Posted by : CanasOminous Dec 16, 2011

O Hotel Deluxe Heart ainda parecia tentar recuperar-se dos tumultos causados nos últimos dias, grande parte dos frequentadores já haviam deixado o local por conta do perigo e de um possível novo ataque da Equipe Rocket, mesmo que alguns de seus membros já houvessem sido presos e a segurança na cidade dobrada. Porém, apesar de estar mais vazio, o hotel ainda mantinha seu tom refinado, e agora parecia estar aberto quase que exclusivamente para os jovens aventureiros. Eles eram visitas exclusivas do próprio Glenn Combs, e por isso, os funcionários deveriam tratá-los como realezas.
Vivian e Dawn correram em direção do quarto feminino e pularam na gigantesca cama, o lugar estava uma zona, pois não era sempre que as duas tinham oportunidade de ficar em um hotel cinco estrelas sem pagar nada. Dawn era orfã, e desde então sua moradia nunca fora muito além de Sandgem, prendendo-a às fronteiras da pequena cidade litorânea. Ela nunca havia contado aquilo para ninguém, e se esforçava para esquecer o seu passado. Vivian já explorara grande parte de Johto à procura de Pokémons insetos, ela era da pequena cidade de Azalea, mas sua cidade natal sempre lhe dera características mais humildes, tanto em seus modos quanto no jeito de falar.

— Oxi! Menina, estou adorando ficar nesse hotel! A gente pode fazer tudo o que quiser! — disse Vivian, deitando-se na cama de braços abertos.

— É verdade, tivemos muita sorte em poder ficar em um lugar assim, então temos que aproveitar! Vamos andar pelo hotel, ver roupas, aproveitar os atrativos... Ainda mais porque depois de amanhã eu acredito que já estejamos de partida da cidade. — acompanhou Dawn.

— Verdade... Acho que eu e o Stanley vamos ficar na cidade... — respondeu Vivian de modo pensativo, em seguida virando-se na cama e dando de cara com o Piplup de pelúcia que a amiga ganhara. —Ahh, eu também quero um ursinho fofinho daqueles que você ganhou! O Lucky-chan consegue ser fofucho quando quer. Acho que vou comprar um ursinho e pedir para o Lukas-kun me dar!

Vivian deu um rápido salto da cama e começou a caminhar pelo quarto.

— Eu não aguento ficar parada. Vamos descer e procurar alguma coisa legal pra fazer!

Dawn concordou com a proposta de sua amiga e as duas então deixaram o quarto para aproveitar seus últimos dias de estadia no Deluxe Heart. Os garotos no outro quarto permaneciam quietos enquanto aguardavam pacientemente o tempo passar.


Gabite estava ao lado de seu dono enquanto os dois pareciam não estar nem um pouco animados assistindo a televisão. Froslass e Shieldon também estavam no quarto, mas ambos preferiam ficar sozinhos sem divertir-se como os outros. Froslass estava atrás de uma cortina com seu pequeno livro em mãos, enquanto Shieldon permanecia no chão ao lado do sofá com sua feição de seriedade. Lukas também lançara seus Pokémon no quarto, e agora Pachirisu se divertia na cama na companhia de Mothim e Shellos. 

A pequena Roselia acompanhava o garoto que parecia concentrado jogando um xadrez na companhia de Stanley, que por sua vez, tinha seu Bronzor ao seu lado. Lukas mexeu em seu tabuleiro e por fim aproximou uma de suas peças próximo ao rei do adversário, declarando assim o fim de jogo.

— Xeque-mate.

Roselia pulou no colo do garoto parecendo estar extremamente feliz com a vitória, Stanley passou a mão em sua cabeça sem sequer perceber que cometera um erro no jogo, mas de qualquer modo, Lukas era um jogador muito experiente.

— Droga, não fui atento. Eu poderia ter usado a Defesa Petroff aquela hora, mas foi uma vitória merecida. O reino é seu. — riu o loiro.
Luke se espreguiçou e então deitou no sofá da sala que já havia tornado-se sua cama em seu tempo de estadia. Gabite coçou-se brevemente e continuou observando a televisão que parecia tomar conta de sua mente.
— Cara, que tédio... — resmungou ele — Ow Stanley, você vai tentar enfrentar a Fantina de novo?
— Acredito que não, este fim de semana o ginásio estará fechado, pois será usado como palco para um show que farão no sábado à noite. Acho que terei que esperar mais alguns dias aqui na cidade para poder enfrentá-la também, preciso treinar meus pokémons. — explicou ele.
— Presumo que não seguirá viagem conosco nos próximos dias. — concluiu Lukas, arrumando seu tabuleiro.
— Acho que não, mas depois que eu vencer o ginásio vou ver se consigo seguir os passos de vocês pra encontrá-los de novo. E a propósito, acredito que a Vivian também ficará, pois ela também não venceu o contest em sua categoria.
— A viagem vai ficar sem graça sem vocês agora. Não vou ter com quem competir. — disse Luke.
— Heh, heh... Mas eu ainda estou aqui cara, e dá pra aproveitar bastante nossa estadia no hotel. Acho que nós poderíamos dar uma volta por aqui já que está bem vazio, e também porque estamos em um tédio total.
— Demorô então, bora fazer alguma coisa! — sorriu o garoto.

Os garotos saíram do quarto e retornaram seus Pokémons, eles andaram pelos longos corredores e desceram as escadas até o salão principal. O movimento realmente havia diminuido, e agora apenas alguns funcionários estavam trabalhando. Estava escuro, mas ainda haviam muitas coisas para se fazer lá. Os jovens andaram por alguns corredores até que chegaram à uma porta feita de madeira que exalava um forte vapor, parecia ser uma casa de banhos.
— Nuuussa! Que dahora manolo, uma casa de banhos! Vamos dar uma olhada como é? — sugeriu Luke.
— Ahh, acho melhor não... — retrucou o irmão.
— Não precisa se preocupar mano, deve estar bem vazio. A esse horário não deve ter ninguém lá dentro.
Os rapazes falaram com uma recepcionista e então entraram no local, pouco depois, Vivian e Dawn surgiram enquanto riam e traziam toalhas em suas mãos.
— Foi uma ótima ideia tirar um tempo só para nós! Esta casa de banho deve ser uma delícia, e ainda mais por estarmos longe dos garotos!
As duas garotas entraram no local e seguiram até a área feminina. Era um lugar imenso, suportando centenas de pessoas, mas por sorte estava completamente vazio, deixando a área exclusivamente para as duas garotas.
— Eita, que maravilha!! — sorriu Vivian, tirando sua roupa e depois pulando na banheira de água quente  — Ahh, está uma delícia!! Entra logo, Dawn!
A garota então entrou lentamente para poder relaxar depois de dias cansativos de viagem. Dawn levantou seu olhar e percebeu uma grande parede que parecia separar as duas salas, por onde o vapor saia do local.
— O que será que tem do outro lado?
— O banheiro dos meninos, provavelmente. — concluiu Vivian, olhando para Dawn em seguida e dando uma rápida risada — Você quer ver?
— C-Claro que não! E se tiver alguém lá dentro?? Dá pra ouvir gente conversando do outro lado, vamos ficar aqui. — retrucou ela

Vivian havia acertado na suposição, pois do outro lado realmente era o banheiro masculino. O local também estava vazio em comparação ao espaço disponível, mas Luke, Lukas e Stanley permaneciam divertindo-se do outro lado quase que travando uma guerra. O grandioso Gyarados de Stanley servia como um trampolim para que os garotos pulassem nas banheiras que mais pareciam piscinas. Aquela sala era como uma casa e banhos extremamente variada, desse modo possuindo bacias de água quentes para centenas de pessoas. Luke tomou distância e então saltou da serpente marinha caindo dentro da banheira.
— Hah, hah, hah!! Que muito louco cara!! — gritou Luke — Que inveja de você Stan, eu também quero um Pokémon aquático. Fica só olhando, eu vou capturar um melhor que o seu, vai ser tipo um Sharpedo ou um Wailord!
— Onde você pretende encontrar esses Pokémons em Sinnoh? Hah, hah... Boa sorte em sua busca então, meu time já está quase completo agora.
— Depois eu penso nisso. Por enquanto só quero ficar aqui descansando.
Lukas apoiou-se na beirada da banheira e esticou seus braços, descansando sua cabeça de forma que tivesse visão do teto.
— Ahh, a água está muito boa... — comentou o garoto.
Enquanto os três estavam no local, Luke pareceu ouvir algo vindo do outro lado de uma grande parede. O garoto fez sinal de silêncio para os outros dois e tentou ouvir do que se tratava o barulho, era a risada aguda de alguma garota nas redondezas.
— Ué, parece a voz da Vivian, vocês estão ouvindo?  — perguntou Stanley — Será que a gente consegue ouvir elas gritando até mesmo lá do quarto?!
Lukas olhou para seu irmão que já tinha um olhar malicioso, Stanley riu com os possíveis pensamentos de Luke, mas seu irmão estava disposto a não deixá-lo fazer nada.
— Hm... Então quer dizer que o banheiro feminino é do outro lado dessa parede...? — perguntou Luke animado.
— Você não vai fazer nada, elas são nossas amigas... — retrucou Lukas zangado.
— É só uma espiada rapaz, não vai matar ninguém. Aposto que o Stanley vai topar.
— Eu não quero ver nada. As duas parecem uma tábua.
— Ei!! N-Não é verdade! — retrucou Lukas tentando proteger as amigas.
— Tanto faz parceiro. Vamos fazer o seguinte Stanley, eu preciso do seu Gyarados pra gente alcançar o topo dessa parede, acho que ali onde o vapor sai deve dar até o banheiro delas...

Luke subiu nas costas de Gyarados na companhia de Stanley deixando Lukas para trás. O garoto não estava nem um pouco afim de participar da espionagem. Luke dava apoio para Stanley que já estava na ponta de seus pés, mas a parede era muito grande, e provavelmente não seria possível ver nada mesmo com a ajuda de Gyarados.
— Achou alguém aí...? — perguntou Luke.
— Nem dá pra ver... Alguém deveria dar uma olhada melhor, não acha?  — sugeriu Stanley.
— Pode ser.
Assim que terminou de falar, Luke rapidamente empurrou Stanley para cima da parede de modo que o rapaz caísse dentro de uma banheira do lado feminino, dando logo de cara com Dawn que jazia dentro d'água em sua frente. Os dois ficaram se encarando por um momento até que Vivian soltou um grito.
— Aleluia! Tá caindo homem do céu!! — gritou ela — Ah não, é só o Stanley...
— O-Olá garotas...
— AAAAAAAAAAH! HENTAI!! — gritou Dawn, chutando o garoto de volta para o outro banheiro — Que saco, por que essas coisas sempre acontecem comigo?!
Luke começou a cair na risada no mesmo momento, mas logo as duas garotas ouviram sua risada do outro lado. O Gyarados de Stanley parecia não ter gostado da brincadeira com seu Mestre, empurrando Luke logo em seguida para o outro lado. Ele levantou seu olhar e deu de cara com as duas garotas enroladas em suas toalhas exalando um olhar de fúria. O riso cessou no mesmo instante. 
— Então você foi a mente poluída por trás desse pobre laranja que paga pelos seus pecados?! — disse Dawn tomada pela fúria.
— Tecnicamente, o Stan quis vir junto comigo...
— Você vai pagar por querer nos espiar durante o banho. — disse Vivian sacando uma de suas pokébolas — O que fazemos com ele, Dawn?
— Vamos mandá-lo pro lugar de onde ele veio. — riu ela.
Dawn e Vivian lançaram duas pokébolas que liberaram um Scizor e um Lairon. As duas criaturas olhavam para Luke que permanecia caído de forma indefesa, nem mesmo ele sabia de onde haviam surgido aqueles Pokémons, mas era evidente o que estava estampado em seus rostos: Prepare-se para morrer.
— O QUÊ?? De onde saiu esses pokémons?! Vocês querem me matar??
— Isso serve também. — riu Vivian.
— Caramba, Titânia faz alguma coisa!!
Luke lançou a pokébola de sua serpente que parecia não gostar nem um pouco da umidade do local, ela direcionou um olhar de raiva para Luke que deu um sorriso sem graça.
— Moleque, dessa vez você não tem moral pra me mandar em batalha. Acha que eu vou ficar do seu lado depois do que você fez?!
— Opa, esqueci que você também é fêmea. Agora fudeu tudo.
Os três pokémons combinaram seus golpes e mandaram o garoto de volta para o outro banheiro. Stanley e Luke jaziam derrotados no banheiro masculino enquanto Lukas os observava receoso.
— E-Eu avisei vocês... — disse o garoto.

O grupo terminou o banho, e assim que as meninas saíram elas nem ousavam olhar para Luke que mantinha um sorriso em seu rosto e um olho roxo depois da combinação que recebera. 
Todos retornaram para seus quartos, e foi nesse momento em que o garoto parou para refletir sobre o que acontecera. Luke havia visto algo que ninguém mais vira... De onde surgira o Lairon de Dawn? Em momento algum em sua aventura ela havia citado-o, e por isso, tal mistério permanecia instalado em sua mente. 
A noite foi passando, e os jovens aproveitaram ao máximo seus últimos momentos de estadia no hotel. Luke bateu na porta do dormitório feminino e encontrou-se com Dawn, o garoto sorriu, perguntando em seguida se poderia conversar.
— Yo, tudo certinho Dawn? — sorriu ele.
— Eu estou bem. Nós duas já estamos nos preparando para dormir, vocês também já vão dormir?
— Vamos sim, hoje o dia foi duro, tô cansadão depois da luta com a Fantina. E um monte de outra coisa engraçada que aconteceu. Só preciso deixar o gelo no meu olho mais alguns minutos, depois eu vou dormir. — disse Luke.
— Seu bobo. Fez por merecer. — respondeu Dawn com um sorriso, tocando levemente sobre o rosto do garoto na parte em que ele mantinha o gelo. Os dois se fitaram por um tempo, mas logo Luke interrompeu o silêncio novamente.
— Eu posso te perguntar uma coisa?
Dawn calou-se no mesmo instante. Ela não sabia o que Luke estava para dizer, se seria uma declaração ou qualquer coisa do tipo, mas a única coisa que ela tinha certeza era que meninas odiavam quando rapazes faziam aquela pergunta.
— Pode falar, sim. — assentiu ela receosa.
— Cara, aquele Lairon era muito foda!! Eu não sabia que você tinha um Lairon, de onde você tirou ele??
Conversa típica de garotos. Nunca falavam algo sério com as garotas, a não ser que fosse voltado para batalhas Pokémon ou assuntos sobre Video Games. Não que Dawn não gostasse, mas ela apenas esperava algo mais importante.
— Ahh, era só isso? Eu pensei que você iria fazer algo, mas deixa pra lá... — riu ela mais aliviada — Bom, eu tenho esse Lairon faz tempo. Na verdade tenho outros Pokémons, mas não gosto muito de usá-los. Eles não costumam me obedecer muito bem.
— Uow, então você tem outros Pokémons?! Por quê nunca contou pra gente? — perguntou Luke
— É porque... Eu não gosto deles. Eles me trazem lembranças ruins.
Luke pareceu confuso por um momento, no mesmo momento ele percebera que aquela pergunta afetara Dawn de alguma forma. A garota também sabia que já estava escondendo um segredo dos irmãos há muito tempo, e por isso decidiu contar naquele mesmo instante.
— Posso te contar uma coisa?
— Justamente pra mim? Mano, eu sou o cara mais indecente pra você desabafar sobre essas coisas de garotas. Se você tá gostando de alguém vai falar com meu irmão, ele é aquele típico amigo que toda mulher quer ter. — brincou Luke, vendo a tristeza estampada no rosto da amiga — Ihh, foi mal pela brincadeira. Já vi que a coisa é séria.
— Deixa quieto, isso não importa então.
No mesmo momento, Luke segurou a mão da garota e olhou-a de modo sério.
— Pode contar o que quiser. Se você acredita em mim a ponto de tal confiança então eu te ouvirei com todo respeito.
Dawn ficou em silêncio por um tempo. Ela sentia confiança em Luke, e apesar de todas as brincadeiras e idiotices do garoto ele conseguia agir de forma séria quando necessário.
— O Lairon era do meu pai... Eu também tenho uma Glaceon e um Leafeon que pertenciam à minha mãe. Mas eu não gosto de usá-los porque lembro-me deles. Na verdade eu nunca os usei de verdade, lá no banheiro acho que o Lairon acabou saindo por acidente, mas eu não gosto de usá-lo...
— Ei, ei. Mas qual o problema de usar um Pokémon do seu pai? Você deveria se sentir lisonjeada em poder usar um, eu seria o rei do mundo se pudesse usar o Salamence do meu velho. — riu Luke.
Porém, Dawn continuava quieta e a cada momento parecia que os olhos da garota lutavam para não deixar as lágrimas caírem.
— Os meus pais morreram. — disse ela.
Luke calou-se no mesmo instante, pois não sabia como lidar com aquela cena. Ele conhecia Dawn há pouco tempo, mas sentira-se inútil ao saber que o tempo tudo ela sofria e ele nem sequer percebera.
— Por quê você não nos contou?
— São problemas meus, vocês são crianças, não tem com que se preocupar com meus problemas...
Luke segurou com força nos ombros da garota e forçou-a a olhar em sua direção.
— Você também é criança! Só porque é mais velha acha que tem que ser responsável por todos nós? Somos seus amigos, você pode contar com a gente sempre que precisar, a qualquer hora!!
Dawn não queria mostrar que estava errada, queria tentar ser forte, embora seu coração ainda fosse frágil. Ela não aguentou e caiu no choro, Luke abraçou-a e manteve-se quieto. Dawn ainda tinha os sentimentos de uma garotinha, mas a vida lhe obrigara a crescer precocemente.
— Amigos servem para isso. Você deveria ter confiado na gente...
— Eu sei, eu sei... Só não sei porque preferi manter isso em segredo, eu sou uma idiota...
— Tudo vai ficar bem Dawn, eu prometo. — aconchegou o garoto.
Muitas vezes crescemos antes da hora, tentamos ser alguém que não somos na verdade. Deixamos nossos amigos de lado pois pensamos que eles não sejam capazes de nos ajudar, mas muitas vezes eles são nossa família, aqueles que sempre podemos contar, que muitas vezes compensam o abraço de irmão que não possuímos, ou a ausência de pais que nunca tivemos. Eles podem ser aqueles que nem sempre conseguem te impedir de chorar, mas sempre estão do seu lado para enxugar as lágrimas.

      

{ 29 comments... read them below or Comment }

  1. Canas, é impressionante como você consegue manter a grande qualidade dos capítulos.Não houve nenhum até agora que achei bom ou mais ou menos, todos sempre muito bons.

    OBS:Você pretende revelar informações sobre os pais da Dawn?

    ReplyDelete
  2. Olha parceiro, essa é uma ideia que eu ainda estou trabalhando a respeito. Eu estou com planos de trazer um novo especial para a Saga Diamante, lembra do Ex-Elite 4? Então, eu quero trazer um especial naquele estilo, mas falando especificamente do passado do Dawn. Será voltado somente para ela, e como sempre, tendo o Drama como a base. Acho que a Dawn ainda não teve a oportunidade de aparecer com toda a sua glória na fic, e eu estive pensando muito em como realçá-la... Bom, eu agradeço seus elogios Zekrom, são muito importantes para mim! *-* Quem sabe vocês ainda encontram um Especial por essas bandas na próxima temporada, né? :D

    ReplyDelete
  3. Canas, a cara!
    A saga perola esta terminando D:
    Só mais um capitulo e acabou...

    Bem nossos jovens ainda estão em Hearthome, curtindo no hotel. O vidão (:
    Velho, eu fiquei imaginando a cena no banheiro! Muito engraçado.


    Esse Luke é muito safadesko néh? Quem diria! A Dawn tem pokémons fortérrimos! Ela e a Vivian deram uma lição nesses tarados. bem feito U_U

    Quem diria eim? A Dawn contou seu maior segredo pro Luke. E nossa, foi tão kawaaai! *3*

    Agora até o último capitulo da primeira saga õ/

    ReplyDelete
  4. Legal! Eu estava dando risada até a parte da Dawn falar sobre seus pais. Mesmo já sabendo que eles tinha morrido,a forma que tu escreveu pareceu uma reveleção mesmo. Fiquei com olhar meio de choro, só de ler, mesmo sabendo que não é real. Cara, você descreve muito bem as cenas. Até mais!

    ReplyDelete
  5. Belo capítulo Canas! Adorei que a Dawn finalmente tenha revelado seus Pokémons (que são muito loucos) e contado para o Luke que é órfã. Ahh, e ri muito com a fala da Vivian "Aleluia! Tá caindo homem do céu!" hahahaha. Até mais!

    ReplyDelete
  6. Uma mistura de comédia e drama é,para mim,uma receita para o sucesso. O capítulo ficou dramático e sensível (por assim dizer) nas horas que precisava ser,e com muita comédia (que me garantiu boas risadas) nas horas que eram destinadas à tal gênero.
    Espero que a Dawn enfrente seus demônios e possa utilizar os Pokémons de seus pais, "so she can move on".
    O Luke é com certeza ridículo e ao mesmo tempo um ótimo amigo.
    O Stan parece ser um,vamos por assim dizer,"maria-vai-com-as-outras",mas tenho certeza que ele ainda trará muitas coisas por si só.
    O Lukas é o meigo da turma,mas tenho um apreço por esse carinha que não sei explicar(o que é difícil! kkkkkk).
    E A Vivian é a sujeita mais louca,maluca-beleza,doidona que já vi,li ou imaginei! Oxi!
    No fim,foi muito bom o capítulo e espero ansiosamente os últimos capítulos que seguirão!
    Adieu!
    Moacyr

    ReplyDelete
  7. :D - o.o - T.T <- sequencia de emoções -
    Muito bom o capítulo, poderia dizer até perfeito. Um início muito divertido (ainda mais com a reação da Vivian quando o Stanley caiu), depois surpreendendo a todos com a Dawn tendo um lairon quem diria hein?) e depois a reveleção da Dawn (mesmo todo mundo já sabendo que ela era órfã) mas foi muito triste ela contando, eu mesmo senti o que ela estava sentindo no momento. Bem, continue assim, esperando pelo último capítulo da saga Pérola, que eu espero que seja tão bom como este foi. Fui...

    ReplyDelete
  8. Canas cara, esse capítulo foi muito legal. Gostei da Dawn ter revelado sobre seu passado para o Luke, mas também ele teria que saber isso, já que eles são quase namorados, hehe.

    Uau! A Dawn tem Lairon, Leafeon e Glaceon! Todos são muito legais. Espero que ela comece a gostar deles e deixe o passado para trás. Quero que ela comece a treinar eles mais, se ela treinar ela vai ter um time phoda!

    Esperando ansiosamente para o próximo capítulo! \o/

    ReplyDelete
  9. Yo Canas,

    Cara, só nesse especial você me impressionou de montão. Primeiro, ainda não imagino que Dawn teria uma Leafeon, uma Glaceon e um Lairon, e adivinha, o Leafeon é um dos meus Pokémon preferidos. Então, estou ansioso para sua participação !

    Outra coisa foi a Dawn confiar em Luke e contar seu segredo, acho que foi a cena mais Kawaii da história.

    Haha, a parte da casa de banhos foi a melhor, com toda certeza. Acho que dessa vez a frase : "A curiosidade matou o gato", mostrou seu valor.

    Ansiosa para o próximo capítulo Canas ! E o último da temporada.

    ReplyDelete
  10. Uma coisa que não me sai da cabeça: Lukas e Vivian já tão namorando mesmo? Eles meio que tem jeitos de namorados mas a unica vez que eles citam isso é Vivian com ciumes dele e quando ela diz que eles já são quase casados.
    Queria que a Vivian e o Stan continuassem com eles, adoro esses dois D=
    Espero que eles reencontrem o grupo principal logo!
    Aguardo ansiosamente o próximo capitulo o/

    ReplyDelete
  11. Canas meu parceiro, surpreendeu-me novamente.

    O tal "ecchi com humor" funcionou completamente. Sinceramente, você foi ousado em determinadas partes e isso deixou-me completamente impressionado. Como havia lhe dito, esse capítulo apenas abriu as portas para um futuro especial que envolva da Dawn, deixou-nos curiosos a ponto de imaginar qual foi a desgraça que deixou a pequena boneca de porcelana apaixonada, órfã.

    Não fiquei muito impressionado com os recém-revelados pokémon da Dawn, as Eeveelutions são bastante comuns; eu apenas espero que ambas, Glaceon e Leafeon, tenham uma personalidade um tanto forte e possam dar um grande trabalho, criar muitas intrigas entre os Firetales. O Lairon me pareceu ser bem maduro, ele parece ter uma personalidade protetora assim como o Shieldon.

    Ah, também não posso esquecer de comentar sobre a triste notícia... Por que o Stan e a Vivian vão ficar pra trás? i-i' Os dois estavam tão bem junto com nossos heróis. Só espero vê-los em breve.

    Pois é, espero pelas próximas atrações. Tenho certeza que o fim de ano aqui na Aliança Aventuras promete!

    Boa tarde, rapaz.

    ReplyDelete
  12. Cara, eu estou rindo até agora, é a 2° vez que a Dawn sofre um ataque Hentai, o Stan foi chutado mesmo, e Lucky foi atacado por três super-pokémons :Scizor, Larion e a Titânia.
    Finalmente a Dawn contou seu segredo para um dos protagonistas o Lucky, aposto que agora ele irá respeita-la mais.
    Eu aposto que a Aliança irá bombar nesse fim de ano.
    Bem vou ficando por aqui.
    ASS: João_Victor.

    ReplyDelete
  13. Esqueci de postar isso no comentario acima:
    P.S.: Ei Canas, você lembra do comentario fodástico que eu fiz em Dark Curse? Então, talvez eu faça um para Sinnoh.
    ASS: João_Victor.

    ReplyDelete
  14. Eae João Victor! Rapaz, um daqueles comentários que você fez em Dark Curse seria magnífico! *-* É uma forma deu ter um leitor que revise todo o texto, pois muitos errinhos passam despercebidos de modo que eu nem imaginasse que eles estavam lá. Isso seria bom para Sinnoh porque a todo instante novos leitores podem aparecer, e eu me preocupo muito com a opinião desses novos integrantes. Mas enfim, eu estaria muito ansioso em receber mais um daqueles no episódio final da saga, boa sorte meu caro! Obrigado à todos que continuam comentando e nos acompanhando, estejam preparados, pois o último será o melhor! *-*

    ReplyDelete
  15. Muito bom canas, esse negócio da Dawn ter os pokémons dos pais e eles não obedecerem ela ficou tenso kkkkkkkk quem diria que o Luke tinha juízo? kkkk Meus parabéns ^^, ótimo capítulo.
    Abraço

    ReplyDelete
  16. Yo Canas o/
    Cara que capítulo tocante, começou com comédia-descontração-alegria e terminou com drama-amizade-romance, que versatilidade mano!
    Fiquei muito surpreso com os pokemons que a Dawn possuia.
    Só fiquei com uma dúvida, se ela os tem desdo começo da jornada. Como que a Dawn cuidavada e alimentava estes pokemons herdados dos pais sem que os gêmeos vissem? E os demais pokemons do grupo já os conheciam?
    PARABÉNS CARA O/
    abraço.
    obs: Eu puderia perguntar no xat, mas já que iria comentar resolvi unir o útil ao agradável.

    ReplyDelete
  17. Essa daria uma boa pergunta para o FormSinnoh, não acha? kkkk Olha cara, não sei como responder a primeira, essa é magia do mundo imaginário, agora eu preciso de um tempo pensar numa resposta pra isso asuheauhe Tipo, os outros Pokémons da equipe da Dawn já os conheciam, e estarei explicando isso melhor daqui a alguns Fire Tales. Na verdade, acho que a Dawn costumava deixar esses Pokémons no Box, então ela nem sempre caminhava com eles na equipe, por isso, também não precisava estar alimentado-os sempre.(Serve essa desculpa? Não consegui pensar em nada melhor uaheuhae)

    ReplyDelete
  18. kkkkkkkk Parceiro o/
    Improvisado mas aceitado,realmente seria ótimo no FormSinnoh, hehe. Quero ver o próximo Fire Tales, vai ser um dos melhores da Saga. Confio na sua criatividade mano.
    abraço.

    ReplyDelete
  19. Mais um aviso importante: Como você abriu espaço para mais um especial o 21.5 o de Ano novo, eu não postarei o fodático até que esse capitulo esteja postado, mass pra não perder a tradição, apesar de eu achar que esse especial será o ultimo capitulo a ser postado, eu postarei no ultimo capitulo mesmo.
    Bem é só isso mesmo.
    ASS: João_Victor.
    P.S.: Bem, eu decidi te adiantar um fato que eu notei revisando o fodático da Saga Pérola e o de Dark Curse, que a Saga Perola quebrou um recorde de Dark Curse, não vou citar apesar de ser bem dificil de imagina-lo para quem ainda não o leu, mas sei que você podera adorar.

    ReplyDelete
  20. Canas, meu amigo, eu estou rindo até agora com a cena da Vivian "Tá caindo homem do céu" kkkkkkk, será que não poderia ser mulheres?? Mano, se eu estivesse numa terma e começasse a chover mulheres... rapá... eu faria a festa kkkkkkk (é melhor eu parar com este momento hentai)kkkkk
    Mas vamos falar sobre o que realmente importa!
    O especial ficou muito bom, o toque de comédia junto com o drama final, fez uma receita perfeita! Canas meu velho; você escolheu as ultimas palavras muito bem!
    Parabéns Manolo
    Flw

    ReplyDelete
  21. É impressionante como você consegue fazer fluir as emoções de cada personagem. É uma escrita tão natural que o leitor se sente na história, interagindo de alguma forma com os personagens.

    Como disse o Zekrom Gênesis no primeiro comentário do capítulo, você consegue manter a excelente média de qualidade a cada capítulo. Isso faz com que eu não tenha mais o que falar a respeito da fanfic. Genial! Genial mesmo!

    Agora vou partir para o último capítulo da Saga Pérola. UHUL!

    ReplyDelete
  22. nossa adorei esse episódio foi d+ muito engraçado e emocionante !

    ReplyDelete
  23. "— Aleluia! Tá caindo homem do céu!! — gritou ela — Ah não, é só o Stanley...
    — O-Olá garotas...
    — AAAAAAAAAAH! HENTAI!! — gritou Dawn, chutando o garoto de volta para o outro banheiro — Que saco, por que essas coisas sempre acontecem comigo?!"

    Basicamente, quase tive um treco de tanto rir. Mto bom o especial, o melhor, com certeza!

    ReplyDelete
  24. Me emocionei Canas, esse episódio foi muito tocante. A aparição de Lairon foi boa, mas o segredo de Dawn revelado foi ainda melhor. Amigos são realmente importantes, e são nossa segunda família. Em alguns momentos eu ri, mas o fim me emocionou. Um dos melhores especiais, sem dúvida.

    Até mais õ/

    ReplyDelete
  25. Eu graças a Deus nunca senti a sensação de perder pessoas tão importante quanto meus pais, mas posso imaginar a dor de um filho ao ter que dizer adeus pela última vez às pessoas que lhe colocaram no mundo e que lhe acompanharam desde então, como os melhores e mais fiéis amigos.

    Meu caro Canas, de uma forma bonita de se ler você expressou os sentimentos de Dawn, que até então estava passando tão despercebida na história, mas que agora ganha um maior destaque com a revelação de seu passado. Eu acho que a forma como ela confiou em Luke para ser a primeira pessoa a quem ela revelou a morte de seus pais, é uma prova de que a relação dos dois está cada vez maior e com isto sentimentos começam a fluir, consigo imaginar o futuro...

    Foi um especial muito bem escrito e que apresentou de forma comovente um ótimo enredo, que dá início a uma nova fase de Dawn na fanfic.

    ReplyDelete
  26. Achei legal a dawn revelar o segredo dela.E eu estou rindo até agora com essa cena:

    — Opa, esqueci que você também é fêmea. Agora fudeu tudo.


    kkkkkkkkkkkkkkkkk

    ReplyDelete
  27. Eae Canas! Muito bom o capítulo, ri muito em várias partes, eu nem imaginava que a Dawn tinha pokémons tão fodas assim, finalmente a Dawn revelou seu segredo para Luke, só falto um beijo pra cena ficar perfeita. FLW Canas.

    ReplyDelete
  28. Como amo quando vejo esse .5 no número do cap *-*
    Enfim
    Não basta estar num hotel desses, ainda tem que ser tratado como nobres, adoraria isso <3
    Acho que vou comprar um ursinho e pedir para o Lukas-kun me dar! > Qual seria a graça assim, Vivian? xD
    Glaciallis atrás da cortina lendo, confesso que dei um sorriso ~também gosto de ter uns momentos isolados assim, mas nunca tenho a sorte de me deixarem quieta q
    Lukas e Stan sabem jogar xadrez *o* [admiro quem tem essa característica, estratégia <3]
    Pena que Stan e Vivian terão que ficar para trás D: Mas, com a conexão que têm, com certeza esses grupos voltarão a se encontrar!
    Casa de banho.... Por que algo me diz que isso não dará certo? xD
    Mano, a banheira dá até pra mergulhar 'o'
    Lukas olhou para seu irmão que já tinha um olhar malicioso > O que mesmo eu falei?
    Lukas sempre um cavalheiro puro, continue assim, meu fofo <3
    RINDO COM O STANLEY SENDO JOGADO, POR ARCEUS, O LUKE É DOIDO
    Sorte que o Gyarados do Stan é bonzinho e só jogou ele, outro teria mandado um Hyper Beam aehauehauehaue
    Se bem que, enfrentar a fúria feminina.... Muito pior que enfrentar um Gyarados xD
    ELE AINDA CHAMA A TITÂNIA, AGORA MORRE xDDD
    De onde surgira o Lairon de Dawn? > Realmente o.õ Há pouco foi dito que ela mal saía de Sandgem, será que ela tem outros pokés treinados? *.*
    Me surpreendo que a Dawn não bateu a porta na cara dele xD
    Realmente, a tensão é automática quando aparece um 'Eu posso te perguntar uma coisa?', pode surgir cada pergunta daí...
    mas ela apenas esperava algo mais importante. > MAIS IMPORTANTE QUE POKÉMON? QQQQQQQQ Tá, to de zoa *nem tanto* Cala a boca u-u
    Oh.... Será que ela tem esses pokémons da época em que ainda tinha uma família? [mas confesso que to curiosa a respeito de quais pokés são]
    Luke estragando o momento em que ela consegue encarar seu passado -.-'' [os pontos negativos quase voltaram, sorte que ele percebeu que o assunto era sério]
    GLACEON E LEAFON *OOOOOOOOOOOO* [cabei com o momento, eu sei. mas, mano, Eeveelutions <3 <3 <3]
    Confesso que chorei quando ela conta que perdeu os pais. É tão uma cena minha, ainda por cima uma das mais tocantes que já escrevi, aí minha mente automaticamente a trouxe de volta pra minha lembrança, aí já viu ;-;
    Confesso que chorei com essa cena final toda, e nem consigo fazer um coment decente sobre ela, sorry ;--; [órfãos e amizade mexendo comigo since ever, oe]
    Cara, sério, esse parágrafo final foi simplesmente tudo. Esse especial todo, na verdade. Até porque, ele redimiu muito da má impressão que ainda mantinha do Luke [ele realmente sabe como explorar as fraquezas das pessoas, eu arriscaria dizer - ser um bom amigo é ganhar meu respeito e admiração]
    Abraços da Tsuki ^^/

    ReplyDelete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -