Posted by : CanasOminous Mar 22, 2013

Acredite. Deseje. Viva.

          Como se recupera o ritmo antigo depois de tanto tempo?
Era um dos pensamentos que não conseguiam sair da cabeça de Luke em meio àquela tempestade de neve que se formava na janela. O jovem assistia a grandiosa obra da natureza conforme flocos límpidos e brilhantes caiam, era como uma chuva de prata ornamentada em detalhes de diamantes reluzentes tão pouco evidenciados naquela área da região. Antigamente era algo tão simples ao seu ver, e agora parecia tornar-se a obra mais fabulosa do universo. A diferença é que Luke havia aprendido a reparar.
O garoto sentia seu hálito quente embaçar as janelas de vidro enquanto afagava suas próprias mãos na tentativa de esquentar-se em uma fogueira ali perto.
Fazia dois meses desde que os Irmãos Wallers se envolveram no incidente da Ilha de Ferro seguido do desastre no topo do Mt. Coronet. Algumas semanas no hospital foram necessárias, e depois um almoço inegável na casa dos pais serviu como forma de preparo para o que estava por vir.
E o que exatamente estava por vir?
Luke não sabia. Parecia que tudo tinha finalmente acabado com aquela história de Pokémons Lendários, sequestros e facções criminosas. Parecia que uma parte sua tinha morrido com aquilo, e ele jamais iria se recuperar. Nunca esteve tão feliz de estar no aconchego de sua casa, nos braços da mãe e na poltrona aconchegante do pai; mas então algo em seu íntimo chamou-o mais uma vez, não permitindo que ele desistisse: Vamos lá, Luke. Falta pouco para conseguir tudo que você mais sonhou, não vai parar agora mesmo, não é?
Mas eu já tenho tudo que quero. — pensou ele em resposta. — Tenho meu irmão, uma família que me apoia. Tenho a Dawn e amigos que sempre se importam comigo. Por que eu sinto que ainda está faltando algo?


Ele estava começando a cansar-se de tudo aquilo. Das longas batalhas, das vitórias conquistadas no caminho... No fundo ele sabia que tinha a resposta para aquela pergunta inicial. Como ele recuperaria o ritmo antigo? A resposta é que ele jamais recuperaria.
Luke era uma nova pessoa, a todo instante sentia-se diferente. Seu irmão havia melhorado como nunca, e até mesmo Dawn se mostrara mais carinhosa, íntima e próxima. Ele nunca mais seria o mesmo, e sabia que aquele era o marco de que grandes revelações estavam por vir. Era o início de um novo tempo para si e seus companheiros, a reta final daquela longa rota e de final indefinido. Estava decidido a seguir seus objetivos, e agora, como uma nova pessoa.
— Luke, você acordou?
O moreno virou o rosto ao ver que Dawn estava ao seu lado com um cobertor em mãos. Aparentemente ela vira o garoto tremer durante a noite e fora até a recepção buscar um cobertor para esquentá-lo. Os jovens estavam em uma pousada da cidade de Snowpoin. Fazia um frio intenso e todos os quartos do Centro Pokémon da cidade já estavam reservados, até mesmo os hotéis estavam cheios devido a alta temporada. Um quarto próximo só seria disponibilizado após a meia noite, o que explicava o motivo da longa paciência dos jovens naquele saguão.
Logo seria madrugada, a virada da manhã. A lareira brilhava com suas chamas suntuosas que erguiam-se até o teto e desapareciam na chaminé de pedras. A madeira nobre enfeitava as paredes e mesas para diminuir a sensação térmica do frio, mas naquele instante Luke nem se dera conta disso. Estava muito bem acomodado ali, e ao ver Dawn segurar o cobertor em sua mão não deixou de sentir um enorme aconchego em seu coração.
— Poxa, não precisava, eu já estava quase de saída... — disse Luke com um sorriso sem graça no rosto. — Venha cá, deixe-me esquentá-la então. Você foi atenciosa comigo, deixe-me cuidar de você da mesma maneira.
Luke esticou a mão e pediu para que sua amiga sentasse ao seu lado. Ergueu o cobertor e com braços fortes contornou-a para que os dois ficassem protegidos do frio no conforto quente de suas peles e rostos. Dawn virou-se para o jovem num sorriso, encostando a cabeça de leve em seu ombro.
— Só mais alguns minutos, eles logo liberam o quarto...
— Não tem problema, posso esperar o tempo que for com vocês.
Luke levou o braço até tocar na mão vazia da garota. Dawn não se mexeu, apenas abriu-a até que seus dedos se entrelaçassem como numa promessa de jamais abandonar um ao outro. Dawn foi virando seu rosto até ficar próximo ao do moreno, e num ato leve selou um beijo terno e gentil em seus lábios. Ela relaxou ao aninhar-se.
— Você está cansada, não quer dormir um pouco? — perguntou Luke.
— Não, não... Estou apenas um pouco entediada, mas aposto que quando chegarmos ao quarto logo o sono passa...
— O Lukas está resolvendo algumas coisas com os Pokémons dele, e fazendo seus últimos preparos para a apresentação de amanhã.
— E como está demorando, não?
— Verdade. Então vamos dar uma volta, aproveitar esse tempo a sós, o que acha? Podemos sair, e voltamos antes de chamarem nossos nomes.
Dawn olhou para o companheiro e sorriu.
— Posso considerar isso como um convite para um encontro?
— Eu pensei que já estivéssemos juntos — ele respondeu, antes de dar outro selinho e levantar-se para deixar o centro.
— Ah, é que eu gosto de ter certeza, para saber se não estou sonhando...

Snowpoint City era a cidade gélida mais famosa da região. Com um clima temperado muito comum de regiões altas, localizava-se em uma das cidades mais distantes e afastadas de Sinnoh. Recebia visitantes de todo o mundo que buscavam um pouco de conforto, tinham a neve e o frio como seus maiores parceiros. Quem conhecera um velho Luke arrogante e precipitado, se observasse aquela cena realmente teria o que comentar. Luke segurava em uma das mãos de Dawn, balançando-as num movimento suave como dois parceiros apaixonados, perdidos em seus próprios pensamentos. Se aqueles dois haviam firmado alguma relação, então tudo fora feito no maior sigilo possível, mas, certamente, depois de tudo que acontecera todos daquela família passaram a dar mais valor às pequenas coisas a sua volta.
A neve fofa deixava pegadas para trás, que mais tarde eram cobertas pelos floquinhos brancos que caíam lentamente dos céus. Luke apontou para um parque de diversões, daqueles com gangorras e escorregadores para crianças. Era óbvio que estaria vazio àquela hora da noite, mas também não haveria ninguém que os repreendessem por brincar nos brinquedos.



Dawn segurou a mão de seu companheiro e correu antes mesmo que ele tomasse alguma atitude. Os dois foram para o balanço, sentarem-se e ficaram ali conversando por alguns minutos desejando que o tempo passasse mais devagar.
— Você deve ser louco para querer sair com um tempo desses — disse a moça.
— E você também por querer sair com um cara como eu. — Luke respondeu com uma risada, o que a fez corar levemente embaixo de seu cachecol.
— Ora, eu estive de olho em você por tanto tempo... Não é depois de algumas coisas ruins que eu deixaria de prestar atenção. No fim das contas, todos os desafios só fortaleceu essa paixão. Mas finalmente capturei seu coração, há!
— Não, não. Meu coração ainda está aqui, inteiro. E eu não vou deixar ninguém levá-lo embora, não tão cedo. Tenho a impressão de que terminarei sozinho afinal de contas — brincou Luke, caindo na risada novamente enquanto pegava impacto no balanço e ia mais longe.
Dawn não gostou muito do que ouviu, ela colocou o pé e o enroscou de tal maneira que o banco fosse para frente e o jovem caísse para trás de cara na neve. Doía mais do que ele esperava, mas quando virou viu que a garota ria de seu tombo. Luke a segurou pela bota e a jogou no chão também, o que a fez gritar.
— Arceus! Como está frio!! — disse Dawn ao tocar na neve.
— Rápido, rápido! Isso é obra do Rei Gelado que está atrás de nós com um exército de milhares de Pokémons de gelo! Venha, princesa, antes que ele nos encontre!
— Você está assistindo muito Hora da Aventura, Luke... Mas vou querer entrar no clima! E se ele tentar me capturar, meu cavaleiro? O que faremos?
— Eu irei até os confins do mundo para resgatá-la, minha princesa. E olha que posso fazer isso de novo, você sabe.
Luke segurou no braço da moça que agora ria enquanto os dois corriam para debaixo do escorregador que formava uma espécie de cabana como proteção. O casal foi ali para baixo, rindo e brincando como crianças que têm a permissão de passar da hora de dormir até quando quisessem.
Os dois pararam, e suas respirações ficaram pesadas. Seus olhares se encontraram e por um momento foi como se trocassem os mesmos desejos. A verdade é que eles não eram mais crianças, e sentiam o mesmo sentimento de atração um pelo outro. Luke foi até a moça e envolveu seu rosto com o braço enquanto a beijava, Dawn sentiu tudo a sua volta esquentar e suas bochechas corarem de paixão.
As pernas da moça tremiam, ela ergueu sua perna e a entrelaçou na de Luke para que não viesse a cair. As mãos do jovem iam cada vez mais longe enquanto Dawn gemia baixinho e sentiu uma mistura de calor e frio consumirem seu corpo por completo. Dawn escorregou sua mão até os lábios do rapaz e pediu que ele parasse.
— Eu deveria ter dado uma olhada no tempo, parece que vai piorar. — Sussurrou ela bem baixinho, abotoando o blusão novamente e lançando um olhar tentador para o companheiro antes de partir. — Terminamos isso daqui a pouco. Não se esqueça, você ainda é meu.

Os dois se ajeitaram e tiraram a neve do corpo, correndo de volta para a pousada com as bochechas coradas e com um desejo insaciável em suas mentes.
Assim que eles passaram pela porta a balconista chamou por dois nomes, e em uma pontualidade incrível eram os seus. Dawn correu para a recepção e prontificou-se, a mulher disse que já era a quinta vez que o chamavam e por pouco não cancelaram o aluguel. Talvez não tivessem sido tão pontuais assim, mas pelo menos ainda tinham o quarto.
Luke pegou as malas da moça e de seu irmão, levando-as para cima. Dawn ainda estava ofegante, e hora ou outra trocava um olhar sedutor com seu parceiro. Luke abriu a porta e jogou as malas ali dentro, os dois examinaram o quarto com velocidade e viram que o alto preço valera pena. Walter havia emprestado alguns trocados para que os filhos não passassem mais dificuldades nas grandes cidades, e agora por sorte tinham conseguido um dos quartos mais belos para jovens. Havia uma cozinha interna, e além do banheiro havia até mesmo uma jacuzzi acoplada ao quarto. Dawn ficou encantada com tudo aquilo.
— Minha nossa, como esse lugar é lindo!
— Até eu estou meio impressionado — admitiu Luke. — Lembro quando o Riley falou desse lugar há muito tempo, e estou certo de que valeu a pena esperar. Eu não lembrava que era tão bonito.
Dawn levou sua mala até um armário, mas estava disposta a guardar as coisas mais tarde. Foi para a cozinha preparar um pouco de chocolate quente enquanto Luke tentava ligar a fogueira da sala. A moça preparou um achocolatado e depois se apoiou no balcão, olhando para o rapaz que ocasionalmente trocava olhares com ela.
— Eu vou me trocar, você fica de olho no chocolate quente?
— Pode deixar.
Dawn entrou no quarto e Luke continuou ali. Ao terminar de ligar a fogueira ficou observando o fogo como se estivesse hipnotizado. Era tão quente e atrativo que dava vontade de tocá-lo. O rapaz buscou uma caixa de sua mochila e deixou-a em cima da mesa, com seis pokébolas em cima. Enfileirou-as como se fosse um pódio, dando o devido descanso merecido para seus Pokémons que já o acompanhavam há tanto tempo.
Ele e sua equipe seguiram com pesados treinos desde então, Luke sabia que não podia vacilar dali em diante. Precisava treinar mais para enfrentar o ginásio de Snowpoint, e principalmente quando seguisse para Sunyshore, sua cidade natal, e enfrentar o último de todos.

Depois de um tempo ele desligou o fogão como Dawn dissera, pegou o chocolate fornecido pela pousada que era uma das especiarias da região, e colocou-o para derreter conforme o gosto que mais o agradassem. Inclusive decorou o topo com um pouco de chantilly e acendeu uma vela romântica. Era impossível não derreter-se por aquela cena maravilhosa.
Luke esperou por um tempo, olhando tudo a sua volta com olhos curiosos. Depois foi em direção dos quartos e deparou-se com Dawn virada de costas, abotoando o sutiã preto e despida de todas aquelas roupas de frio que escondiam as curvas tão suaves de mulher. Luke permaneceu a observá-la, sem sequer se dar no dever de ficar envergonhado.
Dawn virou-se ao notar e permaneceu séria por um momento. Depois soltou um leve sorriso e virou o rosto.
— Luke, eu estou me trocando... — disse ela bem baixinho, até que sua voz desaparecesse de maneira envergonhada, mas não menos amorosa.
O rapaz riu da mesma maneia, virando-se para a outra direção e disfarçando.
— Foi mal, é que estava frio.
De repente, ele sentiu que sua visão se escureceu e algo quente o envolvera.
— Assim está melhor? — perguntou a voz de Dawn.
— Está sim, mas, o que você fez?
Dawn retirou suas mãos dos olhos do rapaz que virou-se e deparou com o rosto da amiga, vestindo apenas seu sutiã preto e uma calça moletom confortável. Luke sorriu, não demonstrando vergonha ou indignação. Era um sorriso carinhoso e gracioso, compartilhado com os olhos de menina que demonstravam paixão e sedução. Dawn entrelaçou suas mãos na dele mais uma vez e perguntou:
— Melhorou? Ainda está com frio?
— Não. Acho que nós deveríamos entrar debaixo de seu cobertor e ficar por lá, já que estamos com frio. — disse Luke, lançando um rápido olhar para a cama.
Dawn abaixou o rosto um pouco pensativa.
— E o nosso chocolate?
— Acho que o chocolate vai ficar para depois.



E logo Dawn o abraçou, beijando-o com intensidade mais uma vez. Luke fechou a porta e não teve nem tempo de trancá-la. As luzes estavam apagadas, e o silêncio dominava todos os corredores com uma suavidade prazerosa de uma noite tão perfeita quanto aquela. Luke retirou o blusão e deitou-se com a moça a beijá-la naquela temperatura tão acolhedora.
Conforme os dois se beijavam de maneira apaixonada, Luke percebeu que era ela, era ela a pessoa que estava ao seu lado tanto tempo e que ele realmente amava. Não sabia ao certo diferenciar o que era uma paixão do amor verdadeiro, mas aprendera com sua vida que jamais devia desperdiçar os momentos ao lado de quem realmente gostava. Eram aqueles pequenos atos que tornavam tudo mais próximo e íntimo.
Os dois trocaram carícias e amassos que teriam durado a noite toda. Dawn se enrolava nos cobertores e abraçava os travesseiros da pousada com força, suas pernas tremiam e seus lábios pediam que fossem preenchidos por um beijo do rapaz mais uma vez. De repente, a luz foi acesa e os dois olharam imediatamente para a porta. Lukas apagou a luz no mesmo instante e virou-se de maneira acanhada.
Luke gritou:
— Pivete!!
— Foi mal, foi mal! Falha minha. Eu não tinha certeza que vocês já tinham chegado, vi a fogueira ligada e achei estranho a porta estar aberta, então...
— Então você tinha que entrar justamente no quarto, né? — respondeu Luke com uma risada, coçando a cabeça e colocando o blusão envolta do corpo. Dawn continuou sentada com os olhos arregalados e os cobertores a esconder seu busto.
Lukas riu do outro lado.
— Ah, não é minha culpa se vocês escolhem fazer isso bem aqui... Admito que não foi ideia minha abrir a porta. Tinha alguém que estava muito curiosa...
— E quem te mandou fazer isso? A mamãe? — disse Luke com uma risada debochada, indo em sua direção.
— Mais ou menos.
Luke saiu do quarto e foi para a sala onde deparou-se com uma linda mulher de cabelos róseos sentada em frente a fogueira, aquecendo-se do frio lá de fora. Era Paula, seus cabelos longos estavam lindos numa altura razoável, e seu rosto continuava tão angelical quanto na primeira vez. A moça levantou-se, parando do lado dos jovens e revelando a grande diferença na altura entre os três.
— Humanos são realmente criaturas fascinantes — disse Paula, cruzando os braços. — Crianças deveriam estar dormindo a essa hora, não? 
— Eu digo o mesmo — respondeu Luke. — Que tipo de treino é esse que se estende até depois das duas da manhã? Acho que vocês estavam treinando de outra maneira...
— Desculpa, é que para onde fomos não tem como manter controle do tempo, sabe? Eu fiquei meio perdido nesse sentido, e quanto olhei já era tarde assim — respondeu Lukas.
— Eu assumo a responsabilidade — apressou-se Paula. — Fomos dar uma volta no universo, eu quis mostrar uma de minhas estrelas preferidas e dei a chance dele assistir uma das supernovas mais belas já previstas.
— Foi um passeio incrível! — acrescentou Lukas animado.
— Como eu adoro a primeira namorada estranha do meu irmão, ou então as extraterrestres que o levam para dar uma voltinha em Júpiter. Não tem espaço para mais um na sua nave espacial, não? — brincou Luke.
— Se você pedir para o irmão dela te levar... O Dialga ficaria feliz em receber um amiguinho.
— Deixa quieto, estou bem aqui na terra — apressou-se Luke com uma risada.


Dawn levantou-se da cama com o cobertor ainda em volta de seu corpo, ela fez um aceno para Paula e cumprimentou Lukas com um beijo no rosto. Ela e Luke já estavam começando a acostumar-se com a estranha namorada do jovem, e nos últimos dias todos eles acabaram por tornar-se bem próximos, conversando até tarde e contando histórias de estrelas que foram e as que estavam por nascer.
Lukas abriu a janela da varanda e sorriu ao saber que a tempestade havia passado. Infelizmente o céu continuava escuro, e a confraternização de estrelas que ele tanto adorava ver Paula fazer teria que ficar para depois. O chocolate quente já estava frio em cima do balcão, mas Dawn aproveitou para esquentá-lo e preparar mais duas xícaras para eles. Lukas apoiou-se na parede e chamou o irmão:
— Amanhã irei apresentar-me, vou competir por minha quarta fita.
— Isso é bom, cara. Quero ser o primeiro a estar lá para te dar o devido apoio.
— Eu também espero assistir o espetáculo — comentou Paula. — É a primeira vez que terei a oportunidade de ver uma apresentação de Pokémons. Se eles realmente tiverem essa reputação que tanto falam, seu brilho alcançou até mesmo as galáxias!
— São lindas, você não vai arrepender-se! — garantiu Dawn.
A moça de cabelos róseos agradeceu a recepção dos jovens, e deliciou-se com o chocolate dos humanos. De fato há muito tempo ela não sentia aquela sensação, o coração acelerado envolto por cores e promessas de algo maior. Paula tivera medo de apaixonar-se novamente, mas ao ver Lukas em sua solidão toda sua dúvida se foi de alguma maneira.
Paula aproximou-se um passo do garoto e tocou sua cabeça, encostando-a em seus seios e afagando-o de maneira gentil. Lukas fechou os olhos sentindo que a viagem universal o esgotara e o sono o dominara perante tantas belezas incomparáveis.
— Eu te amei por mil anos, — disse a guardiã do espaço — e te amarei por mais mil.
Dawn olhou a sua volta e comentou:
— Você não quer ficar conosco essa noite, Paula? Amanhã podemos ir à apresentação do Lukas juntos.
— Receio que eu não possa, querida. Tenho uma reunião no grande conselho lendário dentro de algumas horas, e não poderei ficar até o final. Porém, vou colocá-los para dormir antes de ir.
Luke foi até o quarto, onde deitou-se e ligou a televisão deixando-a no volume mais baixo possível, somente para ver a claridade da tela e enxergar o rosto de seus amigos. Dawn confortou-se ao seu lado, aquecendo-se debaixo do cobertor e abraçando-o conforme sentia que o sono também chegava. Paula entrou, deixando Lukas deitado ao lado do irmão na cama e sentando-se enquanto acariciava seu rosto.
A mulher encarou o vazio por um longo tempo, começando a cantar uma música em voz baixa com seu timbre melodioso e divinal.
 O tempo fica parado, há beleza em tudo que ela é. Terei coragem, não deixarei nada levar embora o que está na minha frente. Cada suspiro, cada momento trouxe a isso... ♫
Paula parou de sussurrar, olhando para Luke ao seu lado que era o único que continuava de olhos abertos.  Parecia que os outros estavam quase adormecidos. A moça sorriu, apoiou a cabeça no encosto da cama e falou:
— Vocês são pessoas diferentes desde quando os conheci. Não digo que pioraram ou tornaram-se melhores, mas tornaram-se novas pessoas.
— Sim, nós mudamos bastante com as coisas que aconteceram nos últimos tempos... — disse Luke.
— E é isso que me fascina em vocês, humanos. Mesmo depois de incontáveis milênios, gerações, décadas, anos, meses, horas e segundos... Vocês continuam me surpreendendo — respondeu Paula num gesto gentil, depositando a cabeça de Lukas em um travesseiro e se levantando. — Boa noite, queridos. Nos veremos antes que puderem desejar.
Paula saiu dali, indo até a janela da varanda e abrindo-a suavemente para não acordar Lukas ou Dawn. A moça olhou para trás, e depois subiu no corrimão com uma leveza incomparável. Começou a caminhar, e seus pés flutuaram na imensidão escura até desaparecer como um espírito do amor que os visitava todas as noites quando se sentiam sozinhos.
Lukas abriu seus olhos lentamente, murmurando com a voz baixa e contemplativa.
— Eu não sei o que sinto aqui dentro, ou quando ela poderá voltar para me ver. Fico na espreita todas as noites na esperança de abraçá-la forte mais uma vez.
— Creio que os pais sintam o mesmo por todos os filhos que um dia precisam sair de casa. — Comentou Luke pensativo. — Inclusive os nossos, mas é inevitável, todos precisamos crescer e seguir nossos próprios passos. É a vida. Estou louco para terminar tudo isso e mostrar para o mundo que basta desejar algo para alcançá-lo. Basta desejar de todo o coração e lutar para isso...
Lukas sibilou um sorriso sonolento.
— Então vamos nessa.
Luke assentiu, espreguiçando-se ao apoiar os braços atrás do travesseiro e tentar adormecer.
— Rumo à reta final.

      

{ 22 comments... read them below or Comment }

  1. Mas tinha jeito melhor pra começar? kkk!
    Então, depois de tanto tempo, it starts.
    Começou, assim, com uma temperatura elevada! kkk! Tenho que afirmar que gostei do crescimento da fic nesse tempo (sim, estou velho. Fico triste sempre que lembro que a "Garota Enderman" me chamou de velho aqui em um comentário. sim, isso é mto triste! kkk), o conteúdo subiu de classificação etária. For example, a Dawn passou a uma menina que queima miojo pra uma namorada um tanto quanto "caliente"! kkkk! Cresceu, e como nesse meio tempo eu cresci também, me agradou! kkk!
    Sim, o Lukas é o clássico "empata-foda", if you know what I mean. Sim, ele também tem a namorada que é a mais fodona do universo (e agora percebo que ela é a deusa do universo, o que justifica o comentário anterior! kkk). Agora só nos resta esperar semana que vem pra ver o Contest! Ai, que saudade deles! kkk! Tem muito tempo que não voltamos à realidade de "ganhar insignias e fitas", mas também né, ó o tanto de coisa que apareceu no meio! kkk!
    Agora, também só nos resta esperar sexta ue vem, pois o ritmo voltou! E ainda quero meus três capítulos em um final de semana! kkk (sim, sou chato por estar pedindo isso por três temporadas! kkk)
    Agora vou me ir.
    Adieu,
    Waiting for next Friday,
    Moacyr

    ReplyDelete
  2. Y.Y a minha única tristeza hj foi não ter visto esse capítulo mais cedo, assim eu poderia estar emocionada a mais tempo. Sério, apesar de eu não gostar muito do casal LukexDawn, e achar a Paula mais pra uma segunda mãe do que pra namorada do Lukas u.u (#vivianxlukas4ever ou em segunda opção a Marley u.u) , achei este capítulo O MAIS romântico, e muito kawaaaaaaaaiiii!! Algum dia vou viajar para algum lugar nevado para poder ter essas sensações que tive na minha mente e que foram transmitidas pela história, assim que eu achar o meu par perfeito e que consiga me aturar u.u.
    Continuando, Luke e Dawn estavam muito sapequinhas hj (neste capítulo) kkkkkkkkkkkk esses jovens de hj em dia, vou te contar viu u.u" (a outra aqui falando sendo q é uma kkkkkkkkkkkkk).
    Bem Canas, hj to sem inspiration u.u entao meu comment fica por aqui. Ultimamente minha mente secou (deve ter sido a troca de estação u.u). Mas assim que eu melhorar eu vou bombar nos comentários e nas ideias de support (ate hj to tentando pensar em um novo mas minhas ideias sumiram, agr só me resta pensar em um novo episodio para o doctor knife kkkkkkkkk. Bem, ate a próxima Canas, fuii!!!

    ReplyDelete
  3. Diga ae, Grande Moa. É companheiro, acho que estamos ficando velhos mesmo, só se liga na nova geração achando que somos os tiozões do pedaço kk Mas que foi engraçado, isso foi. Ahh cara, é tão esquisito ver esse conteúdo acentuado, as novas ideias, os romances... Estou voltando para o começo de maneira diferente. Contests e Insígnias logo estão de volta, de fato, acho que ficamos cerca de 25 episódios sem tocar no assunto de competições! Tanto que agora logo no próximo capítulo dessa temporada o Lukas já estará de volta com as apresentações. É a realidade do Mundo Pokémon cara, tudo foi tão conturbado nos últimos tempos que nós até achamos esquisito voltar para a época de "ser feliz e realizar seus sonhos". No fim das contas ser feliz e realizar nossos sonhos ainda é o que sempre buscamos.

    Neve é tão... tão... tão... kawaii~ kkkkk Não vou dizer que essa experiência rolou comigo porque seria uma mentira do caramba (ainda sou forever alone, hurr) mas o fato é que no fundo sempre desejamos que algo assim aconteça. Vamos lá, o Luke sempre foi desse jeito, e a Dawn também, mas antes um não conseguia aceitar o outro. Blergh, é esquistão ver seus dois protagonistas de namorada, e você mesmo continua solteiro. É foda, é foda... kkk Mas o que você mencionou faz sentido, Laísa. Há diversas visões e ideias para casais, seja a Vivian, a Marley, ou o Luke solitário (prefiro ele solitário) mas no geral um pouquinho de romance sempre é bem vindo! Só para dar uma variada kkkkkkkk

    Acho que é a época de provas chegando, isso deixa nossa inspiração meio aérea, fica difícil concentrar os pensamentos... Bem, eu também devo dizer que tenho várias ideias de Support, e as suas sempre são bem vindas! Espero postar logo suas sugestões, espero que aprove o resultado. Ahhhh, e Moa, eu não sabia o que era "empata-foda" cara kkkkk Sou muito inútil por isso? Pois bem, agora sei e irei acrescentar ao meu vocabulário, sempre é bom aprender coisas novas kkkkk Mano, mano, mano... Eu estou postando quase todos os dias da semana, isso não serve?? kkk Postar dois ou três capítulos ainda é uma missão impossível para mim, mas já virou parte da rotina você pedir kk Quem sabe uma hora o desejo se realiza? -sqn kkkkkk Valeu pelos comentários ae galera, see ya!

    ReplyDelete
  4. Canas achei tudo tão magnifico que não encontro palavras para deixar meu comentário relativamente grande como queria.
    Mas bem... Pensei que não teria está sexta então demorei um pouco a entrar e a ler o capítulo. Luke e Dawn, em fim Arceus! Já não via a hora deles ficarem juntos. Lukas ira competir no capítulo que vem?! Já faz tempo que não leio um contest.
    OOOOHHHH!!! Quero ver logo as novas aparências deles, que realmente devem estar retratando-os não como seus artbooks que tem a aparência de meninos de 10 anos. Pergunta: Tem previsão para mostra-las desenhadas, coloridas... perfeitas?!
    Achei tão OWNT os longos momentos de DaKe (Dawn e Luke). Tudo estava simplesmente perfeita. Me senti tão calma, em meio a minha agitação, ao ler o capítulo...
    Bom acho que é isso. Até próxima Sexta?
    Até mais Canas!

    ReplyDelete
  5. Oi, Angel! Ahh, isso é tão fofo, devo dizer que um de meus intuitos com esse capítulo era transmitir exatamente essa sensação, a calmaria, a neve caindo, meio que nossa fuga da realidade por alguns minutos para experimentar algo diferente... Eu queria mesmo era postá-lo hoje de noitão, mas aí eu não estaria aqui para responder comentários, então preferi postar mais cedo. Mas ainda assim, ler esse episódio no friozinho da noite deixa tudo ainda mais perfeito!

    Já passou da hora de dispensar as artes originais dos personagns dos jogos. Como você mesmo disse, lá eles parecem garotos de dez anos! Eu não quero o Lucas e a Dawn, eu quero o Lukas Wallers e a Dawn Manson. Criar meus próprios personagens é um dos momentos que mais aguardei aqui no site. Acredito que eu vá atualizar as páginas no sábado ou domingo. Então, vocês poderão começar a conferir um remake de muitos outros personagens, desde os Fire Tales até rivais! Sinnoh é a Sinnoh, esse é o nosso universo.

    DaKe é bacana, parece nome de shipping mesmo kk Acho tão engraçado quando os leitores começam a montar suas próprias teorias, ficarem bravos com casais errados e se apaixonarem por outros que acontecem! Isso torna a história ainda mais viva, e me deixa com uma vontade incrível de escrever. Todas as sextas feiras estamos aí, preciso correr com os capítulos, mas nesse nível de empolgação não duvido que logo eu tenha mais um bocado deles em mãos mais depressa do que imaginamos kk Obrigado pelo comment querida, até a próxima! (:

    ReplyDelete
  6. Cara, depois de um interlúdio fantástico, um capítulo fantástico! Eu já disse a você o quanto estou empolgado com essa nova Saga, não é? Rapaz, você está me provocando, eu sinto isso!

    Eu não acompanhei muito as sagas de Sinnoh no anime (na verdade não acompanhei quase nada), mas enfrentei a Candice no Pokémon Diamond, e digo que ela é uma oponente formidável (falarei do Volkner quando a história chegar a Sunnyshore). Não se engane com a neve de Snowpoint e com os Pokémons de gelo dela. A mina é quente, tá ligado?

    O amor proibido... Cara, pra quem parecia que ia ficar sozinho pro resto da vida, o Lukas arrumou uma baita de uma mulher (?), hein? Ainda bem que esta não foi a última visita dela. Depois do fim daquela Saga Diamante fiquei com a impressão de que ela quase não seria mais vista no decorrer da história.

    Cara, ficou um ótimo capítulo. Depois de tantas batalhas, tanta luta, você decidiu começar as coisas de maneira mais calma nessa nova temporada. Deu mais ênfase ao romance depois de toda aquela ação e explosões e lutas e guerra e... É. Não fique bravo comigo por esse comentário confuso, mas estou realmente sem palavras para descrever o que li aqui hoje. Mas que venha um excelente Contest para o Lukas conquistar sua quarta fita. Eu sei que você costuma dizer que os Contests não são o seu forte, mas até agora só vi boas apresentações por aqui. Então meu amigo, espero que me surpreenda de novo! Quero brilho, luzes, espetáculo! Paixão, arte, magnificência! Ou eu vou ter que chamar o Jean? Acho que você não quer isso, hehehe. (Jean, se estiver lendo isso, abençoa o Canas para ele fazer bonito, viu?)

    Parabéns aí Canas! Mais um ótimo capítulo! Nos vemos na semana que vem!

    ReplyDelete
  7. Que capitulo +ou-, hein Canas?

    Tudo estava perfeito, clima aconchegante, Dawn e Luke trocando carinhos, muito romântico.Mais ai aparece a Wobbuffet da Paula e estraga todo o capitulo(#vivianxlukas4ever, é isso ai Laísa).Me recuso a aceitar a presença dela fanfiction, ela tem um universo todo pra ela fazer o que quiser, ela tem que vim para na vida do Lukinhas?

    Meus Deus já deve fazer mais de 6 meses que não temos Contest, eu pensava que o Lukas tinha largado de ser coordenador(Vivian e Marley já devem ter passado na frente dele).E pra compensar, merecemos a melhor apresentação de contest de todos os tempos(SBT?).

    E essa batalha de ginasio?Vai abalar toda a Sinnoh(o Haos não deve ta se aguentando), aqueles lindos pokemons de gelo batalhando é colirio para meus olhos e estou curioso para ver o resultado do treinamento da equipe do Luke.(tenho algumas previsões sobre o destino da Glaciallis)

    Dawn filhinha vamos mostrar ai quem é, com o Atros na equipe concerteza vocÊ vai ter maior destaque e ganhar um Omascar solo.

    Sinnoh de volta a estrada!Estou tão receoso pela reta final, mas já que ela erá que vim um momento que fique marcada na hist´roia.Neste ultimo ano de AES quero chorar, me meocionar, sorrir,ficar com raiva(principalmente da Wobbuffet) porque é o melhor jeito de se aproveiar essa magnifica história que ja consquistou o coração de todos.

    ReplyDelete
  8. Diga ae, galera. Sempre curti o contexto de amor proibido Shadow, vou tentando trabalhar com as ideias que me vêm em mente e surpreendendo com o inesperado. Aposto que muitos pensaram que Snwopoint só iria dar as caras lá para Junho, e olhe só, mal começamos e já estamos na cidade! Tenho meus trunfos para a Candice, para o Contest e para a Batalha de Ginásio. Só espero que o pessoal não comece a comparar: Ah, o ginásio do Byron foi melhor ou a apresentação de Hearthome era mais legal. Mano, uma nova temporada significa uma nova história, então é óbvio que não vou mandar minhas melhores cartadas logo de cara! kkkkkkk Admito que tenho alguns planos bem legais, mas não tem como bater de frente a Saga Diamante. Pelo menos, não tão cedo.

    Rapaz, olha que que para te deixar sem palavras é porque o negócio foi bom. Fico feliz que esteja aprovando cara, diferentemente da Saga Diamante que já começou explodindo dessa vez vamos começar no frio e depois aquecer. Pode deixar que vou dar meu melhor para surpreender no Contest da quarta fita. Na realidade eu fiz uma pequena homenagem ao próprio Jean nesse episódio, porém, aconteceram algumas tretas outro dia e digamos que nós não estamos em nosso melhor momento. Não sei nem dizer se ele chegará a ver, mas se o cara prestar atenção ele vai conseguir entender a homenagem. Mesmo sendo pequena ainda assim é o pedaço dele que ficou na Aliança, as lembranças de um grande coordenador!

    Ahh, e caro Gabriel, tenho uma má notícia para você. Prepare-se para ficar revoltado nos próximos 40 capítulos da fic kkkkkk E acho melhor eu também me preparar para ouvir você reclamando em todos eles. Infelizmente a Paula estará presente em todos os próximos episódios, ela faz parte da equipe mais como um humano do que um Pokémon. Sim, ela consegue ser pior do que uma Dawn, mas o divertido é que ela tem poderes mágicos e a Dawn, não kkk E de fato, fazem 8 meses da vida real que não escrevo nenhum Contest por aqui! 8 meses cara, tentei adiá-los o máximo que consegui, mas agora vou ter que voltar de uma maneira ou de outra. Mesmo que a Liga tenha sido adiada, o Grande Festival não, então nesse meio tempo posso dizer que o Lukas vai ter que correr um bocado para alcançar a Vivian e a Marley, que provavelmente já possuem suas 5 fitas, apenas aguardando a chance de entrar no festival.

    Pois bem, Pokémons de Gelo. É, não sou lá muito fã deles, mas gosto do frio! O Haos é o fã desses tipo, acho que vai adorar o que tenho planejado (ou então, vai ficar mais frustrado ainda kk) Pode deixar que a Dawn vai deixar de ser só uma sombra, agora ela é o par do Luke! Ou pelo menos enquanto um aguentar o outro kk No fim das contas acabei transformando minha Dawn na eterna "parceira" do personagem principal, coitadinha... Enfim, valeu pelos comments ae galera, vamos manter o pique e trazer novas ideias para capítulos e especiais. Tenho uma lista em mãos, só falta colocar em prática! Valeu ae galera, um grande abraço! (:

    ReplyDelete
  9. Yo, Canas, eu devo admitir que eu não sabia como você iria dar continuação a história, eu fiquei aqui pensando, como ele vai conseguir continuar depois de uma aventura tão conturbada e agitada? Pois você começou do melhor jeito possível... devagar, aos poucos, e tenho que admitir, aqui onde eu moro tá quente pra burro, mas eu praticamente me senti ali na neve, olhando a história acontecer como em um filme...
    (Agora mudando de assunto bruscamente...)Nem acredito que vão voltar as apresentações... parece que faz tanto tempo, que eles treinavam e seguiam pelos sonhos deles e não para impedir uma organização maléfica de destruir o mundo em zilhões de pedacinhos.
    Dawn e Luke fazendo coisas pervertidas no quarto... e Lukas chega... que coisa de se acontecer.
    Paula cuidado, se a Vivian chegar perto de você CORRA, eu não preciso explicar o porquê.
    Bem Canas, é por aqui que o comentário cacaba, um ótimo começo de história, focada em seguir os sonhos, calma demorei demais para ler foi ótimo.
    De: Firewall

    ReplyDelete
  10. Diga ae, Firewall! Cara, começar a nova temporada foi um dos pontos mais esquisitos, mas o engraçado é que eu tinha vontade de iniciá-la assim há muito tempo. Eu só não sabia como, mas sabia que seria em Snowpoint! Ai depois as palavras foram fluindo, as ideias, e estamos aqui passando por um dos momentos mais trabalhosos de qualquer história: As primeiras palavras.

    Obrigado pelos elogios, parceiro. Sonhos! Os Sonhos ainda são nosso maior ânseio aqui em Sinnoh, adoro falar sobre eles. É por isso que eu fiz algo calmo e pacífico. A Ilha de Ferro e os Lendários nos trouxeram lutas épicas, mas já chega, quero voltar a sonhar como uma criança no corpo de um jovem. Esse é o meu intuito, voltar para as velhas batalhas, e admito que até mesmo para a apresentação eu estou empolgado! Realmente, parece que faz muito tempo que isso aconteceu... Ehh Firewall, daqui a pouco você vai entrar para a roda dos velhos e sábios anciões do blog, junto com o Moa, o Shadow Zangoose, o Archie... kk Brincadeira cara, é que essa galera já está por aqui há muito tempo. Até eu me impressiono que continuem visitando o site!

    E uma coisa que fico pensando aqui é como será é o encontro da Paula com a Vivian... Eeeeeu, particularmente, acho que a Vivi consegue peitar uma Palkia, daqui há pouco as duas vão sair no tapa rolando na lama kkk Vivian used Bullet Punch! Ok, ok, ou pelo menos ela e a Marley iriam bolar um plano maquiavélico de derrubar sua concorrente, aí sim o encontro dessas amanes de garotos fofinhos será épico kk Valeu pela força companheiro, nosso foco sempre foram os sonhos! Então, vamos continuar indo atrás deles. See ya! :D

    ReplyDelete
  11. Penas que os comentários não possuem sons, porque senão você ouviria das meninas : Aww, que fofo ! *-*

    Meu sonho se realizou, e o tão esperado episódio dedicado a Luke e Dawn finalmente chegou. E, foi melhor que minhas expectativas :D

    Com esse começo de saga, a Saga Platina será o melhor dos melhores de todas as fanfics do mundo *-* sem exagero, claro u.u

    E como sempre, Parabéns por salvar nossas sexta feiras entediantes e sem graças... ( Bom, a minha né ? )

    ReplyDelete
  12. Le eu de boas aqui tocando meu violão imaginário, cantando imaginamente Big Girls Don't Cry... E me lembro de comentar AeS! Que cabeça a minha, hein? Nada melhor pra começar a sexta do que um bom e velho capítulo! Chega de sentir sdds :D

    Tô de bom humor hoje: Fui deveras bem na peste da prova de matemática, que eu odeio e sou um lixinho, e ainda tive permissão pra mexer no PC \O/ DAI GLÓRIA A SEXTA! VIVA A FACILIDADE NAS PROVITHAS, YAAAAAAAAAAAAAAY XD!

    Woah, Romance *____* Peraí, é o último ano de AeS? *Murmurando baixinho pra mim mesma: Grandes garotas não choram... Não choram... Não choram... Não choram...* O.K, vou superar! Mentira. Mas taí algo que eu queria saber: Quando você meio que "sair", DEUS ME LIVRE E ME GUARDE DESSA COISA FROM HELL, JÁ QUE ESTOU ESPERANDO QUE TE JOGUEM PRA OUTRA REGIÃO, que fim levará Sinnoh da AA?

    Enfim, deixamos as coisas tristes pra lá, e nos focaremos no presente! Tá tão KAWAII... O Lukas estragou tudo ;-; Pessoal odiando Lukas eternamente em 3...2...1...

    Quero ver os melhores Contest do mundo, hein? Só quero ver como vai ser, já que agora o Lukas tem os pokémons com GRAÇA, BELEZA, DIVININDADE E UMA HISTÓRIA PRA CONTAR :)

    Está cansado, Luke? Não se preocupe, GENTILMENTE, eu lhe força... Quero dizer, lhe ajudarei a seguir enfrente, pois espero que você vire um campeão... Pois se isso não acontecer, terei que lhe assasi... Quero dizer, lhe repreender calmamente. Afinal, já batalhou de mais pra largar tudo, fazendo com que eu lhe dê um headshota... Quero dizer, um tapa na nuca bem de levinho! E não fique nervoso se o Canas-Kun lhe fizer perder, porque eu vou dar uma BAZUKADA NO JOE... Quero dizer, um grito.

    Agora o Luke tá mais... Refinado, ou é impressão minha? Pelamordearceus, ele e o Aerus-Kun não vão ficar sérios o resto da história não, né?

    Quero ver o Luke enfrentar o Volkner *_* Vai ser fantáááástico!

    SAYONARA, ROMANCE A PROVA!

    ReplyDelete
  13. Star-chan, acima de tudo, acho que lhe devo desculpas por ter demorado tanto em escrever este capítulo kkk Sério, eu nem tinha certeza se você continuaria aqui para conferir o resultado, mas veja só, quase dois anos depois e ainda estamos prosseguindo ao lado dos mesmos personagens, da boa e velha história... Sabe, acho que se eu tivesse tentado isso naquela época não teria dado certo, e vendo hoje sei que tive que aprender a amadurecer minha escrita para chegar nesse ponto. Fico feliz que tenha gostado, e principalmente, por ter esperado. Considere este capítulo como uma dedicação à você, uma das poucas leitoras desde os tempos do Nyah que continuam por aqui! (:

    Diga ae, Juh! Essa questão que você levantou sobre Sinnoh inclusive já foi respondida no FormSinnoh. O que vai acontecer com a região após o término da fanfiction? Bem, muito provavelmente eu manterei o blog para mim, tavez utilizando-o como espaço pessoal, mas que fim levará Sinnoh e a Aliança num geral, isso não sei dizer em nossa atual situação. Muita coisa vai mudar, sempre muda, né... Não tem como saber! Eu posso parar de vez com o ramo de ficwriter, mas acredito que eu possa entrar no universo dos livros pra valer. É uma evolução, todo Pokémon evolui kkkkkk

    O pessoal espera grandes surpresas para o Contest, mas eu sempre tive meu próprio jeito de surpreender. Não sou o tipo de coordenador que chamaria atenção com beleza, mas tenho minhas próprias maneiras de fazer as pessoas notaram em mim. O Lukas é assim, o conteúdo de meus Contests nunca é apenas "Vença", e no final sempre estou aí com uma mensagem a ser transmitida! Ah, e pode ter certeza que o Luke e o Aerus não ficarão sérios assim por muito tempo. O Luke estava com a "namorada" dele né, não tem por que ele ficar rindo e zoando kk Há pessoas e momentos para zoar, e eles aprenderam isso, por isso não saem todo santo capítulo fazendo graça e pulando de cabeça na pedra pra fazer as pessoas rirem kkkkk Acho que eles cresceram também, principalmente o Aerus... Mas no coração desses dois grandes líderes ainda vive uma criança. E sempre viverá. Obrigado meninas, até a próxima!!

    ReplyDelete
  14. RUMO A RETA FINAL!
    aqui estou eu novamente!~tive certos inprevistos p/ nao vir aqui mais cedo~><
    ja estao em swonpoint? fufufu pobre Aerus vai ter que treinar no frio... mas fica trankilo!eu te aqueço com o meu amor!kkk~somente eu~
    luky eh muito fofo!os dois pombinhos juntinhos no parque... aww!esse clima de romançe, chocolate quente nem eu resisto^^
    WV

    ReplyDelete
  15. Olá Canas, eu comentei no outro capítulo como Giovani, mas acho que encontrei um nick, a partir de agora vou comentar como FalmeSoldier em homenagem aos tipo Fire. Sobre o capítulo acho que agora o Luke e a Dawn finalmente tem um relacionamento. E a Paula também vai ter seu espaço. Ótimo capítulo, parabéns.
    Flame Soldier

    ReplyDelete
  16. estou tipo muiiiiiito atrasado, mais e claro que nao da pra deixar de comentar no primeiro capitlo da utima saga de sinnoh,(nem me lembre). exelente, deu pra ver que agora o luke mostrou um interesse mais verdadeiro, namorando do que so ficando com a dawn, enfim contest semana que vem vou ver se chego em primeiro pra compensar, mais do jeito que ta eu teria que ler corendo, kkkkk, zuera.

    até mais canas!

    ReplyDelete
  17. Ultimamente perdi um capitulos ou outros, mas amei este capitulo (é sério) estou tão emocionado que vou sonhar com Rapidashs voando (que isso, sem exagreos plz), vou ver se me atualizo rapido para nao ficar fora de tudo, essa saga Platina promete muitoooo, eu ja esperava do Luke namorar a Dawn, mas nem pensava que o Lukas namoraria a Paula, fiquei com inveja do Lukas.
    Até mais, Canas-san

    ReplyDelete
  18. Hey Canas õ/
    Dito e feito, volto por aqui. E também voltamos com Sinnoh, uma grande evolução. Cara, foi mesmo esquisito não esperar "nada" nas sextas feiras. Você foi muito bom, trouxe posts praticamente todos os dias, não há do que reclamar. Mas os capítulos são inesquecíveis. Como muitos dizem, não sei o que farei quando AeS enfim chegar até seu final kkkkk

    Mas, vamos por partes, falar deste belo recomeço. Notei uma grande mudança nos personagens, não apenas a mudança visual, mas também uma mudança de personalidade. Estão mais maduros, mais evoluídos. Peguemos como exemplo o Luke: Algumas dezenas de capítulos atrás ele estava espionando as garotas tomando banho, e agora vemos ele e a Dawn em uma cena romântica, onde ela está apenas com as vestes de baixo, e ele não vê maldade nessa atitude, ele vê a moça que ama. Foi uma mudança drástica que você quis retratar e conseguiu. O Lukas também mudou, e vê-lo ao lado da Paula é interessante. Em alguns casos vejo-a como uma mãe do grupo, acho que seria legal você ir investindo neste casal "proibido" também (:

    Não pense que foi ruim trazer um capítulo mais "filler", Canas, não considero-o assim. Foi essencial para que possamos ver a mudança que aconteceu nesse meio tempo, e já teremos capítulos pela frente cheios de emoções e batalhas, o jeito é aproveitar enquanto podemos usar os momentos tão agradáveis como estes. Abraços, cara õ/

    ReplyDelete
  19. EPA, EPA, EPAAAA!

    MAS QUE SAFADEZA FOI ESSA, SENHOR CANAS?! QUE AMOR CALIENTE ESTÁ SE TORNANDO ESSE DO LUKE E DA DAWN! OXI, O HORÁRIO NÃO PERMITE ISSO NÃO, MENINO! Se bem que... eu gosto -v-

    Rapaz, esse clima de frio, chocolate quente e passeio romântico noturno deu ao capítulo um toque muito aconchegante. Os personagens estão crescendo, cara. Passaram por tanta coisa, tantos perigos, tanta emoção juntos... E nessa reta final eles realmente estão evoluindo! E é muito legal ver essa "evolução" deles. E pensar que no começo eram jovenzinhos inexperientes e com pouca idade... Ai ai, me sinto até velho! KKKKK'

    Manolo, quem diria que a Paula apareceria com eles, eim? Lukas se deu bem, né não? Continuo achando um casal muito fofo, ainda me é meio estranho a ideia da Paula ser a Palkia, mas aos poucos tô me acostumando e achando cada vez mais legal. Esses dois tem uma ligação muito especial, e os momentos em que eles aparecem juntos são tão fofinhos <33
    Bem, vamos rumo a competição agora!

    Sayo

    ReplyDelete
  20. E eu gostaria sinceramente de saber que tipo de magia negra é essa que me mantem tão afastada de uma história que quero tanto me atualizar /hm
    Enfim
    NÃO CREIO NO QUE MEUS OLHOS ME MOSTRAM. O PIVETE APRENDEU A REPARAR EM ALGO ALÉM DE ELE MESMO? NÃO CREIO. NÃO CONSIGO. NÃO DÁ. QUE QUE ISSO, EU PULEI TANTO CAP ASSIM? Pois bem. Depois de ele conseguir reparar o quão magnifico é o espetáculo da natureza, até vou dar uma segunda (ou terceira, slá) chance pra ele (mas ainda não o acho digno desse nome. vamos ver se ele consegue provar seu valor u.u)
    Tenho meu irmão, uma família que me apoia. Tenho a Dawn e amigos que sempre se importam comigo. Por que eu sinto que ainda está faltando algo? > Porque seu sonho ainda não foi realizado. Por mais insana que sua vida tenha se tornado, o sonho continua lá, querendo ser realizado. Engraçado como o coração mantem seu foco, né?
    Bem, pivete, se quer saber, prefiro mil vezes seu eu de agora ~ [e comassim o Lukas ficou melhor? tem como?]
    Venha cá, deixe-me esquentá-la então. Você foi atenciosa comigo, deixe-me cuidar de você da mesma maneira. > QUÉM É VOCÊ E O QUE FEZ COM AQUELE EGOCÊNTRICO IMATURO? Por Arceus, sei que a mudança foi boa, mas ela tá tão irreal que tá difícil de acreditar o_o'
    Ai, céus, onde estará meu querido Lukas nessa noite gélida? Tomara que ele não se meta em nenhuma encrenca de cara assim ><
    — Ah, é que eu gosto de ter certeza, para saber se não estou sonhando... > I KNOW THE FUCKING FEEL, DAWN. BELIEVE IN ME. -ainda tentando assimilar essa versão legal do pivete-
    ocalizava-se em uma das cidades mais distantes e afastadas de Sinnoh > Nem lembre, quanta caminhada pra chegar a essa cidade -.-'' (mas vale a pena, lugares frios <3 )
    Quem conhecera um velho Luke arrogante e precipitado, se observasse aquela cena realmente teria o que comentar. > Nem. fala.
    Parques de criança >>>>>>>>>>>>>>>>>
    (tenho uma especial queda por balanços. ta aí algo atemporal! você pode apreciar a deliciosa sensação do vento batendo no seu rosto sendo criança, jovem, adulto, velho, não importa! <3 )
    Como se explica eu ter entendido a referência a Hora da Aventura sendo que só vi uma cena praticamente desse desenho? -q
    Engraçado a transição repentina de duas crianças brincando no parque a sensações calientes, noss
    (ah, e não sei como reagir a esse shipp. é legal, porém ainda não consigo acreditar que ele mudou tanto. pois é)
    Wait, a cidade natal dos gêmeos é Sunyshore? Eu jurava que era Twinleaf o.o'
    Ele colocou uma vela romântica e vai levar o chocolate no quarto dela. Com segundas intenções, eu sei, mas ele nunca pensaria num ato como o primeiro mencionado antes. Arceus, é realmente inacreditável....
    Eu estava a ponto de perguntar onde o Lukas tinha ido parar que não tinha retornado ainda quando ele chega no momento mais oportuno AEHAUHEAUHEAUHEUAHEUAHEUAHEUAHEUAHEUAHEUAHEUAE, GENTE, COMO TO RINDO
    — Humanos são realmente criaturas fascinantes > Discordo -q
    Fomos dar uma volta no universo, eu quis mostrar uma de minhas estrelas preferidas e dei a chance dele assistir uma das supernovas mais belas já previstas. > Passeio super normal e comum, ein -q (btw, Lukas, seu sortudo, quero conhecer alguém com um poder desse)

    ReplyDelete
  21. Wait, Paula é namorada mesmo do Lukas, efetivada? Poxa, então ela é a sortuda (btw, como eu detesto ter apelado pro resumo, nem vi o shipp surgir pra saber se o aprovo ou não t-t)
    Paula tivera medo de apaixonar-se novamente, mas ao ver Lukas em sua solidão toda sua dúvida se foi de alguma maneira > Deixa pra lá, me fez suspirar, to shippando <3
    Vocês são pessoas diferentes desde quando os conheci. Não digo que pioraram ou tornaram-se melhores, mas tornaram-se novas pessoas. > Acho que é assim a cada fase das nossas vidas. Sempre mudamos. Pra melhor, pra pior, isso não vem ao caso. A questão é que mudamos. E essa é a graça.
    — E é isso que me fascina em vocês, humanos. Mesmo depois de incontáveis milênios, gerações, décadas, anos, meses, horas e segundos... Vocês continuam me surpreendendo > É, terei que dar a razão a você, Paula
    Estou louco para terminar tudo isso e mostrar para o mundo que basta desejar algo para alcançá-lo. Basta desejar de todo o coração e lutar para isso... > Porra, Luke. Eu realmente queria ter mantido minha birra contigo mais tempo. Mas como continuar a negar o quanto você mudou quando você me fala algo tão eu neste momento?
    Damnit, só vou conseguir ler esse cap por hoje ç_ç
    Abraços da Tsuki ^^/

    ReplyDelete
  22. Esse cap foi tão <3

    Fora o Luke e a Dawn que né JUDSHAUHDUAS Sabia que o Lukas ia interromper XD

    Caraca, Lukas e Paula <3 Eu meio que achava mas ao mesmo tempo nao achava, que o Lukas era gay, sem problemas se fosse heheh
    mas tamo aí cm o Diego >U<

    Also eu tinha dado uma parada mas vou voltar a ler <3

    ReplyDelete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -