Posted by : CanasOminous Oct 3, 2014

Conhecido tanto como a "Encarnação do Demônio" e "Destruidor Cósmico Universal", Giygas é um alienígena maléfico que representa toda a realidade do horror e da escuridão infinita. Ele é o chefe final do game Mother 1 e consequentemente também retorna em Mother 2, ou EarthBound no ocidente.

A Origem dessa Criatura

Giygas é um alien de aparência bastante semelhante ao Mewtwo. No game Mother (NES) nos é apresentada a sua história: Perto do ano de 1900, uma raça alienígena abduziu um casal humano, que passou a conviver entre eles.

Esse casal acabou adotando um pequeno alien da raça que os abduziu, e seu nome era Giygas. Eles o criaram como um filho, com todo o amor e afeto possível. Durante seu cativeiro entre os aliens, o “pai adotivo” de Giygas, George, passou a estudar o PSI, uma espécie de poder psíquico que era o grande trunfo desta raça alienígena.

Graças a seus estudos, George conseguiu voltar para a Terra, mas sem sua esposa. Isso desagradou os aliens, que ordenaram que Giygas comandasse uma invasão ao planeta. Giygas, dividido entre proteger aqueles que o criaram e obedecer as ordens de seu povo, é obrigado a abandonar sua mãe, Maria, e invadir a Terra.


Utilizando os poderes de sua raça, Giygas foi capaz de prever o futuro e ver sua própria derrota para um garoto da Terra, e decidiu antecipar seu ataque para impedir que a visão se concretizasse.

Durante sua primeira tentativa de invasão, Giygas foi confrontado por um grupo de crianças disposto a salvar o planeta. A batalha parecia perdida, pois Giygas era resistente a qualquer tipo de dano físico ou mágico, nada podia feri-lo de maneira eficaz… Exceto o mais improvável dos ataques: Uma canção de ninar.

Ao usar o comando em que os personagens cantam a música que George e Maria cantavam para Giygas quando este era criança, o alien começa a perder o controle. Por fim, Giygas é derrotado, mas foge da Terra prometendo vingança.

Image by: Evanatt

O Mal em sua Forma

Anos mais tarde, nos eventos do game EarthBound para o SNES, Giygas voltou a invadir a Terra, mas dessa vez, de uma forma diferente…

Durante o período entre os ataques, Giygas acumulou muito poder maligno. Ele acumulou tanta maldade dentro de si que sua própria existência foi destruída no processo. Seu corpo e sua mente foram totalmente apagados, e ele se tornou um ser disforme, de inexplicável aparência. A única forma de mantê-lo “estável” foi inserindo-o dentro de um aparato chamado Devil’s Machine.

Enquanto que no primeiro game da franquia Giygas era uma espécie de alienígena cuja “mãe” humana o ensinou a ter compaixão – o que definitivamente foi crucial para sua derrota nesse episódio – agora adquire tamanho poder a ponto de destruir sua própria consciência e mente, tornando-se não apenas a personificação ou representação do que há de maligno, e sim o próprio mal em si, sem forma definida ou aparência. É o puro “conceito” do mal.

“Por favor, dai-nos forças…
Se possível… Por favor… Alguém… Ajude!”

Quando temos a oportunidade de enfrentar Giygas em sua forma original, sua imagem se multiplica e percorre a tela de maneira totalmente distorcida, e a música se torna uma sinfonia tenebrosa que parece ser uma mistura de música tocada ao contrário com som de estática e outros barulhos indecifráveis e aterrorizantes.

A estratégia contra Giygas é a mesma da batalha final do game anterior, ataques físicos e mágicos surtem pouco efeito, mas dessa vez, a fraqueza de Giygas é outra, ele é fraco contra orações. Ao utilizar o comando pray, seus personagens pedem que lhes seja enviada força para vencer a batalha. Da Terra, suas famílias e amigos enviam suas preces tentando ajudar de alguma forma.

Assim, aos poucos todos os personagens os quais Ness e seus amigos encontraram durante a aventura começam a sentir algo diferente, a ponto de fazer suas preces pelo bem-estar dos heróis naquele momento difícil. As defesas de Giygas se tornam instáveis, e novas transformações dimensionais passam a ser constantes.

Se quiser ter um vislumbre de como é esta psicodélica batalha nos games, dê uma olhada no vídeo abaixo:




Há especulações que dizem que a batalha final de Earthbound é uma viagem no tempo. Giygas é um ser que ainda não nasceu, portanto não tem forma, e os personagens do game estão lutando justamente para impedir seu nascimento e evitar que ele perpetre o mal à que está destinado. Para isso, nossos “heróis” devem percorrer todo o caminho do ventre e abortá-lo da barriga de sua mãe.

Giygas seria incapaz de raciocinar simplesmente por ser um feto, e seu bizarro padrão de ataques seria apenas legítima defesa. Suas frases “…I’m h… a… p… p… y…”, “I fell g… o… o… d…”, “It hurts… it hurts…” seriam alusão à violação do ventre feminino (praticamente um estupro) em que ele está sendo gerado, um dos conceitos que mais alimentaram a imaginação dos fãs e sua famosa creepypasta sobre a "Teoria do Aborto"

Isso quer dizer que nesse game nós estamos jogando com o objetivo de impedir a existência de uma forma de vida que ainda sendo formada? Quem sabe, mas é fato que esta é uma temática bem perturbadora para um RPG que parece tão inocente!

Graças a essa batalha final e discussões bizarras que circulam pela internet, Giygas tornou-se uma lenda no cenário das Creepypastas e lendas urbanas, amplamente divulgadas na internet.

Conclusão

Você pode muito bem ter ouvido falar da história desse épico chefão, mas enfrentá-lo pessoalmente depois de passar cada fase deste game e vê-lo isso com seus próprios olhos, é uma sensação completamente diferente. Desde a quebra da Quarta Parede (ou Fourth Wall), quando os personagens conversam com o jogador, até aqueles momentos finais em que toda a tela fica escura... Poucos chefões conseguiram me levar ao extremo de meu instinto gamer, mas Giygas foi um desses. EarthBound foi lançado em 1995, e ainda o vejo como um dos games mais incríveis já feitos, digno de todo o esforço e tão recompensador quanto, nos levando a sentir parte deste universo. 

Giygas também aparece na primeira colocação em nosso TOP 10 - Chefões Incríveis! Uma batalha inesquecível para quem quer que tenha conseguido chegar até ele, tendo conhecimento de toda sua história.
Depois dessa, que tal matar a saudade do seu Super Nintendo? Quem sabe você não acaba encontrando outro significado obscuramente assustador naquele chefão super difícil, ou na trama de um jogo que antigamente lhe parecia tão inocente? 

Saiba mais sobre a Creepypasta Original aqui: Recanto do Dragão.
Fonte: Earthbound Wiki e Arkade

{ 5 comments... read them below or Comment }

  1. Que horror cara, sai dessa vida! Com o mal não se brinca e nem se mexe! Você precisa de mais Deus no coração X-X

    ReplyDelete
    Replies
    1. Giygas é só um personagem de jogo cara kkkkkkkkkkkk Ele faz parte de uma creepypasta famosa da internet, cada um pode levar essa história ao pé da letra da forma que quiser, creepypastas são feitas para assustar, tem gente que o vê simplesmente como um monte de pixels borrados na tela. Cada um o interpreta como quiser. Minha visão sobre ele é como desenvolvedor, criador e escritor; acho o Giygas um personagem incrível no quesito aparência e história, um vilão digno de finais de jogo. Apenas isso. Não estou fazendo nenhuma brincadeira do copo aqui pra trazer ele de volta kkkkkkkkkkkkk

      Delete
  2. O garoto aí ta certo Canas, com o mal não tem nada de incrível. É isso que o maligno quer que a gente ache. Se guarde, companheiro.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Não há um número de "K's" possíveis
      Que possam representar o quanto eu estou rindo

      Delete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -