Posted by : CanasOminous Dec 21, 2011

Os corredores do Hotel Deluxe Heart permaneciam vazios naquela noite. Dois Pokémons caminhavam calmamente por entre as vastas salas do grandioso saguão principal, Gabite tinha Pachirisu apoiado em seu ombro enquanto os dois pareciam estar à procura de algo vasculhando cada cômodo com paciência.
Podemos usar aquela sala para fazer nossa festinha. A Titânia consegue entrar lá dentro. — concluiu o pequeno Pachirisu.
Acho que serve sim, Bola-de-pêlos. Vamos voltar pro quarto e chamar o resto do pessoal pra gente começar os preparativos. — respondeu Gabite.
O dragão e o esquilo subiram até o quarto em que seus donos estavam alojados e em seguida chamaram pelos companheiros que os aguardavam pacientemente. O hotel não estava movimentado naquela noite, permitindo que os Pokémons caminhassem tranquilamente pelos corredores refinados do imóvel.
Os Fire Tales haviam chegado à um vasto salão que provavelmente eram realizadas muitas festas. Haviam mesas e cadeiras luxuosas, assim como sofás e muitas lojas em volta daquele saguão, todas muito bem decoradas. Gabite pulou em cima de um sofá e espreguiçou-se, o local parecia ser um verdadeiro resort para os Pokémons que estevam acostumados a dormir  ao ar livre. Titânia finalmente poderia ter um lugar onde pudesse movimentar-se com mais facilidade.
Eu não aguentava mais ficar encolhida... É duro andar por aí carregando toda essa armadura de ferro.  — comentou Titânia, massageando as partes doloridas de seu corpo.
Pelo menos agora nós podemos aproveitar juntos! Demoramos um pouco, mas a gente achou um lugar legal pra gente festejar essa noite. Afinal, nós não poderíamos fazer nada sem a sua presença, Titânia! Hoje é uma data muito especial! — disse Pachirisu.
Machop pareceu refletir por um momento, afinal, o que havia de diferente naquela noite?
O que tem de tão especial hoje?
Você não sabe? É uma data comemorada anualmente no dia 25 de Dezembro. Os humanos chamam de Natal, eles juntam suas espécies em aglomerados de famílias e comem muito para armazenar energia. Depois eles trocam prêmios para comemorar sua sobrevivência no ano letivo. — explicou Shieldon.
Exatamente, meu caro parceiro primitivo. Eu e meu irmãozinho decidimos pensar em algo inovador para fazer com nosso grupo hoje, e depois de dar umas rápidas pesquisadas no aparelho de comunicação em massa dos humanos, nós decidimos realizar um Pokémon Secreto! — disse Gabite animado.
Os outros membros se entreolharam de forma confusa.
O que é isso? — perguntou Roselia.
Eu estava receosa de perguntar, mas vejo que a maioria também não sabe. O que exatamente seria isto, Gabite? Uma espécie de jogo? — perguntou Titânia.
Nem, é algo muito mais fodástico, tá ligado? O Pachiriu manja essas paradas, ele que pode explicar com mais certeza.
Pokémon Secreto é uma brincadeira feito pelos humanos em que eles trocam presentes entre seus companheiros de forma secreta! Eles chamam de Amigo Secreto, mas nós decidimos trazer para a nossa versão. — explicou o esquilo.
Eu, eu! Eu quero tirar o Gabite pra dar um tapa na cara dele. Pode ser? — perguntou Piplup.
Não, seu idiota! Não presta atenção na explicação depois fica que nem bobo fazendo pergunta sem noção. — intimidou Gabite — Senta aí Pinguim Desengonçado... A parada é o seguinte: Os humanos anotam o nome de todos os participantes em papéizinhos. Depois, eles tiram na sorte quem deverá dar um presente para quem.
Fascinante. Parece ser uma brincadeira inovadora. — comentou Shieldon.
Bom, a gente achou esse livro na bolsa da Mestra Dawn. Acho que ela não ficaria brava se nós arrancássemos algumas folhas e depois devolvêssemos. — disse Pachirisu, segurando um pequeno livro cor de rosa entre suas patinhas. Titânia e seus outros companheiros aproximaram-se do caderno e passaram a observá-lo fixadamente, embora nenhum deles parecesse conhecer muito bem a linguagem humana.
O que está escrito nessa coisa? Alguém sabe ler?
Shieldon aproximou-se do caderno e pareceu observá-lo.
— “Meu Diário".
Gabite pegou o pequeno caderno e começou a arrancar dez folhas para que fossem usadas no sorteio.
Prontinho. Só escrever o nome de todo mundo aí. Quem faz essa parte?
E-Eu posso fazer. Se ninguém mais tiver experiência na área de escrita.... — disse Froslass.

Os nomes foram anotados e em seguida separados em dez pequenos envelopes. Cada um dos Pokémons pegou uma das folhas e abriu-a para ver quem haviam tirado entre seus amigos. Era uma mistura de feições animadas, surpresas, e de desgosto. Nem sempre o amigo sorteado lhe agradava numa ocasião.
Nuuuussa! É permitido trocar? Eu tirei alguém muito zuado. — disse Gabite.
Não, vocês deverão ficar com o Pokémon que tirou no papel. — respondeu Pachirisu.
Bom, mas e agora? O que a gente faz com os nomes?
Pachirisu subiu na cabeça de Gabite para ganhar altura e poder explicar mais objetivamente o que eles estariam realizando. Era uma brincadeira nova para todo o grupo, e por isso era preciso citar as regras calmamente para que não houvessem erros.
Nós estivemos pensando em algo que pudesse mudar o objetivo do jogo. Como um presente de Natal para nossos amigos, todo mundo vai ter que andar pelo hotel e montar alguma coisa para o seu companheiro!
Ahh, adorei a ideia! Parece ser tão legal! Mal posso esperar para encontrar um presente para o meu amiguinho! — disse Roselia.
É permitido o manuseamento de objetos feito por nossas próprias mãos? — perguntou Shieldon.
Vale a criatividade cara, faz o que você acha que seu amigo vai gostar. — explicou Gabite — Então, todo mundo tá preparado? Já podemos sair em busca das nossas coisas?
Vamos marcar um reencontro aqui mesmo dentro de trinta minutos. Então nós realizaremos nosso amigo secreto!

Todos os Pokémons saíram rapidamente, era uma busca para que eles pudessem encontrar um presente que seus amigos adorassem. Gabite preparava-se para subir as escadas e procurar algo de fácil acesso, mas antes, Titânia chamou-o para conversar..
Você sabe que eu sou muito grande para sair andando por aí no hotel. Será que você poderia encontrar algum presente para mim? — perguntou a serpente.
— Demorô chefia, quer que eu pegue o quê?
O que você achar melhor. Eu tirei o Machop, então veja se você encontra algo que combine com ele.
Beleza. Deixa comigo!
Gabite saiu em busca do objeto e partiu em direção do quarto de seus donos. Ele abriu seu papel para ter certeza de quem havia tirado, e mais uma vez, para seu desgosto, lá estava escrito o nome de companheiro:
Que bosta, com tanta gente legal pra mim tirar eu vou tirar justo esse maluco? — resmungou o dragão, nem sequer dando-se conta de quem estava logo atrás de si.
Tirou quem?
WOAAH!! Piplup?! Eu nem sabia que tu tava aí!!
É, eu estou procurando algo para o meu amigo entre as coisas de minha Mestra. Imaginei que ela tivesse algo bacana, mas não encontrei nada. Já sabe o que vai dar pro seu amigo secreto? — perguntou o pinguim.
Vou dar um dente meu. Os meus antepassados tubarões possuiam cerca de três mil dentes serrilhados e muito afiados. Sempre que um dente meu cai nasce outro no lugar depois. Legal, né? Vou dar um dente meu.
Puxa vida, como você é criativo. — ironizou Piplup — Se eu ganhasse um dente eu ia ficar muito revoltado.
Ahh, então acho que eu já encontrei meu presente. — respondeu Gabite ironicamente — Só falta eu achar o da Titânia, deixa eu correr antes que ela fique esperando e arrance os outros dentes restantes.
O dragão continuou perambulando pelo quarto, da mesma forma que algumas vezes até encontrava-se com seus companheiros de equipe que também vinham procurar algum artefato. Porém, sua busca não parecia surtir muito efeito, a cada minuto que se passava e ele tinha mais dúvidas sobre o que escolher de presente, e se ele viesse a aparecer sem nada, provavelmente estragaria toda a brincadeira.
Caramba, o que eu daria pro Machop? Ele é tão bobo que deve ficar feliz com qualquer coisa... — resmungou o dragão de forma pensativa.
Gabite andou até o banheiro e continuou sua procura. Poderia dar um bloco de notas, ou então um espelho, mas havia um artefato pendurado próximo à pia que seria o presente ideal para um Pokémon humanoide. Os olhos do dragão brilharam ao avistar o conteúdo pendurado sobre a pia, era o presente perfeito.
Meu Arceus, achei o que eu queria.
Gabite avançou em cima de seu precioso objeto e agarrou-o com a boca, saindo alegremente do quarto com o ar de vitória. Ele rapidamente correu em direção do salão que seria realizada a entrega dos presentes, e avistou alguns de seus amigos que já haviam retornado. Faltavam apenas Pachirisu, Froslass, Mothim e Machop. Gabite caminhou em direção da serpente e entregou o presente que havia encontrado.
Tu não vai acreditar no que eu encontrei, se liga só nessa parada totalmente na moda pro nosso parceiro Machop!!
O que exatamente é isto? Parece ser do nosso Mestre Luke...
Pra falar a verdade eu não sei para que serve, deve ser para sustentar alguma coisa, mas aposto que o Machop vai curtir muito.
Olha Gabite, será que ainda dá tempo de procurar outra coisa? Tenho a impressão de que ele não iria gostar...
Que nada, que nada! Fica tranquila Chefia, ele vai curtir.
Não demorou para que logo todos os outros Pokémons tivessem chegado ao local marcado para que eles finalmente pudessem dar início ao Amigo Secreto, ou também conhecido como Pokémon Secreto.
Todo mundo já está presente, não é? Todos conseguiram encontrar seus presetnes também? — perguntou Pachirisu, vendo seus companheiros assentirem com a cabeça — Já podemos começar então! É a primeira vez que brinco disso, então estou muito ansioso. Quem quer começar?
Opa, deixa eu ir manolo! Tô louco pra entregar meu presente!! — disse Gabite.
Piplup olhou para Mothim que estava do seu lado e fez um rápido comentário.
Ele disse que iria dar um dente.O Pokémon que ele tirou deve ser muito azarado. — disse Piplup, sem sequer saber que era ele mesmo quem receberia o premiado artefato..
Gabite! Os humanos costumam dar dicas de quem é o seu companheiro secreto, então dê dicas para nós de quem você tirou. — explicou Pachirisu.
Bom, meu Pokémon Secreto é um maluco muito gente fina. Ele anda torto, fala errada, é caipira, e toda hora tá brigando comigo.
Todos olharam para Piplup.
Tenho a ligeira impressão de que sou eu...
ISSO MESMO, MEU BROTHER! Chega aí pra ganhar um dente de presente!! — gritou Gabite, balançando o objeto de forma alegre.
O dragão entregou um pequeno dente para Piplup que permanecia observando-o com desprezo. Era um presente para que o pinguim nunca mais esquecesse de seu grande amigo dragão que conhecera na viagem.
Olha só como você fica maloqueiro com esse dente. Só falta colocar ele num colar agora! Depois você faz umas tatuagens e se veste que nem surfista, tá ligado? É a sua chance de ainda ser bonito cara, vai por mim, as fêmeas adoram.
Eu te adoro cara. — respondeu Piplup de forma emburrada.
Quando alguém recebe um presente, os humanos continuam a entregar seus presentes conforme a ordem que os companheiros vão sendo revelados. Então, é a vez do Piplup. — disse Pachirisu.
O pinguim pegou um pequeno envelope de cor verde e andou até o centro da sala, em seguida bolando uma forma de charada para que seus companheiros descobrissem quem ele havia tirado.
Minha amiga secreta é mais sortuda do que eu, porque ninguém merece ganhar um presente do Gabite. — disse o pinguim, olhando para o dragão que continuava a cair na risada — Ah, e quem quiser levar o dente dele também... Mas enfim, eu vou fazer uma espécie de charada, então eu quero que vocês tentem descobrir quem eu tirei. Minha Pokémon Secreta é bem novinha, parecia uma batatinha. Daí ela deu uma crescedinha e virou uma florzinha. Quem sou eu?
O Piplup!! — gritou Machop.
NÃO! Seu burro!! Tô falando de quem eu tirei!!
Ahh, é a Roselia. — confirmou Shieldon.
A pequena rosa pulou em direção do pinguim e deu um forte abraço em seu companheiro. Piplup tinha um pequeno bonsai em suas mãos, provavelmente ele havia encontrado um enquanto vasculhava as lojas do hote, fechadas no momento. Roselia havia adorado o presente, e embora Piplup implorasse para que ela levasse o dente de Gabite, seus companheiros não permitiam a troca de qualquer objeto.
Fofinho, eu adorei!! Quero que essa árvore cresça muito e um dia venha a tornar-se bem grandona!
Bom, a ideia dos bonsais é ser pequena, mas se você quiser deixá-lo ficar grande...
Roselia guardou o bonsai ao seu lado e em seguida pegou seu presente para que iniciasse a sua vez.
Meu Pokémon Secreto é o meu melhor amigo. Sabe, a gente se conheceu há pouco tempo, mas a gente sempre está brincando junto. E por isso eu adoro ele! É o meu amigo para todas as horas! — disse Roselia, olhando em direção de seu companheiro — É você Shellos!
Opa! Roselia, minha melhor amiga! — respondeu a criatura de forma animada.
Ihh, se eles fossem mais velhos e o Shellos falasse assim com a Roselia eu iria achar muuuito estranho. “Minha amiguxa” Hah, hah, hah... — brincou Gabite.
Roselia trazia consigo várias conchinhas que seu dono havia coletado em Sandgem. Shellos adorava pequenos objetos, ainda mais quando os lembrava do mar e das águas. Roselia certamente sabia o que dar para seu companheiro.
— Obrigado, amiga. Eu estou adorando essa brincadeira, acho que é uma forma muito divertida de conhecermos mais nossos companheiros de viagem. Agora é a minha vez de dizer quem eu tirei! — disse Shellos, posicionando-se no centro — Meu Pokémon Secreto é bem explorador, sabe? Nesse tempo que tive oportunidade conhecê-lo posso afirmar que ele é muito engraçado, embora antes fosse bem acanhado. Ah, e me disseram que ele adora fogo!
É O MOTHIM!! Manolo, não dá pra esquecer aquela vez que ele quase caiu no fogo, foi o dia mais engraçado da minha vida! — comentou Gabite.
Mothim deu uma leve risada e andou em direção de Shellos. A lesma parecia ter um apetrecho nunca antes visto pela mariposa, que agora observava o objeto um tanto quanto curioso.
O que isso faz?
Aperta esse botão, você vai ver uma surpresa.
Mothim ligou o botão e percebeu então que aquilo era uma lanterna. A luz lhe atraia tanto quanto o fogo, de modo que agora ele ficasse olhando para o objeto de forma enfeitiçada.
Ele é tão... bonitooo...
Eita porra, vamos ter que exorcizar ele de novo??
Agora não precisa, eu peguei essa lanterna exatamente para que ele não se queimasse com a atração ao fogo. Não é uma boa ideia? — disse Shellos.
Do jeito que ele olha para aquela lanterna ele vai é ficar cego. — disse Titânia.
A laterna foi retirada da mão de Mothim que caminhou em direção do centro da sala para anunciar seu companheiro.
Meu Pokémon Secreto é muito inteligente. Ele é bem culto, e acho que é bem sério também. Tipo, nesse exato momento ele está me olhando com uma cara muito séria. Até parece que ele está a todo momento zangado comigo.
Os outros Pokémons olham para Shieldon que encarava Mothim de forma séria.
Hm. Sou eu?
Mothim esticou os braços e confirmou a pergunta. Shieldon estava totalmente sem graça em ser o centro das atenções. Gabite fazia algumas graças para deixá-lo mais a vontade, e hora ou outra um raro sorriso aparecia. O presente que ele havia recebido era um pequeno pote com algo misterioso dentro, além de uma ampulheta feita à mão com os recursos encontrados por Mothim.
Sei que você vive viajando no tempo, então eu montei uma ampulheta com gravetos para você. E nesse pote tem algo fascinante para você, eu voei até as mais altas nuvens e coloquei-as dentro desse pote! Como você nunca será capaz de voar eu trouxe um pedacinho do céu pra você, amigão!
Obrigado Mothim, estou sem palavras. — respondeu Shieldon meio sem graça.
Mothim voltou para seu lugar e continuou a fitar sua lanterna. Agora era a vez de Shieldon dizer quem havia tirado, de forma que ele ficasse um pouco incomodado em ser tanto observado.
Hm... Eu nunca falei com a minha Pokémon Secreta, mas eu queria muito poder conhecê-la melhor. Sei que ela escreve poesias magníficas além de ser muito atraente.
É a Froslass!! Certeza que é ela, é a única fêmea que sobrou!! — afirmou Gabite.
Claro que não Gabite, ainda tem a Titânia...
Ahh, tem ela, né... Falha minha, vamos fingir que ninguém ouviu.
Froslass parecia ainda mais sem graça em receber seu presente. Ela estava um pouco corada pelos elogios, da mesma forma que Shieldon também parecia envergonhado por estar ao seu lado. O presente era uma delicada presilha, que aparentemente Froslass havia amado, agradecendo delicadamente conforme seus costumes.
Obrigada Senhor, e-eu também espero poder conhecê-lo melhor daqui para frente... — disse Froslass encabulada. A fantasma pegou seu presente e então hesitou por um momento antes de dizer quem havia tirado.
Vamos querida, não precisa ter vergonha, estamos apenas entre amigos. — disse Titânia. Froslass suspirou, e em seguida tomou fôlego para dizer quem havia retirado.
Meu Pokémon Secreto é muito simpático... Logo que cheguei no grupo ele me recebeu muito bem... Eu o acho fofo, e espero que esse presente possa agradá-lo... — disse ela meio sem graça, vendo Gabite pular ao lado.
Poxa! Não precisava de tantos elogios minha Boneca de Porcelana! — disse Gabite animado.
M-Mas não foi o Senhor que eu tirei, foi o Pachirisu...
Gabite não acreditou no que ouvia, e logo encarou seus amigos dando uma risada descontraída.
Ahá! Enganei vocês! Eu sabia que não era eu. Eu só estava testando todo mundo.
— Claro, claro... Já leva um dente de presente pra se matar. — disse Piplup, balançando o objeto.
Froslass mostrou um pequeno cubo de gelo para Pachirisu que observava o objeto fascinado. Ele nunca havia visto algo como aquilo, e dentro do cubo, havia um suculento doce preso entre as paredes gélidas. Além do cubo de gelo, ele também recebera um livrinho com pequenos contos infantis, que a própria Froslass havia escrito.
Um bloco de gelo com doce dentro!! — disse Pachirisu fascinado — Eu quero pegar ele, como faço para pegar o doce, titia Froslass?
Você precisa esperar até que o gelo derreta, só então poderá pegar o doce... — respondeu ela amigavelmente.
Pachirisu agradeceu os presentes e em seguida preparou-se para dizer quem havia tirado.
Eu queria agradecer a pessoa que me ajudou a organizar essa brincadeira. Meu Pokémon Secreto é muito mais do que o meu melhor amigo, é o meu irmão mais velho. Ele sempre está me protegendo dos perigos e me ensinando coisas novas, mesmo que nem sempre eu entenda. Eu queria dar esse presente para ele mostrando todo meu afeto, e dizer que ele pode contar comigo para tudo.
Gabite levantou seu olhar e encarou Pachirisu que agora o observava. O esquilo esticou seus bracinhos com um pequeno boneco de pelúcia em suas mãos. Parecia que ele havia corrido para costurar um boneco do próprio Gabite, uma vez que sabia os movimentos básicos de costura com ajuda de seu Mestre. Gabite não acreditava que seu irmãozinho havia o tirado, afinal, o esquilo também era o Pokémon mais importante em sua vida.
Irmãozinho... Bola de pêlo... E-Eu não posso chorar agora, e como é que fica a minha imagem como líder do nosso grupo?! — indagou ele, agachando-se na altura do pequeno e dando um forte abraço — Obrigado carinha, você não sabe como você é importante pra mim.
Eu poderia ter feito um boneco melhor, mas não tinha muito tempo. Fiquei muito feliz quando tirei você! Esse seria o primeiro natal que eu passaria na presença de todo mundo, e eu sabia que seria o melhor de todos!
Você é o meu irmãozinho, daqui para frente só haverão natais ainda melhores! Obrigado Pachirisu, foi o melhor presente de todos.
Parecia que havia a brincadeira havia terminado. Gabite fora o primeiro a entregar o presente, e tudo estava encerrado com ele mesmo sendo o último. Porém, todos foram interrompidos quando Titânia pronunciou-se.
Acho que faltou eu e o Machop... — comentou ela.
Caramba, é verdade!! Chefia, estou louco para ver você entregando o presente que eu dei! Quer dizer, que eu encontrei pra você dar... Mas enfim, entrega logo! Entrega logo! — riu Gabite.
Cara, quem será que a Titânia tirou? Agora que não tem mais ninguém fica difícil descobrir... — comentou Machop com toda sua inocência, não percebendo que só faltava ele mesmo para receber um presente.
Olha, eu não pude sair pelo hotel procurando algo para meu companheiro, então tive que me virar com o que eu pude. Nunca me senti tão sem graça, pois não sei se meu Pokémon Secreto realmente gosta disso... Eu espero não decepcioná-lo.
Titânia chamou por Machop que num rápido pulo correu em direção da cobra, dando-lhe um forte abraço. A criatura parecia muito animada, pois era a primeira vez que ganhava um presente, e por isso estava muito ansioso.
Oh, puxa, puxa, puxa! O que eu vou ganhar, Titânia?!
Eu trouxe isso aqui para você, Machop. Espero que goste...
Titânia havia entregado um artefato curioso para o Pokémon. Era uma cueca de Luke. Machop observou o objeto pasmo por um tempo, seus olhos mantinham-se fixados na cueca de forma que ele não movesse sequer um músculo.
Desculpe-me querido, eu não tinha muita oportunidade de escolha...
Você tá brincando comigo? Eu ADOREI! Cara, vou poder andar por aí vestindo uma cueca e não vou passar mais frio! Caramba, foi o melhor presente do mundo Titânia, como é que você sabia que era meu sonho usar uma dessas? Meu Arceus, nunca mais vou tirá-la agora. Muito obrigado!!
Machop por sua vez havia feito um lindo desenho da própria Titânia. Os polegares opositores e o dote artístico do Pokémon lhe dera um dom para desenho. A serpente também adorara seu presente, e ver-se em um porta retrato era magnífico para seu ego.
O amigo secreto estava encerrado. Era o primeiro natal em que todos os Pokémons haviam participado junto como grandes amigos. Era mutio mais do que uma data importante, pois tal fato somente aumentava os laços de amizade de cada um deles. Aquele natal viria a ser inesquecível.

• • •

— Ae, irmão. Você usou uma de minhas cuecas? Eu lembro de ter deixado perto da pia.
— Lógico que não Luke, eu não fico usando as coisas suas. Você tem que tomar mais cuidado com suas roupas, às vezes você escondeu e nem lembra onde colocou.
— Ahh, provavelmente. Depois eu procuro então.
Enquanto isso, Machop continuava perambulando pelo quarto carregando sua cueca gigante que mais parecia uma ceroula.

PS: Todos os papéis para o Pokémon Secreto 
foram retirados na sorte.


Talvez você nunca tenha notado que há pessoas que oferecem presentes por mero interesse...  Que há abraços frios e calculistas... Que familiares se odeiam, sem a mínima disposição para a reconciliação, mas por que você me emprestou uns minutos do seu precioso tempo?
O Natal não é apenas uma data festiva, é um modo de viver.  É a expressão da caridade... É fraternidade, união, pura expressão de amor. E a vida sem amor é desabilitada para a paz, porque em sua intimidade não sopra a brisa suave do amanhecer, nem se percebe o cenário multicolorido do crepúsculo. Viver sem a paz é como navegar sem bússola em noite escura... É desconhecer os caminhos que enaltecem a alma e dão sentido à vida. Enfim, a vida sem amor... Bem, a vida sem amor é mera ilusão.

Que este Natal seja, para você, mais que festas e troca de presentes...  Seja uma marca para uma nova vida, para que esteja ao lado daqueles que ama e possa compartilhar cada momento com gestos simples. A Aliança Aventuras lhes deseja um Feliz Natal nesse ano, que cada um de vocês possam seguir seus sonhos e encontrar aquilo que amam em suas vidas. Continue em busca do que ama, faça o que te faz feliz. Deixe de existir, comece a viver. Um Feliz Natal vindo diretamente de Sinnoh para cada leitor!

{ 17 comments... read them below or Comment }

  1. Esse foi emocionante,
    O Natal na minha família é sempre com todos juntos e um amigo secreto, por isso eu achei esse Fire Tales bom.
    O Shieldon e a Glaciallis ficaram nervosinhos, envergonhados, corados. Aí tem!
    A Roselia e o Shellos foram bonitinhos tão bonitinhos.
    Foi tão engraçado o Gabite se achando o fofinho da Glaciallis e o Machop de cueca.
    Feliz Natal pra você também e que você tenha muita paz e saúde na tua vida para que possa continuar escrevendo esse história que tanto gosto!

    ReplyDelete
  2. Feliz natal para ti também, meu caro! :)E para os outros leitores também.

    ReplyDelete
  3. Esse foi o melhor capítulo do Fire Tales, para emocionar, rir e inovar(realmente a ideia do pokémon secreto foi fantástica)
    Retribuo o Feliz Natal dado no fim do capítulo.

    ReplyDelete
  4. Canas parceiro, sem ser indelicado, mas... Esse é o melhor capítulo especial que eu ja li em toda a minha vida *-*
    Você conseguiu passar uma bela mensagem no fim, mostrou o companheirismo, temperou tudo com uma dose de humor, sem dúvidas esta perfeito.
    Esse capítulo revelou muitas coisas até então ocultas;
    Pude imaginar a felicidade nos olhos dos ingênuos pokémon, o desprezo do Piplup que com certeza achará uma utilidade para o presente exótico dele.
    Contudo, a ideia da tal brincadeira foi extremamente boa e sem dúvidas deixou um gosto de quero mais para esse fim de ano...

    Espero que todos os leitores fiquem tocados com a mensagem e todos tenham um feliz natal! (:

    Parabéns pra mim tbm \o/ Muitos anos de vida, espero viver muito para atormentá-los! õ/ (^)

    ReplyDelete
  5. Nossa adorei, o Gabite pago um mico quando pensou que a Froslass iria dar o presente para ele, foi muito engraçado, e a cueca do Luke ta com o Machop. Eu to doido pra ler "O Diario de Dawn" só para ver o que ela vai escrever depois que notar que foram arrancadas 10 paginas de seu diario. Irmão presenteando irmão, Gabite e Pachirisu são grandes "irmãos" mesmo que não seja por sangue. Feliz Natal para você também. Bem vou acabando por aqui esse curto coment deste grande Conto.
    ASS: João_Victor.

    ReplyDelete
  6. Canas, muito show o fire tales de natal, eu ri muito na hora em que o Machop ganhou uma cueca, rsrsrsrs. E foi divertido pois eles arrancaram algumas folhas do diario da Dawn, nao quero nem ver quando ela descobrir, se descobrir. Muito bom o Cap. e nao esperava que o Pachirisu presentease o Gabite. Cara, Feliz Natal a todos, e aos Pokemons de Luke, Lukas e Dawn também.

    ReplyDelete
  7. Canas cara, muito show esse Fire Tales! Gostei do Gabite emocionado com o presente que Pachirisu o fez e morri de rir com o Machop de cueca (xD).
    Aqui em casa é assim também, Amigo Secreto. Achei um ótimo Fire Tales. Agora quero ver se a Dawn vai estranhar as 10 folhas perdidas. Piplup ficou emburrado com o dente, foi bem engraçada essa aprte, xD.
    Feliz Natal Canas! Ao Luke, Lukas, Dawn e seus Pokémons também! \o/

    ReplyDelete
  8. Uhules, Fire Tales \õ

    Ah foi tão legal ver os nossos monstrinhos brincando de Pokémon Secreto *O*
    Foi muito engraçadinho!

    O Gabite ter tirado o Piplup foi muito legal! Os dois se odeiam, e quem diria que ele daria um dente de presente? kkkkkkkkk'
    E foi muito hilário o presente do Machop! Com toda certeza ele adorou!

    Oun, e o presente do Pachirisu? Ele é tão meiguinho! *-*

    Adorei a mensagem de Feliz Natal. Desejo- lhe tudo em dobro meu caro (:

    ReplyDelete
  9. Canas muito legal.
    Eu aki passando mal e você me faz rir tato q quase caio no cha. :D
    Gostei muito desse especial e da parte do machopcom a cueca,onde ele usa ela na cabeça?

    T+ e um feliz natal! :D

    ReplyDelete
  10. Caraaaa foi o destino que esolheu os papelzinhos??? Parece que você escolheu a dedo os pokémons!!kkkkkkk
    Mano...este especial ficou show, achei muito engraçado as falas, principalmente o Piplup irado com o dente que recebera do Gabite!! Ri muito com isso!! E não posso esquecer do Mothim facinado pelo fogo!! Mano, isso foi magnifico kkkkkk!
    Acho que quase todas as familias fazem amigo secreto no fim de ano, sendo que o Gabite me deu uma boa idéia, vou pegar meu dente de leite kkkkkkkk
    Canas, parabéns por este especial espetacular e cheio de graça, você conseguiu transpor toda a magia do nata!!
    Quero desejar a você um natal repelto de alegrias e conquistas, e que o próximo ano seja esplendoroso, afinal, sobreviveremos ao 2012 kkkkk
    Flw brother, Parabéns pelo excelente especial de fim de ano!

    ReplyDelete
  11. Canas... Que capítulo maravilhoso!Eu ri demais que nem louco aqui em casa. Foi o Fire Tales mais engraçado de todos! E foi muito criativo você originalmente ter tirado na sorte os papéis e feito a história em cima disso, Parabéns! E os recados natalinos são a mais pura verdade. Ótimo você expor isso. Bom natal para todos e um próspero ano novo!

    ReplyDelete
  12. UAUHAUHAUHUAHUHAUHA ~FOI MUITO ENGRAÇADO ISSO! O MACHOP FOI O MAIS HILÁRIO! XD

    Brodi, espero mais desses Fire Tales na próxima temporada!

    Te desejo um feliz Natal e um ótimo Ano Novo Brodi! ((::

    ReplyDelete
  13. Cara, dei altas risadas com esse FT, muito bom.
    Gabite só na sacanagem, Piplup divo como sempre e Machop meio desligado,pra não dizer outra coisa kkkk.

    ReplyDelete
  14. Cara, essa foi tocante.

    Um especial de Natal à altura de Aventuras em Sinnoh. Espero que em 2012 possamos ter muito mais Fire Tales para nos entreter quando não houver capítulos.

    Enfim, só digo que ri com os presentes que o Gabite escolheu para o Piplup e o Machop.

    Até a próxima cara!

    ReplyDelete
  15. Muito bom esse Fire Tales, queria que fosse natal pra desejar, então, feliz carnaval! kk. Enfim, muito engraçado e legal

    ReplyDelete
  16. Canas, adorei esse episódio, foi simplesmente incrível. Concordo com o Archie, parece que você escolheu os papeis à dedo. KKKKK um dente? Gabite malvado! A lanterna para o Mothin também foi o presente perfeito. Acho que dar feliz natal em abril é exagero, neeh? T_T

    ReplyDelete
  17. Vamos ver se consigo ler o Fire Tales antes do sinal tocar xD
    Enfim
    Ah, saquei porque Luke e Lukas foram deixados de lado. Os pokés tinham que ter uma noite sozinhos no hotel xD
    Como a Titânia se massageia? O.o
    Que legal , vou ler um cap de Natal com o blog nevando *-*
    Depois eles trocam prêmios para comemorar sua sobrevivência no ano letivo. > #CHOREI
    Pokémon Secreto! Quero só ver quem vai tirar quem e quem vai presentear o quê xDD
    MAS GENTE, ROUBARAM O DIÁRIO DA DAWN LOLOL
    Oh Gosh, quero só ver no que isso vai dar... xD
    Titânia, eu se fosse você não deixaria o Gabite incubido de uma tarefa dessas xDD
    LOL, PIPLUP! Magina o presente que ele vai arranjar xDD
    antes que ela fique esperando e arrance os outros dentes restantes. > LOLOLOL #RINDO #DEMAIS
    Tenho medo do que seja isso que o Gabite encontrou.....
    Piplup, se tirar o Gabite, vai cumprir o que falou e dar um tapa na cara dele xDDD
    Quando a Roselia disse melhor amigo eu achei que fosse o Pachi q
    Manolo, não dá pra esquecer aquela vez que ele quase caiu no fogo > CONCORDO PLENAMENTE xDDD
    Shieldon tão kawaii <3 Nháá, e o Mothim também <3 <3
    TITÂNIA NÃO CONTA COMO FÊMEA ASDOPAPKSODKPOAKDSOPKOPASDKOPASOPKD
    Deu uma presilha, vou acabar shippando qqqqqqqq ~depois de Garnet minha vida não foi mais a mesma é/ [sem falar em XXX Holic, DOIS CASAIS COM CENA ENVOLVENDO PRESILHAS, MUITO SUSPEITO HUUUM]
    GABITE FOFO E SIMPÁTICO #CHOREI
    AAAAWWWWWNN, CENA TÃO KAWAII DE IRMANDADE DO PACHIRISU E DO GABITE <3 <3
    Legal que a Titânia tirou o Machop e ele tirou ela, né? xD
    VÉI, UMA CUECA LOOOOOOOOOOOOOOOOL Well, pelo menos, o agradou xDDD
    Awnt, siriusly, acho que esse foi um dos melhores Fire Tales! *-* Foi bem a cara deles, sabe? AMIZADE AMIZADE AMIZADE AMIZADE AMIZADE <3 <3 <3 <3 <3
    Acho que vou reler quando estiver mais próximo do Natal rs
    Abraços da Tuski *-*/

    ReplyDelete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -