Posted by : CanasOminous Mar 2, 2014


Contos Perdidos dos Fire Tales
Escrito por: Canas Ominous
Baseado no filme: The Fisher King

Nossa história começa com um treinador quando menino.
Certa noite, um jovem teve de passar a noite na floresta para ser reconhecido por todos os demais sua coragem. As chamas da fogueira crepitavam em sua frente. Enquanto estava sozinho, subitamente, o menino teve uma visão sagrada. Ele deparou-se com Mew, símbolo de graça divina.
Uma voz lhe dizia que guardasse aquela criatura para si, a fim de provar para todos sua grandiosidade. Porém, o menino só pensava numa vida cheia de poder, glória e fama. E então, em estado de surpresa total, sentiu-se não como menino, mas invencível, como um deus.
Ele aproximou-se para pegar o Mew, e a criatura sumiu. O treinador ficou com as mãos na fogueira, queimando-se gravemente.

Muito tempo se passou desde aquele ocorrido. O treinador provou sua capacidade, alcançou o topo do mundo e chegou muito perto de ter todo o poder, a glória e a fama que esperava, mas enquanto ele crescia, a ferida se aprofundava.
Até que um dia a vida perdeu o sentido para ele.
Não tinha fé em ninguém nem em si mesmo. Não podia amar nem sentir-se amado. Ficou transtornado com a experiência. Começou a morrer.
Um dia, um coordenador passava pelo treinador e viu-o sozinho. Sendo um sujeito de mente simples e aberta, era ingênuo e não viu um rapaz em toda sua grandiosidade, mas alguém solitário, sofrendo.
Perguntou-lhe por que sofria, e o treinador respondeu:
— Tenho sede, preciso de água pra molhar a garganta.
Então o coordenador pegou um copo ao lado, encheu-o de água e deu ao jovem.
Ao beber, percebeu que sua ferida havia sarado. Olhou para as mãos antes queimadas há tanto tempo e viu que estavam boas, da mesma maneira que o Mew também estava junto dele. De alguma maneira, ele pôde voltar a vê-lo.
Então, virou-se para o coordenador e perguntou:
— Como achou algo que por tanto tempo eu não consegui encontrar?
E ele respondeu:
— Eu não sei. Só sabia que você tinha sede.

Moral da história: Só quando a pessoa para de pensar em si mesmo e deseja sinceramente ajudar seu amigo que ela encontra uma maneira de curar suas feridas.

{ 2 comments... read them below or Comment }

  1. Yo canas! Olha eu aqui! Adivinha, fui abduzido de novo, mas dessa vez foi culpa do meu PC, ele pifou -_-"
    Mas saiba que eu voltei com força total! Ah, eu mandei uma história para o seu e-mail, espero que tenha chegado, ótimo conto esse, tem uma boa moral, bem, é um comentário curto então vou indo, tenho muitas coisas para baixar nesse computador novo, eu perdi tudo o que eu tinha no antigo...
    De: Fiewall
    P.S.: É uma droga que todas as lan houses tenham fechado (falido seria mais preciso), eu fiquei todo esse tempo sem computador...

    ReplyDelete
  2. Diga ae, Firewall! É cara, eu percebi que você tinha dado uma sumida, imaginei que as coisas estivessem bem corridas. E achei engraçado seu comentário sobre as lan houses, eu também sou de um tempo que a molecada ia pra lan ficar jogando Counter Strike, Gun Bound e Ragnarok. Até minha tia tinha uma lan house, e ver praticamente todas as que tinham na minha cidade falidas é estranho... Começo a me sentir cada vez mais velho kk

    Obrigado pelo comentário nesse pequeno conto, por mais que simples que sejam acho bacana como eles sempre têm algo a nos acrescentar! Ah, e recebi seu e-mail sim, já estarei postando seu conto aqui no blog e adicionando-o à nossas listas! (: Valeu pela participação Firewall, a gente se vê logo mais.

    ReplyDelete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -