Posted by : CanasOminous Jun 7, 2013

Feitos um para o Outro

Os Irmãos Wallers faziam sua travessia pela Rota 210 com tranquilidade e sem pressa alguma. A Liga Pokémon continuava distante e Hearthome não sairia do lugar, logo, não havia pressa para a insaciável jornada que voltaria a ser formar. No momento eles se encontravam na famosa Café Cabin entre a Rota 215 e a cidade de Solaceon, um ambiente simples que já lhes servira de ponto de parada quando passaram por aquele local há alguns meses junto de Riley e Marley.
Era uma manhã nublada perfeita para tomar um pouco de chocolate quente e descansar ao lado dos Pokémons exaustos da longa caminhada e batalhas no meio do caminho.
A lanchonete ainda estava bem vazia quando a televisão parou de funcionar, o que incomodou Lukas que no momento assistia um programa rural que ele tato gostava. Um dos donos do estabelecimento foi dar alguns tapinhas no aparelho que teimava em continuar com a tela sem sinal.
— Oh, puxa, só porque eu estava para aprender como ordenhar uma Miltank! — lamentou Lukas inconformado.
— Como se isso fosse mudar a sua vida — respondeu seu irmão com uma risada, abocanhando um pedaço de seu sanduíche. — E tem mais, Miltanks você encontra aos montes na cidade. Se quiser eu te apresento um montão delas!
Dawn deu uma cotovelada no parceiro com continuou rindo, mas logo a imagem sem sinal da pequena televisão na parede retornou, mas não no canal que Lukas esperava. O símbolo de uma espada cravada em uma pokébola surgiu, o que despertou a atenção dos poucos clientes ali presentes. Diante daquele símbolo misterioso uma voz modificada surgiu, transmitindo uma mensagem para toda a rede nacional de Sinnoh.
Nós somos os Conquistadores, os treinadores que vocês ainda ouvirão falar muito nos próximos meses. Assim como todo cidadão de nossa boa Sinnoh, estamos cansados da forma como o Governo e a Elite ignoram a nossa presença e dão suas festinhas todos os fins de semana gastando o dinheiro que eles roubam de nós. Está na hora de mostrar à eles quem realmente está no comando, o povo deve acordar.

A atenção de Lukas na televisão era total, e Luke ainda demorou alguns minutos para compreender o que acontecia. Todos ali ficaram em silêncio enquanto a mensagem era dada. A tela da imagem transmitia apenas uma voz modificada e o símbolo imóvel. Era impossível dizer quem falava aquilo por trás das câmeras.

Ike Smithsonian. Nós desafiamos você e todos os seus amiguinhos da Elite a nos enfrentarem. Somos 12 treinadores poderosos que já conquistaram todas as insígnias no passado, e não estamos para brincadeira. Deixe de lado esse seu showzinho e abandone o comando da região. O povo não precisa de vocês, Sinnoh não precisa de ninguém. O desafio foi dado, vocês aceitando ele ou não.

Logo a transmissão da televisão voltou ao normal no canal onde alguns fazendeiros ordenhavam Miltanks no pasto. O velho gerente da lanchonete balançava a cabeça negativamente, imaginando se aquilo não passava de uma falha da mídia ou da brincadeira de alguma criança sem mais o que fazer. Lukas tentou assimilar a mensagem que aquilo queria transmitir e por um momento até esqueceu seu interesse nas Miltanks. Dawn parecia pasma, e murmúrios começaram a serem ouvidos das demais mesas.
— Nossa, isso parece sério — comentou a menina.
— Isso o que? Eu pensei que fosse um daqueles novos seriados cara, era real aquilo? — perguntou Luke.
— Claro que sim, esses treinadores conseguiram invadir a rede de transmissão da mídia só para mandar essa mensagem! Acha que estão para brincadeira? Somente um hacker dos bons conseguiria esse feito, e eles ameaçaram o Ike, o homem mais influente daqui nos dias atuais, tio de vocês!! — alertou Dawn muito preocupada.
— Grande coisa. Tenho dois Pokémons que são os guardiões da internet, o Metang e o Porygon-Z. Acha que um nerd exibido me assusta? — respondeu Luke com desdém.
— M-Mas eles estão falando aquilo do Ike, logo agora que ele assumiu o posto como campeão! Ahh, nossa, ele deve estar arrasado com tudo isso... Não é a toa que os campeões vivem reclamando de sua tarefa. Isso é mais desgastante do que aparenta.
— Relaxa, relaxa — disse Luke com tranquilidade, dando tapinhas nas costas da garota. — Eu dou uns três dias até a galera da Elite chutar a bunda desses idiotas. Desafiar o Ike assim de repente? Cara, é o Ike. Esses malucos estão desafiando a Titânia, lembra? Agora fica fria e termina seu lanche, porque para mim isso tudo não passa de armação. Conquistadores... E isso é nome para causar impacto?
Os jovens terminaram seus lanches e deixaram a Café Cabin para trilharem sua rota. Eles passaram pela cidade de Solaceon onde lembraram-se de seu encontro com Riley, dos mistérios da ruínas e da pequena Eva que havia acabado de chegar em um ovo de seus pais com muito orgulho. A Rota 209 era onde eles haviam se encontrado com Mark pela primeira vez na Lost Tower, e por um momento toda aquela nostalgia bateu em seus corações. Se antes eles haviam cruzado ali como iniciantes, agora passavam como verdadeiros veteranos.
— Woah, aquele ali não é Luke Wallers, que enfrentou o Byron em Canalave? É o dono daquela Steelix fortona! — afirmou um jovem menino.
— São eles mesmo, os Irmãos Wallers! Eu vi no noticiário que eles estavam envolvidos nos estranhos fenômenos do Mt. Coronet há alguns meses! Vá falar com eles, vai lá. — respondeu um segundo treinador.
— Beleza, pivetaiada. Quem é que vai querer meu autógrafo primeiro? — gabava-se Luke.
Mas na verdade todos os jovens treinadores daquela rota pareciam bem apreensivos com alguma coisa. Lukas notava claramente no olhar de cada um, eles estavam ansiosos por algo que e ele não sabia dizer o que era. E as crianças daquela rota não queriam autógrafos ou batalhas, na verdade todos eles vinham com uma única pergunta:
— Vocês também vão nos libertar?
Luke franziu a testa e seu sorriso espontâneo de sempre desapareceu quando ouviu aquilo.
— Libertar do quê? — perguntou o rapaz.
— Dos adultos. Da Elite. Do Ike. — respondeu um pequeno garoto com tal frieza que chegou ao ponto de fazer Luke ter calafrios.
O vento soprava de maneira tão misteriosa que aquelas crianças mal pareciam ter pensamentos de crianças.
— Vocês vão derrotar eles e nos livrar de todo o mal?
— Quem é que te falou essas coisas absurdas, garoto? O Ike é gente boa, ele é o meu tio. Que tipo de maldade ele faria para vocês?
— Ele é como qualquer campeão, só se importa com ele mesmo. Depois que chega no topo só quer saber de fama, poder e dinheiro. Ele ainda vai esquecer como é ser um treinador, vai ser como todo adulto... Por isso eu quero que vocês subam até a Liga e o derrotem! Isso vai libertar todos nós do poder da elite, aí a gente vai poder fazer o que quiser!
Luke chegou a afastar-se daqueles dois jovens com receio, da mesma maneira que um cãozinho evita algo que não gosta. Lukas ficava cada mais sério com aquela conversa e Dawn não encontrou sequer palavras para se expressar. Luke tinha o olhar baixo, mas sua paciência começava a chegar a um limite.
— Quem disse essa merda toda para vocês?
— Os Conquistadores — os garotos responderam com prontidão, como se já estivessem com aquilo em mente há muito, muito tempo.
— Tô ligado. Um bando de idiotas que pensam que ter poder e influência. Vi na televisão hoje.
— Eles não são idiotas!! E só hoje? Os Conquistadores já estão passando essa mensagem há meses! Eles recrutam jovens poderosos, então pensei que vocês fizessem parte deles, porque são os treinadores mais fortes que conheço. Que pena que não fazem... — disse o garotinho.
— Certo, mas nós temos um aguçado senso de justiça, que muito provavelmente esses treinadores não têm — respondeu Lukas, entrando naquela conversa.
Um dos garotinhos olhou para os lados e depois falou bem baixinho:
— ...Mas vocês podem nos fazer um favor? Mesmo que não façam parte dos Conquistadores, entrem na Liga e destruam o Ike. Ele tem que perder. Ele é a pior pessoa desse mundo, não confiem nele. Não confiem.
E logo os dois saíram correndo dali o mais rápido que podiam.
Luke continuou parado com os punhos cerrados. Como podiam estar espalhando aquelas coisas horríveis sobre Ike Smithsonian? Eles estiveram ao lado dele em Snowpoint, e puderam ver como ele era bom e justo, sempre importando-se com o próximo. Ike era um bom homem, sempre fora. Era o marido de Selena, e como poderiam eles dizer aquilo à seu respeito? Ou melhor, como poderiam crianças daquela idade terem ideias tão absurdas?
— Luke, deixe isso para lá... Você mesmo disse que não ia durar toda essa conversa de Conquistadores, e... — pedia Dawn.
— Eu quero saber quem são.
Dawn surpreendeu-se com o que ouviu. A moça levou as mãos à cintura e o encarou.
— E por um acaso está pensando em entrar nesse meio?
— Não. Estou louco é para ir atrás de cada um desses caras e fazê-los engolir as  palavras e falsos rumores sobre meus amigos. Pivete, você vem comigo?
— Estou ao seu lado desde sempre, Luke.
Aparentemente todas as crianças da rota já tinham ouvido falar sobre os Conquistadores. Os jovens até estranharam que eles só haviam tido conhecimento daquele estranho clã ainda naquela amanhã, pois era como se todos os jovens de Sinnoh já soubessem do que se tratava. E ainda assim, ninguém com mais idade sequer sabia do que eles estavam falando.
— Esses treinadores são inteligentes... Eles começaram divulgando sua palavra primeiro para as crianças, que movem a nossa economia. Sem elas não há Liga Pokémon, Elite, Campeões, não existe nada. É o sonho delas que constroem o nosso mundo — comentou Lukas.
— E o coração de crianças é tão facilmente persuadido... — continuou Dawn com um suspiro. — Não consigo acreditar como tantas delas puderam deixar de acreditar em seus sonhos da Liga somente por vontade desses treinadores!! A Elite já comentou muitos erros no passado, mas isso passou! Com o Ike no comando eles vão melhorar... Eu estava crente disso.
— Só nos resta torcer que ainda haja jovens com bom senso o suficiente para perceber que tudo isso não passa de conversa fiada — acompanhou Lukas. — Sem a Liga, qual seria nosso intuito nessa jornada? Eles estão destruindo os próprios sonhos e ainda não perceberam...
Alguns treinadores diziam que haviam visto dois rapazes nas redondezas que traziam aquele estranho brasão da pokébola com uma espada. Luke e seus amigos foram direto para o local indicado onde puderam deparar-se com duas garotinhas próximas à beirada do rio. Duas gêmeas, que conversavam com dois rapazes gêmeos, e agora eram observados por mais outros dois gêmeos.

Lil & Emma, Twins Pokémon Trainer

— Você lembra o que a Cynthia prometeu quando virou campeã? Ela prometeu que tornaria Sinnoh uma região melhor, e alguma coisa mudou? Absolutamente nada. Os adultos mentem muito, pequena Emma. Eles mentem até demais.
Luke parou ao ouvir aquilo. Em sua frente estavam dois rapazes morenos que continuavam sussurrando aos ouvidos daquelas pequenas meninas. Entre as palavras maldosas que eles diziam, algo sempre envolvia a Ike e a Elite.
— M-Mas eles são legais... O meu sonho e da minha irmã é um dia fazer parte da Elite, juntas. Que nem o Kyle e o Lins são parceiros inseparáveis em batalha... — disse Emma, uma das garotas gêmeas.
Mas o outro rapaz que a aconselhava acabava com qualquer esperança.
— Isso nunca vai acontecer — respondeu o treinador. — E sabe por que? Porque a Liga estava iludindo vocês o tempo todo. De que adianta sonhar se eles não abrem oportunidades? Quantas crianças vocês acham que têm o mesmo sonho? A Liga treina crianças como a Pokémons, e no fim das contas apenas uma delas pode realizar seu sonho de ser o campeão, ou o que quer que seja. Isso é extremamente injusto, não acha?
— Eles mentiram para você, Lil — respondeu o outro. — Mentiu para todos nós. Nós somos os Conquistadores, e queremos um mundo melhor para viver. Um mundo onde todos poderão realizar seus sonhos! Diga isso para os seus amigos e amigas. Nós vamos derrubar o Ike, e eles irão arrepender-se de um dia terem nos enganado como fizeram.
Luke solto um assobio alto que chamou a atenção daquelas pessoas.
— Qual é a sua, panaca? Quem está mentindo para essas menininhas são vocês dois.
Os jovens se levantaram, ficando um lado do outro. Eles eram idênticos e carregavam traços muito semelhantes aos dos Irmãos Wallers. Tinham cabelos azulados e carregavam o brasão dos Conquistadores em seu peito, como se aquele fosse um uniforme de batalha. Era engraçado encontrar uma cena com seis gêmeos. Dawn pensou se todos ali não haviam sido duplicados por acidente.


— Ei, garotinha. Quais asneiras esses caras falaram para vocês duas? — questionou Luke.
Emma abaixou a cabeça um pouco sem graça e insegura.
— B-Bem, ele falou...
— Não importa o que seja. É mentira, ouviu? — Luke foi curto e grosso quanto àquilo. — Então eles estão impedindo vocês duas de sonhar? Eu era um garoto normal por aí, mas jamais desisti de meus sonhos. Só porque eu não consegui alcançar um objetivo isso não quer dizer que eu tenho que ficar jogando a culpa nos outros, não entre nessa. Suas atitudes é o que decidem seu futuro, lute por ele.
As pequenas irmãs gêmeas Emma e Lil Caitlin se calaram, e agora foi a vez dos dois rapazes se apresentarem.
— Veja só, Kairel... Um pobre treinador não entende nossos reais objetivos.
— É uma pena, Dairel. Um talento tão bom, desperdiçado.
Lukas ficou ao lado de Luke, como se por algum motivo aquilo fortalecesse a força dos Irmãos Wallers que viriam a enfrentar os dois Irmãos Colosseum.
Kairel tinha um sorriso malicioso no rosto.
— Eu não imaginei que fôssemos encontrá-los tão cedo, Irmãos Wallers. Saibam que estávamos à procura de vocês há um bom tempo, porque mantemos os olhos bem abertos aos jovens mais poderosos de nossa temporada, especialmente o jovem Luke. Você vale ouro, meu garoto. É uma joia muito rara que não recebe o devido valor.
— Exatamente, e considerem-se perdoados pelas bobeiras que acabaram de dizer, pois vocês apenas não tiveram a chance de saber mais sobre os grandes Conquistadores... — continuou Dairel.
— Eu não dou a mínima e estou pouco ligando para o que vocês têm a falar — disse Luke de maneira ameaçadora. — Só quero que vão embora e deixem essas duas em paz. Elas já ouviram muita bobeira para um único dia.
Os gêmeos rivais se entreolharam, dando risadinhas tentadoras um para o outro.
— E por que você teria razão do que fala, Luke Wallers? — perguntou Dairel. — Você é o filhinho de papai daquele campeão abandonado num museu! Você também faz parte dessa Liga que há tanto tempo nos engana, mas volto a dizer que iremos perdoar todos seus pecados se passar para o nosso lado.
Luke franziu o cenho e sentiu suas veias pulsarem com imenso ódio. Ele suportava que falassem de qualquer pessoa em sua frente, poderiam até mesmo humilhá-lo, mas perdia o controle quando falavam de seu pai. Lukas teve de segurar num dos braços do irmão com força para que ele não fizesse nenhuma besteira. Aqueles dois treinadores estavam indo longe demais.
— Esse mundo não tem espaço para todos os sonhos das pessoas — disse Dairel.
— Alguém sempre vai sair magoado — disse Kairel.
— Vocês desistem no meio do caminho e colocam a culpa nas outras pessoas...!! Acham que são dignos do meu respeito? — indagou Luke irritado. — Eu os desafio para uma batalha, os dois juntos. Se eu derrotá-los irei obriga-los a desmentirem tudo que disseram para as Irmãs Caitlin.
Lukas sacou uma pokébola, mas foi impedido pelo irmão.
— Foi mal cara, eu preciso entrar nessa sozinho. Sei que essa seria uma luta em dupla inesquecível, mas quem tem que acertar algumas contas com esses dois sou eu.
Lukas recuou e compreendeu perfeitamente a atitude de Luke. Achou aquilo até interessante, pois há alguns meses no auge da megalomania seu irmão poderia ter adorado ingressar na equipe dos Conquistadores, e certamente, ter um adversário como Luke não seria nada agradável. Dairel e Kairel riram, abrindo o colete onde juntos eles somavam 16 insígnias sujas e empoeiradas.
— Estão vendo isso? Vêm de uma época onde ainda acreditávamos na Liga Pokémon e sonhávamos em ser campeões. Mas esse dia chegou? Não, e nunca chegará — disse Kairel com imenso rancor em sua voz, logo sendo acompanhado pelo irmão.
— Vocês, que ainda consideram essas “insígnias” um símbolo de poder, iremos mostrar que não são precisos objetos para provar a nossa força. Apenas o sentimento de conquista nos movimenta. Iremos destruir aqueles que nos destruíram — respondeu Dairel.
E dessa vez a voz dos gêmeos saíram ao mesmo tempo.
— E você está nessa lista.
Com enorme habilidade eles lançaram suas pokébolas para o ar que liberaram uma linda Espeon e uma Umbreon em combate. Aqueles Pokémons eram nitidamente treinados e muito experientes. Dawn tocou no ombro do moreno e desejou mentalmente que tudo ocorresse bem.


— Tome cuidado. Já passou o tempo em que enfrentávamos treinadores iniciantes por aí. Cada luta a partir daqui é uma vitória.
— Cada luta sempre foi uma vitória, Dawn. Ganhando ou perdendo, e eu aprendi isso com meu pai. Mas o problema é que nunca irei aprender a ser o segundo. Tem coisa que nunca muda, né? Bastiodon, Porygon-Z! Vamos nessa.
Chaud e Wiki entraram no campo de batalha enquanto encaravam seus adversários com precisão e cautela. Há temos um adversário digno não os enfrentava, e Luke tinha a sensação de que aquela batalha seria mais difícil do que ele imaginava.
— Porygon-Z, ataque-os utilizando o Tri Attack! Bastiodon, mantenha-se na defensiva depois avance com o Iron Head! — ordenou Luke.
— Espeon, dê uma mão amiga ao seu parceiro! Helping Hand. — disse Kairel.
— Umbreon, aguente o dano. Agora Payback! — acompanhou Dairel.
O ataque avançou com muita força para cima de Wiki que sentiu seus circuitos serem danificados. A guerreira preparou seu golpe que utilizava os três elementos em conjunto, e quando disparou ela sentiu que alguém a empurrava para o lado, fazendo-a errar o alvo.
 Você está bem, Wiki? — questionou o Bastiodon.
 O que pensa que está fazendo, Chaud? Você me atrapalhou!! — gritou a Porygon-Z.
 Eu a salvei de receber o próximo golpe — disse ele, vendo que seu escudo fora pesadamente danificado pela força do impacto seguinte.
 Mas eu não estou acostumada a lutar com alguém me protegendo, eu faço minha própria ofensiva!! — respondia Wiki ainda atordoada quando o guerreiro metálico empurrou-a novamente.
 Cuidado!!
Kairel e Dairel conheciam muito bem seus movimentos, e um ajudava o outro em combate. Lukas alertou seu irmão do erro que ele cometia:
 Luke, seu Bastiodon e seu Porygon-Z mal se conhecem, eu nunca os vi batalhando juntos! Você misturou um Pokémon que se baseia no estilo antigo com um completamente avançado, você criou um paradoxo!! — gritou o irmão.
 M-Maldição, eu preciso de uma equipe melhor, dois parceiros que se conheçam melhor do que qualquer um... Mas quem? Quem?
Wiki e Chaud certamente não aguentariam muito tempo em combate, e a Espeon e a Umbreon pareciam estar apenas aquecendo. Kairel voltou-se para as pequenas irmãs Caitlin e falou em voz alta:
— Estão vendo isso? Acham que a Elite abriria espaço para perdedores como ele? Vocês podem ser poderosas quando crescerem, mas SEMPRE haverá alguém melhor do que vocês!! Nós não iremos mais permitir isso, pois a partir de hoje NÓS seremos os donos de nosso destino!!
Luke sacou suas duas pokébolas e retornou seus Pokémons no mesmo instante. Kairel e Dairel debocharam da decisão, provocando-o com vigor.
— Desistiu, "filhinho do campeão"? — debochou Kairel.
— Luke Wallers, eu esperava muito mais... — acompanhou Dairel.
— Apenas uma mudança de estratégia — respondeu Luke com uma certeza do que faria.
Os Pokémons a assumirem o campo de batalha agora foram uma Yanma e um pequeno Croagunk de aparência sádica. Dawn somente vira aqueles dois lutando raras vezes, e perguntou-se se eles não seriam os dois membros mais fracos da equipe de seu amigo, então, por que utilizá-los?
 O que ele pensa que está fazendo?! — questionou a garota.
— Ele está usando os dois Pokémons que mais se conhecem nessa equipe — afirmou Lukas. — Se o Luke percebeu que seus oponentes lutam na base do amor um do outro, então ele fará uso da mesma estratégia.
Kairel e Dairel riram em conjunto.
— Sério mesmo, garoto? Nós pensamos ter visto uma poderosa Steelix e um fenomenal Gabite na luta contra o Byron. O que houve com seus melhores Pokémons? Não quer usá-los contra a gente?
— Eu estou usando os meus melhores.
Luke ajeitou a boina em sua cabeça e seu olhar foi mortal.
— Eu sempre estou. Yanma, ataque agora mesmo seus oponentes com o Screech!
— Que tática antiga, pensei que só soubesse ficar na ofensiva! Espeon, derrube aquela criaturinha! — pediu Kairel
Porém, neste mesmo instante um soco foi desferido com tanta força para cima da Espeon que a mesma veio a cair longe, com cortes por todo o corpo. O Croagunk de Luke havia utilizado de sua baixa velocidade para golpeá-la com o Sucker Punch, e tendo sua defesa enfraquecid\ pelo Screech da parceira aquele golpe fora mais forte do que o imaginado.
— P-Por essa eu não esperava — respondeu Dairel. — Mas derrubar um Pokémon com a defesa tão baixa não será difícil. Ataque-a!
Mas o Croagunk não permitia. Yanma era rápida o suficiente enquanto seu companheiro utilizava de cortes fortes que perfuravam a pele frágil de seus oponentes. Yanma utilizou-se de um vento prateado chamado Silver Wind que cada vez mais atordoava a dupla psíquica e noturna.
— Esses Pokémons podem não ser tão assustadores ou poderosos quanto os demais, mas eles cuidam um do outro. Eu nunca vi uma equipe em tamanha sincronia! — respondeu Lukas.
A Espeon e a Umbreon tentavam defender-se, mas mesmo conhecendo os movimentos de seus parceiros eles não conseguiam romper a barreira que protegia aqueles dois. Yoshiki ameaçava quem chegasse perto de sua Jade, enquanto ela dava o apoio e suporte necessário para que ele cortasse qualquer um.
 Yoshi-kun! Acho que está na hora de mostrarmos nosso movimento secreto daquela vez!
 Keh, heh, heh... Isso era um segredinho só nosso, Jade.
 Eu estou falando do outro, Yoshiki! É que está na hora de fazer jus ao título da equipe e provar a nossa força. Já não aguento mais ficar assim, podemos dar uma mudada? Acha que consegue acompanhar o meu ritmo?
 Será um prazer. Keh, heh, heh...
Yanma começou a rodopiar com uma enorme velocidade, e o Croagunk entrou dentro dele criando um redemoinho prata que cortava tudo ao redor como lâminas de facas. Espeon e Umbreon foram encurraladas e tiveram seus olhos ofuscados quando um forte brilho tomou conta da arena. Lá de dentro surgiram dois Pokémons, um Toxicroak e uma Yanmega, que com ataques combinados deram o golpe final sob ordem de seu treinador.
 Poison Jab. U-Turn.

Kairel e Dairel haviam sido derrotados, a Espeon e a Umbreon estavam caídas sobre sua frente completamente inconscientes, Yanmega derrubou seus adversários e ainda parou exatamente ao lado de Luke enquanto seu Toxicroak sorria maleficamente sob seus pés. Em seus olhares eles traziam um ar de glória e disposição para começar um próximo turno. As irmãs Caitlin comemoravam com alegria.
— Ei, Kairel.
— O que foi, Dairel?
— Acho que nós perdemos.
— Sim, nós perdemos.
As duas pequenas gêmeas correram em direção de Luke e o abraçaram, deixando-o extremamente sem graça.
— Eu sabia que você ia conseguir, eu sabia!! Viu só, Lil? Eu disse que eles eram fortes!
— Sabe de uma coisa, Emma? Eu não quero mais fazer parte da Elite, eu quero é ser que nem os Irmãos Wallers!
Lukas parabenizou as estratégias de seu irmão que haviam melhorado muito nos últimos meses, ele nem parecia mais o garotinho que havia pedido para seu Gible utilizar o Earthquake no inimigo. Dawn desculpou-se por ter duvido da força de Yanmega e Toxicroak, e agora via que mesmo não vendo-os participar de lutras frequentemente eles ainda eram poderosos e capazes de qualquer feito quando combinadas a sua força. Os jovens sorriram com a vitória, mas ainda haviam contas a serem acertadas.
— Ei, Kairel, Dairel. Foi uma boa batalha, vocês trabalham bem juntos — admitiu Luke. — São uma equipe com muito potencial.
— Dizemos o mesmo, filho do campeão. Talvez nós tenhamos sido um pouco precipitados em jogar os nossos erros nas costas dos outros — admitiu Kairel.
— O que quer que você faça não irá mudar o que já aconteceu. Nossos sonhos de um dia sermos campeões nunca poderá acontecer, pois somos dois irmãos, e um sempre estará à frente a do outro. Acho que esse foi o motivo pelo qual entramos nos Conquistadores... Jamais poderíamos ser campeões ao mesmo tempo, um sempre teria que ser melhor que o outro, e nós não queremos isso... — respondeu Dairel.
— Mas isso quer dizer que está na hora de procurar outro sonho — acrescentou Lukas com um sorriso.
Dairel e Kairel se entreolharam, esperando que tivessem aprendido a lição.
— Nós podemos garantir ao menos que cumprimos com nossas promessas. Não faremos mais parte dos Conquistadores, deixe que as crianças escolham sua própria forma de sonhar, acertando ou errando...
— Isso é bom, o que seria da nova geração se os mais velhos ficassem dizendo que eles jamais serão capazes de nada? — comentou Dawn.  — As pessoa viviam nos assustando: Sua vida será horrível daqui para frente, quando a infância termina é só trabalho, trabalho e trabalho. Mas quer saber? Essa é a maior mentira de todas! Quando crescemos somos nós quem devemos passar a olhar a vida da maneira que quisermos. Tudo realmente pode girar em torno do trabalho, mas também pode existir felicidade, amigos e compreensão nesse meio.
— Cada um escolhe a maneira como vai crescer, essa é a chave — continuou Luke.
Kairel e Dairel sorriram com a ajuda que aqueles três lhes ofereciam, e viam como haviam sido precipitados com tudo. Mas ainda assim, o sentimento de amargura de Conquistadores continuaria em seu coração.
— Quer saber de uma coisa? Você seria um excelente componente para os Conquistadores, Luke — disse Kairel.
— Dizemos isso porque alguns deles podem ser maus e desejarem o mau, mas nenhum deles é fraco. Acho que é apenas uma questão de alguém mais inteligente mostrar-lhes que os sonhos ainda valem a pena, e você teria um verdadeiro exército em suas mãos. Nós não sabemos sequer quem nos comanda. Apenas recebemos a mensagem em nossas mãos, mas não sabemos o motivo. Você poderia ser o líder absoluto dos Conquistadores — respondeu Dairel.
— Não cara, obrigado. Eu quero derrotar o Ike, sim, mas não dessa maneira. Esse não é o meu sonho.
Kairel e Dairel demonstraram compreensão, e como prometido, estariam fora daquele clã conforme o combinado. Eles foram embora dali, deixando a mensagem de que os Conquistadores muito em breve estariam chegando para enfrentar a Elite dali em diante. Outros componentes muito mais poderosos apareceriam, e com toda uma região movida por crianças contra Ike, o que ele faria à respeito?
— Temo que essa não seja uma batalha nossa, irmão. — comentou Lukas.
— Mas acho que estaremos envolvidos nela do mesmo jeito — acrescentou Luke, com os olhos voltados para Hearthome que certamente lhe traria lembranças boas e ruins de muitos acontecimentos dos meses passados.

      

{ 10 comments... read them below or Comment }

  1. Yoshi-kun e Jade! Nó! Agora o trem fica mais foda do que já é! kkk!
    O casalzinho mais sádico, mortal e bonitinho agora tá na parada pra detonar geral! kkk! Um defende o outro! A libélula destruidora batendo de longe e o sapo matador usando suas facas e inúmeros venenos! kkk!
    Sério, sei que o Yoshi-kun (toda vez que leio lembro do Yoshi do Mario! kkk) e a Jade são ultra-mega-super-megazord-hiper fortes, mas não posso deixar de lado que os ditos "conquistadores" se mostraram fraquinhos! kkk! Mas, também né! Lutar contra os Wallers é morte na certa! kkk!
    E quero os gijinkas novos! Quero o Yoshike maior e com mais facas e mais venenos e mais aterrorizante! kkk! Sempre imagino o sorriso dele como o do Coringa (do Batman), aquele que o pai marcou o sorriso. E imagina como Nicolete vai fazer uma criatura como a Yanmega, uma dama kawaii como a Jade? kkk!
    E estamos chegando cada vez mais perto de Hearthome! O que isso significa? Quem aparecerá? Ninguém mais que a namoradinha do Canas, a Fantina! kkk! Será que ela tem coragem de dar em cima de um "filho" do Canas? Será que essa mulher teria a petulância de dar em cima do Luke? Ela não poderia, pois ama o Canas do fundo do coração. Ela nem importa de ele ter virado Nicolete! kkkkkkkkkkkkk!
    Tá, tô falando muito e nada que preste já! kkk!
    Vou me indo-me!
    Adios good people,
    Moacyr

    ReplyDelete
  2. Então aqui começa de vez essa história em torno dos Conquistadores. É cara, desde a cena da transmissão de TV eu já não fui com a cara do grupo, e tô dizendo que se o Ike não der uma surra neles, o Luke vai se encarregar disso. Se o Luke não der jeito também, chama o Walter, porque ele é o Homem de Ferro! UHAUHAUHAUHUAHUA Ainda não me esqueço dessa cena no Omascar, foi impagável!

    Espeon e Umbreon deram aquele toque que você queria. Acho que foi a melhor escolha para representar a perfeita sincronia dos rivais. Mas Yoshiki e Jade, pelo amor de Deus, né? Esses dois praticamente nasceram juntos! Não tem como vencê-los numa batalha em dupla! *Leva vassouradas psíquicas de Liza e Tate*

    Bem, eu não sei o que você está planejando para os próximos capítulos, mas estou ficando ansioso. Foi muito bom poder rever uma batalha à moda antiga por aqui. Sei que você quer sempre dar um destaque aos Pokémons, mas as suas descrições para este tipo de cena também são ótimas! Se você conseguir balancear essas duas partes, você certamente terá um grande trabalho em mãos, podendo mostrar o melhor de cada ponto de vista.

    Bom, agora iremos esperar pelos outros membros dessa facção revolucionária, que com certeza serão mais fortes. Mas que venham! Desafio bom é o difícil, que a vitória dá mais gosto!

    ReplyDelete
  3. Diga ae, meus caros! Poxa, e no fim das contas nem consegui fazer os Conquistadores parecerem fodões, eles ficaram parecendo mais um bando de treinadores quaisquer aí kkk Okay, mas os gêmeos foram apenas os primeiros e vou tentar planejar algo melhor que mostre como eles são forte... Por enquanto fica essa impressão, mas vai vir muito mais. O foda é que eles escolheram o Luke e o Lukas como inimigos né, quer algo pior? Melhor ainda, eles arrumaram treta com a Elite. Para ferrar mais ainda a vida dos caras só falta arranjar encrenca com o Waltão mesmo kkk (I'm Iron Man.)

    Grande Moa, o Yoshiki foi planejado pela Litos e a Jade foi feita pela Nyx. Infelizmente não haverão traços meus nesses novos gijinkas, mas eles estão de arrasar, principalmente porque o esquema antigo do desenhos deles eram esquisitão. Agora nós veremos a Jade e o Yoshiki como eu realmente queria! Rapaz, nem me fale da Fantina, estou morrendo aqui tentando planejar como será a aparição triunfal dela... Eu não quero nem ver cara, vai ser horrível! O pessoal vai falar muito dela, mesmo não aparecendo essa mulher causa a maior baderna. Fan Fan, minha querida, aguarde que já estou chegando! uahehuaeuhae

    Obrigado pela sugestão, Kaio. Fazia um tempão que eu não fazia nada envolvendo batalhas desse nível mesmo, algo de volta à boa e velha estratégia de Pokémons. Farei o possível para misturar isso, e na verdade acho que a Liga será nesse estilo, mas a Elite pode vir a ser outro, aquele com Gijinkas e um estilo RPG. Aí eu conseguirei saciar os dois lados, certo? Valeu pelo apoio galera, e obrigado pelos comentários também. Logo mais estarei trazendo algumas coisas novas, e os Gijinkas novos estão saindo do forno! See ya!

    ReplyDelete
  4. Canas está aí? Poderíamos falar?

    ReplyDelete
  5. Hey Canas, enviei-lhe 2 mensagens para a sua conta, cada um com um mail diferente, responda po mail do hotmail«, ok? obgd (:

    ReplyDelete
  6. Okay, deixa eu me recuperar um pouco porque essa foi a melhor semana desse mês! Por que? PORQUE TEVE MUITA PARTICIPAÇÃO DO CASAL MAIS FODA DO UNIVERSO BLASTER DEMAIS YOSHIKI E JADE!

    Depois dos supports com esses dois, aqui temos um belo capítulo com a participação deles de novo! E que participação! E finalmente estamos conhecendo os Conquistadores, né? Eu tava bem ansioso para ver do que esses caras eram capazes e o que eles planejavam. Eu nem imaginava que antes da Liga iria ter um outro arco. Dava até um aperto no coração só de pensar que em breve o Luke teria a oitava insígnia e olá Liga... Mas esses conquistadores ainda marcarão muita presença! E a Elite vai ter trabalho com esses caras eim. Quero só ver do que eles são capazes!

    Esses dois gêmeos ai, não fui com a cara deles nem do começo. Me pareceram meio arrogantes e que se acham os fodões. Mas sorte que o Luke mostrou a eles que não são tudo isso! Rá, chupa essa recalque! Mas olha, eu sei que esses gêmeos ai são só "soldados" menores, sinto isso... E pelo jeito os verdadeiros líderes dos Conquistadores vão dar muito mais problema! E MANO, YOSHIKI FT JADE LUTANDO! A dupla dinâmica e sádica mais maneira que já vi! Cortes e tortura, é o que há! E a evolução desses dois... Que sonho! Foi simplesmente demais!

    E agora é só esperar para ver. Que venham mais confrontos contra os Conquistadores, quero ver a Elite e os três aventureiros batendo para valer! IERRUL SINNOH VAI PEGAR FOGO DE NOVO!
    See ya Canas \õ

    ReplyDelete
  7. Eu aqui toda hora acessando a página de personagens pra ver se Nicolete postou algo e nada... Já tá ficando deprimente! kkkk!
    Então, se não foi o Canas que desenhou a Jade, isso significa que o busto dela será de tamanho normal? kkkkkk!
    Tá, parei de zuar, mas tô numa expectativa gigante já por causa desse gijinkas! kkk
    Adios (again)
    Moacyr

    ReplyDelete
  8. Diga ae, galera. Peço desculpas à todos, mas acabei nem conseguindo atualizar a ficha da Jade e do Yoshiki. Para mim todo fim de semana é pior do que dias normais, durante a semana eu consigo fazer tudo e trabalhar no que eu quiser, mas quando chega sábado e domingo não arranjo tempo para NADA! O curso da Saga voltou e estou correndo para terminar minha Revista para a facul, e tirando que preciso tirar as poucas horas que me restam para ficar com a família né, então só tive acesso à internet agora. Desculpa ae gente, só vou correr atrás aqui de tudo que está atrasado e logo tentarei postar coisas novas e atualizar o que está faltando.

    Thiagão, essas serão a semana do Jade e do Yoshiki! Ainda tenho que atualizar a ficha deles e trazer uns desenhos show de bola que a Nyx fez, tu vai se amarrar. E viu só que inesperado surgir um Arco assim antes da Liga? Eu estava morrendo de medo de não ter o que falar daqui para frente cara. Para mim só faltava o Volkner mesmo, eu não fazia ideia do que trazer, sem contar que ainda preciso de muitos capítulos para evoluir alguns Pokémons e reforçar a aparição de outros personagens. Não digo que os Conquistadores sejam um "filler", até porque eles trarão umas batalhas épicas em nosso velho estilo de escrita e providenciará mais alguns meses de vida para Sinnoh. Como eu já havia dito antes, não tenho pressa para terminar. Quero seguir tudo num ritmo bacana e aproveitar cada momento de meus personagens... Até porque quando eu terminar irei me despedir deles. E isso será bem triste....

    Poxa Moa, infelizmente a Jade não vai vir com os peitões que vocês esperam kkk Eu sempre a desenhei com um pouco menos, acho que ela e a Glaciallis são as mais "normais" da equipe, então deixaremos os desenhos exagerados para outra hora, a Nyx sabe como controlar a situação kkkk Garanto que vocês não vão se arrepender, eles estão muito fodas!!

    Ângelo, já entrei em contato com você e logo estarei respondendo a outra mensagem. Quando quiser mandar algo não precisa enviar comentários nem nada, pode mandar só no e-mail mesmo. Eu costumo estar online toda hora no blog, mas você pegou justamente um fim de semana que fiquei afastado o tempo todo. Logo mais estarei enviando uma resposta, de novo.

    Mais uma vez peço desculpas pela ausência, mas a semana que vem é a ótima que estarei assim bem atarefado, e então, PUF! Chegam as minhas férias!! Ou melhor, não terei férias na Saga, então todos os meus fins de semana continuarão essa loucura, mas poderei continuar trazendo coisas novas sempre que possível. Obrigado por comentarem ae galera, abração!

    ReplyDelete
  9. Jade e Yoshiki *----------------*

    Cara, acho que todos aguardavam muito essa batalha. Os dois são do tipo que aparecem raramente, mas quando aparecem é para o público vibrar! E por sinal, consegui captar melhor os Conquistadores agora, eles não pareciam um grupo tão ameaçador antes, mas agora comecei a vê-los de outro jeito. E olha só, em época de manifestações, conseguimos acabar nos encontrando neste meio - seja defendendo esta causa, ou indo contra. O Ike, pelo visto, terá que se prevenir um pouco. E o Luke que continue assim! Foi uma ótima batalha, cara, cheia de surpresas. Parabéns!

    ReplyDelete
  10. Um cap que não massacrou meus feels, oremos
    Então esses são os Conquistadores.... Céus, que ridículos e-e Então, como a Elite "não resolve nada", eles decidem que querem destrui-la? Okay, beleza, mas e depois? Completa anarquia? Cada um por cada um? Matança infinita? Ah, gente, façam-me um favor, querem posar de inteligentes, mas são tão imbecis u-u
    Yoshiki e Jade! Acho que é a primeira vez que os vejo em ação, e devo dizer que já gostei bastante *-* (principalmente o Yoshiki, sadismo é algo deveras interessante <3 ) E achei muito legal como o pessoal subestimou eles e acabou que ownaram tudo (de fato, às vezes, a sincronia é mais importante e letal que ataques fodões)
    Porém.... Mesmo que esses gêmeos tenham sido abençoados com um pouco de esclarecimento, ainda tem os demais Conquistadores.... Sem falar em todas as crianças que eles já fizeram sua lavagem cerebral..... Vish, Ike, melhor correr -qqqn

    ReplyDelete

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -