Archive for October 2015

E se Dawn não tivesse cozinhado batatas gratinadas?

Neste fim de semana de feriado tive a oportunidade de fazer uma vídeo conferência com a galera da Aliança Aventuras. Já conversamos outras vezes pelo skype, mas é a primeira vez que fazemos por vídeo, e foi muito divertido. Nas sete horas que ficamos conversando (sete horas! Mais ou menos das oito da noite às quatro da manhã!), nosso companheiro Dento, um leitor bem antigo e que atualmente segue preparando-se para o Aventuras em Johto, levantou uma questão que me deixou intrigado...
Vamos voltar ao Capítulo 1 do Aventuras em Sinnoh. Nessa época os Irmãos Wallers não passavam de crianças, e a Dawn se destacava praticamente como a protagonista. Lembram-se do episódio das batatas gratinadas queimadas? Cara, como esquecer um dos começos mais épicos e inocentes das fanfictions?

Tendo em mente o capítulo que deu início a tudo isso que conhecemos, o Dento fez-me a seguinte pergunta, como um assíduo leitor:

E se a Dawn não tivesse feito aquele derradeiro almoço para os Irmãos Wallers? O que teria sido diferente?

O que vocês acham? Como autor, eu passei o feriado todo pensando nisso. Acho que TUDO teria sido diferente. Apesar da Dawn não desempenhar um papel muito importante no decorrer das temporadas finais, no começo ela foi primordial; a responsável por todo o amadurecimento dos gêmeos, uma irmã mais velha para eles, um par romântico indispensável que sempre esteve ali, torcendo e criando fãs que torciam pelo melhor casal. Até mesmo o Duke, nosso adorado Piplup idiota, era alguém importante (tudo bem, ele ainda é um pouquinho). Duke estava lá quando a Fire Tales nem pensava em existir, enfrentando a Titânia que ainda era um Onix selvagem, caçoando do Aerus que não passava de um Gible folgado que mordia a cabeça das pessoas. E se a Dawn não fosse companheira de jornada deles, quem teria assumido seu lugar? A Vivian? O Stanley? Alguma outra personagem feminina bobinha que teria feito exatamente as mesmas coisas, tomado as mesmas decisões? Aquela primeira cena do beijo entre Luke e Dawn no Capítulo 19 (um dos meus favoritos até hoje) não teria existido!

Pense comigo: se a Dawn não tivesse feito o almoço para os Wallers nós não teríamos o Duke, não teríamos a Milady e nem o Isaac, e com isso a própria Eva não estaria na história; o Chaud ficaria triste e deslocado, quem sabe ele realmente tivesse saído da equipe numa época que cogitei seriamente isso; sem o Chaud o General não teria derrotado o Atômico na Ilha de Ferro, e sem o General, bicho... A FIRE TALES NÃO TERIA GANHADO A LIGA! Céus, o que teria sido do Aventuras em Sinnoh se não fosse pelas malditas batatas gratinas marrom glacê?! Não quero nem mais pensar nas hipóteses.

Nada disso existiria, pelo menos não como conhecemos. Talvez tudo fosse diferente de uma maneira melhor ou pior. Isso me levou a iniciar um bate papo sobre destino com a galera da equipe, algo muito maior do que simples escolhas em uma fanfic. Foi o destino que organizou tudo e nos colocou aqui, foi o destino que formou a equipe que hoje tanto prezo, que fez alguns irem embora e novos chegarem. Nunca imaginei que um dia estaria me reunindo numa sexta feira à noite com pessoas que se conhecem apenas pela internet, só para rir e falar bobagens. O destino está presente em tudo, e não apenas no que é de nosso interesse. Você leu essa postagem entre tantas outras, você encontrou o blog entre tantos outros, você decidiu acompanhá-lo e eu decidi escrevê-lo até o fim, e aqui estamos, quase cinco anos depois do início da boa e velha Sinnoh...

Depois dessa, eu adoraria me deleitar com um bom prato de batatas gratinadas, ( e que de preferência não seja preparado pela Dawn). Será que isso vai mudar o meu destino? Bom, por hora a única certeza que tenho é que vou ficar um pouco mais gordo.

- Copyright © 2011-2017 Aventuras em Sinnoh - Escrito por Canas Ominous (Nícolas Eroles) - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -