já queria um Eevee há um bom tempo, não é mesmo, Lukas? — sorriu Dawn, entregando o ovo para o amigo — Quero que fique para você.
— É sério mesmo? — indagou ele surpreso — Nossa Dawn, eu não acredito, você está falando sério? — repetiu, não conseguindo esconder tamanha felicidade. O jovem segurou o ovo com enorme cuidado, fitando-o com uma expressão de surpresa.
— Caraca, é o terceiro ovo mano! TERCEIRO, cara, tá ligado? Será que todo mundo acha que você tem cara de mãe? — brincou Luke — Rapaz, e como é que você tem paciência pra cuidar de tudo isso?
— Eu adoraria abrir uma creche e cuidar de Pokémons filhotes, sempre sonhei com isso na infância, e eu acho isso fantástico! E veja só, logo, podemos concluir que teremos um Eevee na equipe!
— Graças à Arceus, vai que nasce um desgraçado que nem aquele seu Togepi doido. Eu disse pra vocês que sonhei outro dia que ele tava tentando me assassinar com uma casca de ovo? — perguntou Luke, vendo seus dois amigos darem uma leve risada.
— Eu tomaria conta de quantos Pokémons fossem necessários, acho que essa é a minha natureza caridosa.                                                                            
Image by: Platina-Jolteon

Lukas preparava-se para entrar no estabelecimento do Day Care e recolher os Pokémons de Dawn, mas no mesmo instante uma garota abriu a porta e acabou por trombar-se com o garoto. O ovo por sorte não sofrera com a queda, pois Lukas o amortecera absorvendo todo o impacto. Por outro lado, ele agora estava caído no chão da mesma forma que a garota. Luke e Dawn correram para ajudá-los, e logo notaram que já haviam visto aquela moça em algum outro lugar.
— M-Me perdoe! Eu fui descuidado, eu deveria ter visto que você estava saindo. — desculpou-se Lukas, ainda caído no chão.
— Não foi nada... — respondeu a garota de modo sério.
Lukas fitou-a por um momento, quando finalmente pôde concluir de onde a conhecia. Ela era Marley, a moça que disputara contra Vivian na competição em Hearthome, sendo ela também quem havia arrumado encrenca com a ruiva a ponto das duas quase destruírem o salão. Marley estava vestida tipicamente como sempre era encontrada, tinha um singelo laço em sua cabeça e vestes negras, apesar do intenso sol que fizera o dia inteiro.
Lukas não a conhecia muito bem, e em sua mente ele pensava que ela havia ficado zangada pelo fato do jovem ter derrubado o que ela tinha em suas mãos. A garota estava calada como sempre, ela logo se agachou e começou a recolher algumas flores amassadas pelo chão. Lukas percebeu então que era ele quem tinha destruído o aparente buquê de Marley, o que fez com ele se sentisse extremamente sem graça.
— M-Me desculpe! Deixe-me ajudá-la a recolher essas flores...
A garota manteve-se calada enquanto as recolhia, e acidentalmente acabou por tocar na mão de Lukas, que recuou rapidamente como se tivesse feito algo errado.
— D-Desculpa! Não foi intencional.
— Não se preocupe... — respondeu Marley, parecendo um pouco acanhada da mesma forma, embora tentasse não demonstrar. Terminando de recolher suas flores, ela levantou-se novamente e perguntou: — O que faz em Solaceon?
— Nós só estávamos de passagem, estamos seguindo em direção de Veilstone para podermos realizar a batalha de ginásio do meu irmão. — disse Lukas.
— Eu... Eu fico feliz que tenha vindo para essa cidade. Que bom que nos encontramos novamente. — disse Marley.
A garota parecia sempre estar séria, mas naquele momento foi notável que ela se esforçava para estar feliz, algo que na cabeça de Marley parecia ser o maior pecado do mundo. Era difícil de compreendê-la, pois sua personalidade misteriosa e solitária não permitia que a compreendessem muito bem. A garota não disse mais nada, e apenas partiu carregando o seu buquê de flores. Lukas observou-a partir, como se tivesse o desejo de talvez conhecê-la melhor, mas logo foi interrompido por seu irmão:
— Não esquece que a Vivian tá de olho em você se ficar olhando pra bunda das outras garotas.
— E-Eu não estava olhando para a bun... Quero dizer, eu não estava olhando para ela!! — respondeu Lukas, vendo o irmão cair na risada.
— Hah, hah, hah! Brincadeira rapaz, nem tinha nada pra olhar lá mesmo. Você tem o dom de encontrar uma garota mais esquisita do que a outra.
— Luke, você realmente se importa com a questão do corpo das mulheres? — perguntou Dawn chateada, olhando para sim mesma e notando a falta de praticamente tudo.
— Claro que noto, quem é que nã... Nãooo!! Brincadeira!! Caramba, todo mundo sempre me entende errado, não foi isso que eu quis dizer. Ahh, é melhor eu ficar quieto antes que eu arrume mais problemas por hoje.
Dawn recolheu seus Pokémons no Day Care e em seguida partiu com seus amigos para realizar o treino de seus Pokémons. Lukas treinava especificamente sua dupla aquática, com Feebas e Shellos, enquanto Luke tinha seu Shieldon em mãos.
— Aí irmão, tá a fim de tirar uma disputa? Mas vamos na manha, não é pra batalhar pra valer nem nada. Só quero dar uma treinada no Shieldon por hoje. — disse Luke.
— Eu acho que seria uma boa. Vamos deixar o Shellos lutar contra o Shieldon, isso poderia servir de experiência para os outros Pokémons que assistem a disputa. — disse Lukas.
Os dois irmãos lançaram os Pokémons que tinham em mãos para assistir a batalha. Titânia parecia interessar-se no treinamento do já veterano Shieldon, pois acreditava que com um pouco mais de experiência ele logo seria capaz de evoluir, que representava um pesado desenvolvimento na conduta de um guerreiro Pokémon.
— Os golpes do Shellos são em sua maioria de Sp. Attack, então não seria uma boa tática utilizar do Iron Defense. Apele para o lado da estratégia e derrube o adversário com velocidade para poupar a desvantagem. — explicou Titânia, conversando com Shieldon que ouvia atentamente cada conselho.
— Não era o papel do treinador falar isso para o Pokémon? — brincou Luke, sendo praticamente ignorado pelos outros que tratavam Titânia como sua chefe.
A serpente  se afastou e tomou sua posição que examinava a batalha como uma espécie de juíza. Gabite jazia sentado sobre o corpo rochoso da serpente, assistindo cada movimento dos seus companheiros de equipe. Froslass parecia ocupada ao lado de Duskull, que mantinha-se erguido enquanto contemplava a disputa. A equipe de Lukas se divertia ao entardecer, procurando por frutos e outros Pokémons para se divertirem. No quesito de batalhas a equipe de Luke sempre levava o jogo mais a sério.
Pachirisu subiu no ombro de seu dono e encarou Shellos. Titânia fez um ligeiro sinal de locomoção com sua cauda, aquilo representava um sinal de aviso para as serpentes, mas naquele momento anunciava o início da disputa.
— Shellos, avance com o Water Pulse!
— Shieldon, comece com o Swagger!
O pequeno fóssil sempre lidava em sua maioria com golpes estratégicos, de modo que Shellos fosse dominado por uma confusão, mas ao mesmo tempo, o Pokémon lesma lançara um forte impacto de água que acertara o oponente, que aguentou o tranco apesar da desvantagem.
— Vamos mostrar nossa nova técnica, avance com o Ancientpower!
Os olhos de Shieldon ficaram azuis, e o Pokémon foi capaz de criar uma forte camada de pedras que acertaram Shellos. Ele ainda carecia de treinos, sendo várias vezes acertadas pela confusão que o afetava mais a cada turno.
— Esse ataque é bem forte, quando o Shieldon o aprendeu? — perguntou Lukas.
— Nos treinos aqui na rota, ele já está ficando bem forte. — explicou Luke com um sorriso — Vamos dar um tempo, é melhor não deixar o Shellos se ferir muito. Nós podemos treinar outra hora, já está escurecendo também.

Lukas retornou seus Pokémons para servi-los um lanche. Todos eles se deliciavam com os diversos Poffins que o jovem havia feito em Hearthome, especialmente Feebas, que recebia os devidos cuidados de seu dono que a treinava da melhor forma para alcançar uma evolução. Luke trouxe Shieldon para onde estava sua equipe e sentou-se em cima do corpo rochoso de Titânia. A serpente olhou para o céu por um instante quando lhe passou uma dúvida na mente:
— Acha que preciso de mais treino, Senhor?
Luke quase cuspiu a berry que tinha na boca.
— Treino? Você? Quer virar invencível? — brincou o garoto.
— Estive pensando em tentar uma evolução, reforçar minha armadura e procurar melhorar minhas habilidades, estou me sentindo fraca depois do encontro do Senhor com o sujeito da Liga. Tenho tido esta dúvida frequente em minha mente, sinto que não posso encarar os desafios daqui para frente nesse estado. — disse Titânia.
— Pergunta para o Gabite se você precisa de treino, a resposta vai estar na cada dele.
Titânia olhou para o dragão em seu lado e fez a pergunta, notando a careta que a criatura fizera quando ouviu a proposta.
— Ele perguntou se eu queria matar alguém. — disse Titânia com um riso descontraído.
— Estou procurando treinar mais os novatos, e nesses momentos eu precisaria muito do pessoal da equipe com mais experiência, que nem você e o Gabite. O Duskull também é muito forte, e acho que ele pode treinar a Glaciallis um pouco, mas estou tendo sérios problemas com aquele Horsea...
— Dê tempo ao tempo. Ainda confio neste pequeno guerreiro como um dos mais promissores de sua equipe. — comentou Titânia, distanciando seu olhar para longe.
Luke deitou-se a apoiou sua cabeça nas costas da serpente. Os dois permaneceram ali deitados como dois amigos que distanciavam seus pensamentos oportunos para um futuro distante. O jovem olhou profundamente nos olhos escuros da serpente que retribuiu com um olhar sereno e materno, dando ao jovem garoto aquela sensação de que poderia confiar nela para qualquer ocasião da vida. Os dois costumavam brigar, mas Luke sabia que tudo que a serpente fazia era para o seu próprio bem, para que ele aprendesse com seus erros.
— Eu quero ser o melhor, Titânia. Melhor até do que o meu pai. Quero deixar meu nome ser lembrado por todos, mesmo que isso custe caro.
A serpente manteve-se quieta como se refletisse por aquela questão. Qual era o preço da fama? No fim das contas, seu treinador seria capaz de derrotar até mesmo os adversários mais poderosos? Gabite aproximou-se de Luke e sentou-se ao seu lado, o garoto sorriu e depositou sua mão sobre o ombro do dragão.
— Eu sei que vocês vão estar ao meu lado até o fim. Eu sei que vão.

Logo a noite estava para cair em Sinnoh. Os aventureiros retornaram seus Pokémons e seguiram em direção do Centro Pokémon para jantar. A área estava bem vazia, e a lareira central já tinha seu fogo aceso, que subia até o alto e desaparecia como uma fumaça cinzenta de imagens entrelaçadas. Os três se sentaram à mesa e começaram a conversar. Lukas tinha sua Feebas ao seu lado, e com isso, a alimentava com Poffins azulados que ela parecia adorar. Dawn soltou um longo suspiro e debruçou-se sobre a mesa.
— Estou tão cansada... Nós nos divertimos bastante hoje. O que vamos fazer amanhã?
— Seguir em direção de Veilstone, e treinar. Treinar muito. — respondeu Luke indiferente.
— Você está muito focado... Eu não sei dizer se isso é bom ou ruim, mas acho que você não é mais o garoto engraçado que costumava ser antes.
Luke olhou para a garota e fez um sinal de questionamento misturado com injúria. Para ela parecia que nunca estava bom.
— Você quer que eu seja o cara perfeito? Porra, eu sou humano! — retrucou ele.
          Dawn parou de falar no mesmo momento, levantou a mão com o intuito de dar-lhe um tapa. Luke até piscou brevemente com o susto, encontrando o dedo indicador de uma menina enfurecida apontando diretamente em sua direção.
         — Eu odeio quando você fala palavrão, espero nunca mais ouvir algo assim vindo de você. Não estou pedindo para ser perfeito, basta nos fazer mais companhia e lembrar que também tem amigos ao seu lado.
— Aposto que é por causa daquele cara que te ajudou a sair da Solaceon Ruins! — disse Luke zangado, vendo uma expressão de surpresa no rosto de Dawn.
Luke pareceu confuso por um instante, mas quando se virou pôde ver um homem sentado em frente à fogueira com um livro vermelho em suas mãos. Ele estava sentado e apoiava um de seus braços no encosto, lançando um rápido olhar rasteiro como alguém que ouvia a conversa.
— Ele está aqui Luke, não seja grosseiro... — cochichou ela.
Riley fechou seu livro e se levantou, caminhando em direção do grupo que estava sentado na mesa. Ele aproximou-se de Luke e fez um gesto cortês.
— Desculpe-me se ficou ofendido no momento em que resgatei sua amiga das ruínas, mas ela estava em apuros, e não é de meu feitio deixar donzelas perdidas em locais como aquele. — desculpou-se Riley.
Dawn lançou um rápido olhar para Luke como se insinuasse: É assim que você deve ser. Mas em seguida, direcionou sua fala ao homem:
— Por favor, Sir Riley, perdoe a falta de educação dele, mas não há o que se desculpar, afinal, o Senhor me salvou hoje pela manhã.
— Eu poderia sentar-me na companhia de vocês?
— Esteja à vontade.

O homem sentou-se à mesa e manteve sua classe enquanto conversava com os jovens, Lukas se interessava pelas histórias e pela experiência que Riley tinha, enquanto Dawn teimava em olhar profundamente nos olhos azuis do homem que exalavam um certo mistério que a intrigava. Luke ainda não se sentia satisfeito com a presença, a ponto de retirar-se da mesa só para fazer questão de demonstrar que estava incomodado.
— Então quer dizer que vocês estão seguindo viagem para tornarem-se os melhores treinadores e coordenadores de Sinnoh? Isso é muito bom, me lembra do tempo em que eu estava em minha jornada com meus companheiros. — disse Riley com um sorriso.
— O Senhor havia dito que seguiu aventura junto com a Cheryl, a líder que enfrentamos em Eterna. Ele fazia parte dos cinco treinadores conhecidos como os Stat Trainers, que foram os melhores de sua temporada! — disse Dawn.
— O Senhor era perito em qual dos status principais? — perguntou Lukas.
— Eu representava o Attack, enquanto que cada um de meus companheiros representava uma outra habilidade. A Cheryl era focada nos Hit Points; o Buck, a Defense; a Mira, o Special Attack; e por fim a Marley, Speed. — explicou Riley.
— Espere um pouco... Você conheceu a Marley? — perguntou Lukas.
— Exato. Ela era uma de minhas companheiras de viagens há alguns anos, ela é uma das veteranas atualmente, embora faça muito tempo que não a vejo. Não sei que caminho ela trilhou desde então.
— A Marley participa de contests atualmente, e passou a se inscrever na categoria dos iniciantes. Eu realmente não sabia que ela era tão poderosa, pensei que fosse uma novata. Nós a vimos na cidade hoje pela tarde. — disse Lukas.
Riley teve um sorriso estampado em seu rosto quando ouviu aquilo, provavelmente lembrando-se de todas as longas aventuras que trilhara quando era mais novo. Reencontrar seus amigos de infância seria ótimo, e por isso, ele logo veio a se despedir.
— Senhores, agradeço o jantar de hoje, mas logo é chegada a hora de minha partida. Estarei à procura de meus amigos do passado, afinal, eles são o maior tesouro que possuímos em mãos. — disse Riley, olhando para Luke em seguida — Nunca perca fé em seus companheiros, pois eles nunca te abandonarão.
Dawn levantou-se como num último esforço para impedir que aquele homem partisse. Riley se virou e pôde ver a garota em pé, enquanto Luke encarava-a com um ódio mortal.
— Poderíamos ajudá-lo a encontrar a Marley? — perguntou a garota.
O homem deu um leve sorriso e acenou com o corpo num gesto de apreciação. Lukas e Dawn se levantaram para ajudá-lo, porém, o garoto antes parou e chamou pelo irmão que continuava sentado. Luke não parecia ser daqueles que estava mais disposto a conversar, mas levantou-se bufando aos murmúrios e xingos apenas por sua educação.

Não demorou para que o grupo vasculhasse a área por completo, e Solaceon realmente não representava um vilarejo muito grande. As árvores formavam uma camada de bosques que levavam em direção de um caminho sinuoso a uma rota muito úmida e perigosa. Ainda na fronteira da cidade eles foram capazes de encontrar Marley que parecia alimentar os Pokémons no Day Care Center de trás da cerca. Ela gostava da noite, e usava particularmente para esconder-se dos olhos críticos que a julgavam pelo que aparentava ser.
Riley notou a moça e caminhou em sua direção com rapidez. Ele não era das pessoas que evidenciavam sua felicidade, mas estava claro que ele parecia alegre naquela ocasião com o encontro de uma amiga dos velhos tempos. Marley permaneceu parada, sendo abraçada pelo homem que demonstrava seu carinho de forma singela. Aos cochichos era possível ouvir sentimentos raros que a menina demonstrava: Eu senti muita saudade.
— Presumo que já se conheçam. A Marley era minha companheira, e é uma veterana quando se trata de estratégias e Pokémons rápidos.
A garota acenou para Lukas que retribuiu o sorriso de forma agradável. Os cinco retornaram para o Centro Pokémon ao cair da noite. Logo ficava escuro, e as ruas pouco movimentadas poderiam passar a ser perigosas para os forasteiros. Riley e Marley sentaram-se na companhia de seus novos companheiros  e assim eles passaram a conversar por mais algumas horas antes que o sono os atingisse. Luke se mantivera quieto durante grande parte do tempo, e até mesmo quando tocavam no assunto de batalhas ele parecia não estar muito interessado. Era o tipo de pessoa que não permitia que exista qualquer outro treinador superior, embora Riley não demonstrasse em momento algum interesse por uma batalha.
— Sair em uma aventura me trás lembranças antigas. Ainda mais em grupos grandes onde cada um procura seguir um objetivo diferente. Treinadores, Criadores, Coordenadores, Pesquisadores... Essa diferença sempre fez toda diferença nas equipes. — disse Riley, tomando um gole de sua xícara de chá.
— De certo, quando viajamos entre amigos tudo parece sempre ficar melhor! — concordou Lukas.
A conversa cessou por alguns minutos, mas Riley logo tornou a puxar assuntos.
— Eu estive caçando grupos dos Rockets em torno da região, e descobri muitos fatos importantes sobre eles. E então acabei por encontrá-los aqui em Solaceon.
— O Senhor enfrenta bandidos para ajudar os necessitados? Isso é um verdadeiro ato de heróis. — sorriu Dawn.
— Herói? Não seria necessário se o governo se responsabilizasse por qualquer fato que seja nessa região, vou disputar na Liga no fim do ano, ainda tenho minhas insígnias, e apesar de estar um pouco enferrujado espero dar um jeito naqueles sujeitos para que eles passem a se interessar pelo menos um pouco na política.
— Nós conhecemos os membros da Elite, mas eles me pareceram ser tão amigáveis... — comentou Dawn.
— Esta é apenas uma opinião minha, não estou dizendo que estou certo ou errado. É apenas pelo fato de que eu respeitava mais a Liga na época do Senhor Wallers. Não sou do período de seu governo, mas ele sim foi um verdadeiro campeão.
Lukas e Luke deram um sorriso ligeiro, como se não quisessem dizer naquele momento que eram os filhos de alguém tão famoso. Riley ajeitou seus cabelos um pouco pensativo, e após tomar um gole de seu chá direcionou-se para sua amiga que parecia um pouco calada.
— Disseram-me que você está participando de competições, Marley. Está gostando desta nova jornada?
— Não conheci muitas pessoas... Estou viajando sozinha, por mais que eu tente conhecer alguém, eu não consigo... Você me conhece. — comentou ela um pouco chateada.
Todos mantiveram-se quietos por um minuto, até que Riley ousou pronunciar-se novamente.
— Estou seguindo em direção de Veilstone para resolver alguns negócios, da mesma forma que a Marley terá um Contest em sua categoria. Se não estiverem incomodados, eu gostaria de pedir para seguir viagem com vocês, pelo menos até essa cidade.
Dawn soltou um suspiro de alegria, parecia que o que ela mais desejava finalmente havia se concretizado. Lukas também parecia ter adorado, mesmo que a ideia de viajar com outra garota na equipe lhe parece assustador quando chegavam as lembranças de Vivian.
 Antes que alguém pudesse dizer se consentia ou não, Luke levantou-se bruscamente da mesa a ponto de quase derrubar os copos e talheres. Ele pegou uma pequena mochila que jazia apoiada sobre a cadeira, e após pegá-la saiu caminhando sem olhar para trás ou sequer despedir-se. Dawn parou para observá-lo como se abominasse a falta de educação que ele tivera, e após pedir licença, rapidamente correu em direção de Luke que já havia deixado o Centro.
— O que houve? Você saiu da mesa tão de repente.
— Você sabe muito bem o que houve. Você sabe muito bem que eu não gosto desse cara, mas ainda assim, fazem questão de deixá-lo perto de mim. Será que não se importam com o que eu penso? — respondeu Luke de forma rude.
— Espera aí, nos importamos com o que você pensa e respeitamos sua opinião desde que começamos essa viagem, e em momento algum deixamos de fazer algo que você quisesse. O Sir Riley não é uma má pessoa, ele apenas pediu para que nos acompanhasse, será boa a ajuda de um veterano!
Luke manteve-se quieto não encontrando uma forma de rebater aquela situação. Ele não disse nada, apenas virando-se e deixando Dawn sozinha. Se havia algo que a garota odiava, era que a ignorassem.
— Você estava tão feliz quando ainda estávamos em Hearthome, mas desde que você chegou aqui e teve aquele encontro com o Mark parece que o orgulho subiu pela sua cabeça!! Você só pensa em treinar, treinar, treinar; e quer saber? Você está sendo um idiota.
Luke continuou a caminhar sem olhar para trás, Dawn já explodia ao continuar sendo ignorada daquela forma, gritando com toda sua fúria para o vazio que caminhava na escuridão.
— E aonde o senhor pensa que vai?!
— Treinar. — respondeu Luke com a voz entristecida. Dawn não teve tempo de notar naquele instante, mas cada palavra sua era como uma estaca fincada no coração do menino.
A moça retornou para o Centro ao lado de seus companheiros, tentando fazer o máximo para não demonstrar que estava irritada, embora fosse evidente notar o ódio estampado em seus olhos. Riley cruzou suas pernas e tomou um rápido gole de seu chá.
— Ele é idêntico ao Volkner... — comentou o homem com um suspiro como se levasse à tona cada lembrança que tinha.
— Refere-se ao Luke? — indagou ela surpresa.
— Se ele fosse loiro, eu diria que foi a mesma pessoa na infância. Orgulhoso, determinado... Admito que eu e o Volkner discutíamos muito quando seguimos viagem, mas no fim, acredito que tenhamos acertado as contas. — disse Riley com um suspiro, sendo em seguida surpreendido por Dawn novamente.
— E que fim este sujeito levou?
— Ele tornou-se o melhor. Havia perdido tudo que amava; os amigos, a garota, mas no fim tornou-se, literalmente, “O Melhor”. — Riley manteve-se calado e olhou para uma janela, imaginando onde estariam aqueles dois sujeitos que agora treinavam e melhoravam cada dia mais. Ele sabia que o encontro entre Luke e Volkner seria marcado pela história, aquele dia poderia tardar em chegar, mas seria o suficiente para causar a melhor batalha de todas.

O encontro com Riley e Dawn foi o suficiente para descobrirmos que os jovens agora seguirão lado a lado com dois poderosos veteranos de antigamente. Luke não parece nem um pouco satisfeito com a ideia, embora Riley aja de forma educada procurando sempre atendê-lo do melhor jeito. Lukas também passou a ter posse de mais um ovo Pokémon, enquanto seu irmão parece cada vez mais treinar para tornar-se O Melhor, e no fim das contas, será que ele será capaz de passar por todas as barreiras, incluindo a perda daqueles que ama?



     

{ 28 comments... read them below or Comment }

  1. Ótimo capitúlo, gosto mmuito do Riley e da Marley, acho que esse eevee vai se tonar o amor do Lukas.
    Já estou imaginando quando a Vivian descobrir essa viagem do Lukas com a Marley ela vai mandar o scizor dela picar o Lukas em mil pedacinhos e depois vai jogar os pedaços de cima do Monte coranet.
    E quando será que o Luke vai encontrar o Volkner pela primeira vez? Eu acho que esse negócio de perder tudo, mas ser o melhor não vai acontecer com o LUke, ela vai ficar com todos que ama e ser o melhor.
    O luke vai fazer as pazes com o Riley?
    A e eu nunca comentei antes, mas acompanho a história desde o cap. 14.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Todos os treinadores têm um apreço por filhotes, ainda mais quando são Eevees fofinhos, não é? kkk Poxa, e que bacana que você já acompanha a fic há tanto tempo cara, espero que comece a se evidenciar mais pelos comments quando der, é sempre muito bom para mim ver leitores novos ^^ Olha companheiro, o Volkner não posso prometer nada por enquanto, afinal, ele só aparece lá pro oitavo ginásio, eu faço mensões só para vocês sentirem o drama e ir imaginando como será esse encontro! E por enquanto, acho que o Luke ainda vai ter muitas intrigas com o Riley, e essa inimizade pode perdurar por muito tempo... kkkkk Abraços ae cara, a gente se fala ;)

      Delete
  2. Yo Canas! Que capítulo genial! Sinceramente eu adorei o grupo da época de Hearthome (parece que foi séculos atrás do jeito que eu falo XP) mas o trio combinado com dois dos Stat Trainers vai ser um arraso! Senti um leve clima entre o Lukas e a Marley, que tenho que ser sincero, realmente me agradou, apesar de eu me divertir com LukasXVivian acho que o Lukas tem bastante à ver com a Marley mas é só uma observação. E por falar em clima, as coisas esquentaram entre o Leafeon e a Glaceon ein? hahaha to brincando, e vamos ficar na mesma situação agora que vai vir uma rapa de gente em uma discussão para tentar descobrir qual Eeveelution você escolheu para o futuro! Tenho que admitir que acho que já sei quem vai ser mas vou ficar em silêncio para não estragar a supresa de ninguém (ou não fazer papel de bobo se estiver errado :P)

    O Volkner sempre me agradou como líder de ginásio, acho que ele é o que mais me agrada de Sinnoh (junto com a Candice, claro rsrsrsrs), ele com todo aquele jeitão misterioso, e posso deduzir que ele acabou abrindo mão de tudo e todos para ser o melhor. Uma batalha dele contra o Luke seria épica, vou adorar ver quando chegar a hora e o Luke estiver mais experiente. E eu fico em um mistério para descobrir quem vai evoluir primeiro aqui, vendo que a Feebas está ficando mais bonita, o Shellos e o Shieldon estão treinando e ganhando experiência e agora até a Titânia começou a se perguntar isso! Adoro aquela Onix, mas uma armadura toda prateada e melhor seria uma maravilha também *0*. E o próximo vai ser um especial, muito bom por sinal, aguardo ansioso! Até mais Canas o/

    ReplyDelete
    Replies
    1. Rapaz, a Glaceon e o Leafeon sempre foram mais próximos, agora imagina como vai ser no próximo Fire Tales com ela dando uma de mamãe super protetora com o filhote kkkkk Eu posso prometer que quando essa Eevee nascer vai ser, tipo... Muito lindo! *-* São os episódios que mais tenho vontade de escrever agora, vou correr para que essa Eevee nasça logo (: Guarde suas hipóteses da evolução cara, porque pra falar a verdade até agora eu estou meio indeciso kkkk

      Posso garantir que o capítulo 30.5 será bem curto, mas a única cena que aparece vai fazer toda a diferença para o pessoal ficar de boca aberta! Haos, e eu também vou esperar pela data em que eu fizer o Luke enfrentar o Volkner, pois será para mim uma das três melhores batalhas de toda a fanfiction. Nem te conto quais serão as outras duas, mas acredito que você já tenha em mente kkk Eu também adoraria ver a Titânia evoluir, mas por enquanto pretendo deixar isso no mistério. Vamos apostar para ver quem vai ser o próximo a alcançar uma evolução, pois todos esses que você citou estão muito bem treinados mesmo! Ai, ai... Poxa, vlws pelo comment cara, me alegrou bastante ver que o pessoal curtiu o episódio ^^ Abração, Haos!

      Delete
    2. Hoho, nem tinha pensado nisso, agora a princesa tem um filhote! Vixi, um irmão caçula para o Piplup, e agora ein? Ele vai ser o exemplo ou vai ser um daqueles que sempre faz uma brincadeira e acaba sendo dedurado? Dúúúúvida kkkk Antes eu n conseguia escrever comentários longos nos capítulos mas agora sinto que é uma necessidade haha. Abraço man o/

      Delete
  3. Adorei este capitulo, mostrou as intrigas e o clima mais pesado de inimisade e rivalidade que a estória tomara apartir de agora. Não tenho muito o que comentar,mas eu acho que o próximo especial vai ser marcado por uma conversa entre o Riley e o Luke, éeu acho que eles fazem as pases no próximo capitulo, ou melhor tentam...

    ReplyDelete
  4. muito bom esse capitulo canas foi ótimo e agora eu quero ver o luke viajando junto com o riley kkkkkkkk

    esse capitulo foi ótimo canas parabens

    ReplyDelete
  5. Aew Canas capitulo muito muito muito bom! to aki esperando pra ver quando a feebas vai evoluir. U.U
    To esperando os ovos nascer pra ver um eevee e um novo pokemon .

    vlw Canas , ate sexta

    ReplyDelete
  6. Agora a Marley vai ter seu momento dom os rapazes como você disse em resposta à minha pergunta no FormSinnoh.
    O Riley entrou para causar ciúmes e Dawn ainda para piorar a situação ainda usa dele como uma espécie de modelo de como ela quer que Luke seja.
    Gostei muito do episódio e estou ancioso pela eclosão do terceiro ovo de Lukas.
    Até a próxima!

    ReplyDelete
  7. Muito bom, Canas!

    O Lukas vai ter o resto da sua equipe formada por ovos ou ele vai capturar algum? Mas deixando isso de lado... Se você não colocou agora que os gêmeos já começaram a ter sua equipe um pouco mais forte, tenho certeza que a batalha desses dois será um combate inesquecível. Também achei algo de gênio ter feito um encontro entre a Marley e o Riley, além do foco do Luke, pois é, algumas palavras podem nos mudar bastante(nunca vi isso, mas acho que já deve ter acontecido).
    OBS: Com quantos anos a Marley viajou com os "stats trainers" e você não acha que ela é muito nova para dominar um stat?

    ReplyDelete
    Replies
    1. Diga, Zekrom! Olha cara, essa coisa de trazer muitos ovinhos é uma brincadeira minha, porque quero até mostrar esse lado materno e carinhoso do Lukas. Ele ainda vai ter mais ovinhos, mas pode ser que venha um ou outro capturado, mas pra falar a verdade, quero mesmo é inovar nas formas de captura. Por isso, não fique esperando muitas capturas por parte do Lukas, ele leva jeito mesmo é com Pokémons bebês kkkkk

      Quanto a parte da Marley. Olha cara, na aventura ela começou quando tinha uns doze anos quem sabe, uma boa idade para qualquer treinador. Se passaram por volta de cinco, ela estaria com dezesste, embora não aparente muito. O Riley deve estar por volta de seus vinte e tres, e a Cheryl com uns trinta e pouco. A sua ideia da Marley ser muito nova já cai por água a baixo porque a Mira dominou o Sp. Attack com dez, e ela é claramente a mais nova de todos nos games. Ok? Não tem essa coisa de ser muito novo para dominar algo, afinal, o Luke é prova disso, com treze anos ele ainda vai virar o mundo de cabeça para baixo kkkkk Abração Zekrom! ;)

      Delete
  8. OH GOD! QUE SUSTO! Por um momento achei que o Luke ia sair e começar a viajar sozinho D=
    Caaaaara! Magia ai, aquela Steelix lindona dando uma dura no Luke! *0* Shieldon tb tá pra evoluir né?! *0*
    Minha teoria é que Feebas e Horsea vão evolui no mesmo capitulo, devido a promessa de ficaram quando crescerem (no Fire Tales)
    Caaaaara, tipo assim... LUKE TÁ SEGUINDO OS PASSOS DO VOLKNER! OH GOD, ELE VAI PERDER OS AMIGOS E A GAROTA SE NÃO TOMAR CUIDADO! D=
    Imaginei a Glaceon de Barrigão no proximo Fire Tales KKKKK Magina ai, o Bebê Togepi vs. Bebê Eevee XD mas ainda tem o Ovo de Marshal no meio (Oh GOD! vai ser tao legal 3 bebês juntos -3)

    GO GO SINNOH! QUERO VER LOGO A PRÓXIMA BATALHA DE GINÁSIO DE LUKE!

    ReplyDelete
  9. Ciúmes... Esse sentimento ta tomando conta do Luke!

    Yo, Canas. Será que você ainda se lembra de mim? Sim, eu ando sumida pra caramba.

    Bem, vamos comentar os capítulos. A relação de Dawn e Luke não vem sendo as das melhores, cheia de altos e baixos. Como disse Killer Of Murder, LUKE TÁ SEGUINDO OS PASSOS DO VOLKNER! OH GOD, ELE VAI PERDER OS AMIGOS E A GAROTA SE NÃO TOMAR CUIDADO!

    Lukas com cara de mamãe, é de morrer de rir. Bem, espero que seja uma pessoa responsável. Awn, eu to ansiosa para ver um Eevee em cena. E por falar em Eevee, em homenagem à a Dawn, meu time em Pokémon Platinum possui um Glaceon, pena que não consegui uma fêmea para coincidir.
    Bem, isso é parte, digo que toda sexta eu fico grudada no blog até você atualizar. E quero só ver como vai terminar a relação de Luke e Dawn

    ReplyDelete
    Replies
    1. Se eu lembro de você, Star-chan?? Seeu me lembro??? Eu espero sua presença por aqui todos os dias, espero para ver sua companhia e seus comentários sempre que posto algo, é claro que eu sinto saudades de uma leitora amável que me acompanha desde a época do Nyah T- Eu sei que você adora a Dawn, e eu me sinto lisonejado em saber que consegui te convencer a vê-la fazendo casal com um personagem que não fosse o Paul kkkk Eu prometo muitas controvérias entre esses dois, e a propósito, estarei lançando um especial só da Dawn em breve, vou querer ver seu comentário, hein? hahaha Beijos Vanessa, bye bye *-*

      Delete
    2. Ufaa, pensei que havia esquecido, faz algum tempinho... kkkkkk

      É, parece que meus comentários são especial para você. Pois fique sabendo que agora eu vou me cobrar para comentar seus posts.
      Agora, toda vez que eu ouço o nome Dawn, o casal Luke e Dawn vem na minha cabeça.
      Mas, ainda gosto muito do meu casal Dawn e Paul. É uma Dawn para muito homem... sinto inveja dela.

      Especial só da Dawn? Por acaso seria o capítulo 30.5? Tá, não é necessário a revelação de spoilers.
      E pode contar com o meu comentário. Vai ser o primeiro.

      Delete
  10. o capitulo ficou muito bom

    estou sem cometarios

    mais ficou simplismente incrivel

    ReplyDelete
  11. Ok, eu fiquei ausente, mas isso é realmente necessário. Não são todos os dias que eu sinto vontade de comentar em fanfic's, ou até falar sobre o assunto. Mas não existe aquele ditado "O bom leitor ao Aventuras em Sinnoh torna"? Ok, distorci um pouco. Posso também não ser um bom leitor, comentarista, mas estou aqui, disposto e transmitir minha emoção de ler os capítulos *-*

    Antes de tudo, vim dizer também que eu não comento os especiais, mas leio todos D: Talves seja porque eles sempre são postados naqueles dias em que eu estou menos inspirado, dai acabo deixando passando. Mas não se engane, eu já tirei o atraso e li tudo o que perdi u-u'

    Velho de céu, esse Lukas precisa d'uma Chansey para ajudá-los com todos esses ovos. O que ele fará com tantos babys? Puta véey, espero que saiba o que faz. É claro que o Eevee é muito fodinha, mas dessa vez eu preferia ver o Luke com um Umbreon ;o

    Boatos me dizem que o Chaud está muito próximo de evoluir, pois de acordo com o jogo, faltam míseros dois leveis, ou seja, se o Luke inclui-lo nessa febre de treinamento, tudo seria acelerado.

    Finalmente os stat trainers estão voltando a ativa, véy. Isso será realmente foda, já que ambos são fortes, ao meu ver. Só sinto que o Luke vai se dar bem só com o Buck, lool. Esse encontro promete...

    Nesse capítulo você conseguiu esclarecer várias dúvidas minhas, isso é bom. mjmj'

    Bem, por enquanto é só isso (:
    Fallows.

    ReplyDelete
  12. Yo Canas-senpai! Puxa... Este capítulo estava incrível, a forma como o Luke "mudou" deixou a história... Não sei oq dizer, fiquei sem palavras! Mas acho q oq mais me "chocou" foi a comparação entre ele e o volkner, e o fim q volkner encontrou! Só posso dizer q estava ótimo! E ver esse grande grupo seguindo viagem será emocionante, as instrigas se aproximam cada vez mais anunciando uma revolução dentro de toda a história, estou muito ansioso para ler o próximo capítulo! Para finalizar, meus parabéns! Abraço!^^


    Ps: Quantos anos a marley têm? E quem era a garota do volkner? Só curiosidades! Kkkk

    ReplyDelete
    Replies
    1. A idade da Marley é um pouco irrelevante cara, e pra falar a verdade até eu estou meio indeciso com isso cara. Eu pretendo que ela tenha seguido jornada com os Stats Trainers aos 12 anos, uma idade boa pra treinadores. Já se passaram cinco anos até chegar essa aventura dos irmãos Wallers, logo, a Marley estaria com 17 anos. Não aparenta, não é? Ela é bem tímida, e a idade dela vai ficar em segredo mesmo, mas ela não é tão novinha quanto parece, embora tenha a cabeça um pouco infantil ainda.

      E quanto à garota do Volkner, prefiro não comentar. Não porque isso não faz sentido para o enredo, mas porque eu quero não dar esperanças para os leitores de alguém que não terá mais participação. Deixo para vocês pensarem na garota do Volkner, seja ela uma loira, a Jasmine, a Elesa, ou que quer que seja, foi uma garota que ele amou muito, mas passou. Vamos viver o presente ;)

      Delete
  13. Eae Canas, blz? Cara, eu ja disse e digo novamente: para mim você é o melhor escritor da Aliança. Não que os outros não sejam, muito pelo contrário, eles são ótimos também. Mas eu me identifico mais com sua história. Pois, vejo, que você não está levando a história para o único gênero aventura e sim, muitos outros. Essas intrigas e mistérios desse capítulo foram muitos bons. Esses mistérios que digo quer dizer mais para perguntas, entende? Tipo: Titânia, vai ou não vai evoluir? Qual Eevee nascerá? Luke irá se entender com o Riley? Bom, tenho muitas perguntas.
    Esse triângulo amoroso vai ser bom para a história, eu acho. Bom, simplesmente foi um ótimo capítulo. Fico por aqui. Até mais.

    Ah, quase me esqueço: você já sabe que para mim a primeira batalha de ginásio dos protagonista tem que ser a que os escritores mais trabalhem, certo? Mas, essa oitava, será épica. Estou muito ancioso para vê-la. Até mais!

    ReplyDelete
  14. resumindo foi INCRIVEL

    ReplyDelete
  15. PARA O MUNDO QUE EU QUERO E PRECISO DESCER!
    Ow my God, cara, sério esse capítulo foi muito foda!
    Vemos que o Riley é um cara bem experiente né?
    Além de um Stat Trainer, ele também é um treinador e aparenta ter já as 8 insígnias. Foi bem legal o reencontro dele com a Marley...
    E cara, Glaceon e Leafeon! Ow my Arceus! Demais, demais! Mais um ovo para o Lukas... Pelo menos sabemos o que vai nascer desse.
    Vish cara... Luke tá ciumento pakas viu O_O"
    Ta ficando mais pilhado do que o Mikau.
    Véi, na boa... Achei a atitude do Luke muito estúpida. Poxa, e daí que o Riley ta perto? A Dawn gosta mesmo de você Luke, independente da educação do Riley e bons costumes. E vai ser legal ver dois dos stat trainers viajando com eles.
    Poxa, quer dizer que o Luke está ficando que nem o Volkner?O_O"
    Perder garota, amigos para se tornar o mais forte... Não gosto disso não eim. Apesar de tudo, sei que o Luke vai voltar a ser aquele garoto descontraído de antes. Tomara... Viu Mark? Olha o que tu fez com ele D:
    HUAHSUHAUHSUHASH'
    Até /õ/

    ReplyDelete
  16. Eita, até assustei com a quantidade de comnetários kkkkk, já falaram tudo caramba
    Tah indo bem hein Canas kkkkk
    Já me acostumei em ser o último, pq se tiver alguém depois de mim, ai esse sim é atrasado kkkkkk
    Cara o capitulo ficou muito loko, as intrigas, a loucura tomando conta da cabeça do Luke, e a clareza com que isto foi descrita me fascinaram, é como se participássemos da história e sofrêssemos junto com as personagens.
    Houve uma pequena citação do Volkner, que na minha opinião, já falou tudo, descrevendo o provável futuro do Luke se ele perder a sanidade, o encontro dos dois, vai ficar para a história.
    Canas, foi simples, mas achei a parte do casalzinho de pokémons, Glaceon e Leafeon bem bonitinho, estou até curioso em saber como será o Fire Tales!
    E meu... vou ter que concordar com o Luke... que homem não repara na bun... opa, deixa eu para por aki, se não as coisas vão ficar complicadas kkkkkk
    Flw

    ReplyDelete
  17. Não Archie, acredite, existe alguém mais atrasado que você (risos).
    Para começar, preciso dizer que foi um capítulo maravilhoso? Adorei como você anda definindo as mudanças em cada um. Sinto aquela mudanças de jovens malucos que saíram para aventurar-se. Vemos agora adolescentes ganhando reconhecimentos e por isso devendo se empenhar mais, custe o que custar.
    Vivian foi uma ótima rival e "namorada", mas acredito que a Marley também será ótima. Será que teremos um triângulo amoroso na fic? Só nos resta esperar.
    Ih cara, o Luke tá dando o que falar '-'. Acho que ele está ficando meio arrogante com os próprios amigos. Enquanto aos Stats treiners, acho que ainda vão dar o que falar. Bem, mais um capítulo lido e só tenho a elogiar. Au revoir õ/.

    ReplyDelete
  18. A história começa então a tomar um rumo diferente daquele tão alegre e engraçado do início da jornada deles. O Luke está se transformando em um completo babaca. Está tão convencido que já acho que não é muito diferente do Lúcio... E a Dawn também. Ela vive reclamando, mas deveria ter um pouco de noção, quero dizer, entender o que se passa na cabeça de seu amigo. Se é essa intriga que você dizia que colocaria nessa altura do campeonato, está fazendo isso com excelência.

    Cara, eu adoro a Marley! Eu já adorei ela assim que a vi no capítulo em Hearthome. Eu só precisaria entender um pouco mais sobre essa coisa de Stat Trainer. Eu joguei sim os jogos da geração DP, mas não sei se cheguei a notar algo sobre isso. Até pesquisei na internet sobre isso, mas também não adiantou muito. Acho que é você quem vai ter que me explicar melhor esse assunto.

    O Luke vai ter que se contentar com o Riley na viagem. E a Dawn estava certa. Esse encontro com o Mark de certa forma embaralhou a mente do menino. Acho que ele não estava preparado para ouvir aquela frase ainda. E se ele vai perder tudo, assim como o Volkner... Eu não sei. Se não perder, vai chegar muito perto disso. A obsessão pelo poder é algo que cega muita gente. Mata a inocência das pessoas e abre os olhos para um mundo onde só os fortes têm chances. É nisso que vai entrar aquilo que você mesmo considera sua melhor qualidade: a amizade. O Luke vai precisar muito de seus amigos para não acabar na solidão que as glórias podem trazer.

    E falando no Volkner, não pude deixar de comentar sobre essas citações que você tem feito sobre ele. E minha reação ao ver a imagem no fim do capítulo: RAICHUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!! Cara, meu Pokémon preferido! *o porquê do meu pseudônimo ser Zangoose é uma longa história*

    ReplyDelete
  19. Eae Canas! Outro capítulo épico, fique tão vidrado no capítulo que enquanto o lia o tempo passou super rápido, e no fim fiquei com aquele gostinho de querer a batalha do Luke e Volkner. FLW Canas

    ReplyDelete
  20. Adorei o capitulo. Lembrou um fato que as vezes o povo esquece, meninos também possuem sentimentos. Eu particularmente apoio o Luke. Se quer ser o melhor, faça acontecer. Embora ele esteja meio agressivo, mas em fim, foda-se, ele é bom mesmo. E mano, eu nem quero imaginar o que vai acontecer quando a Vivian souber que o Lukas ta de “esqueminha’ com outra garota kkkk.

    ReplyDelete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -